Conecte-se agora

Estudantes bolsistas apresentam melhores notas acadêmicas, aponta estudo

Publicado

em

Conheça as formas de adquirir descontos em instituições brasileiras

Em virtude da dificuldade econômica vivenciada por inúmeras famílias brasileiras, manter os filhos em escolas particulares tornou-se um desafio. Apesar da qualidade de ensino, as mensalidades não podem ser arcadas por muitos.

Com isso, a procura por bolsa de estudo em 2020 aumentou e muitos estudantes, com o objetivo de serem contemplados com os descontos, reforçam os estudos. Uma pesquisa realizada com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), constatou, através das notas de mais de um milhão de universitários brasileiros no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), que estudantes bolsistas tiveram nota mais alta do que os não beneficiados com descontos.

Essa crise financeira retrata a vida de Bárbara Gomes. Mãe de Luís, um adolescente de 16 anos, ela não teve mais condições de pagar as parcelas escolares, ainda com todo o sacrifício e carga excessiva de trabalho. 

Para Bárbara, assim como para milhares de pessoas, uma bolsa de estudo integral é a única forma de continuar com os filhos em boas escolas.

O estudante do ensino médio, Luís Cláudio Júnior, de 16 anos, estuda no Serviço Social da Indústria (SESI) e isso só foi possível a partir de uma bolsa de estudo de 100% que conseguiu por meio de uma seleção feita na própria instituição. 

Antes de conseguir o benefício, por mérito acadêmico, Luís estudava em uma escola particular em Salvador, porém pagar as mensalidades tornou-se uma exaustão emocional para Bárbara. “Eu sacrificava muito a minha saúde e qualidade de vida. Isso estava gerando insatisfação em mim e no meu filho. Por isso, eu parti para buscar a bolsa para ele porque eu não conseguia pagar mais a escola”, relata a mãe.

A poucos passos de iniciar o 3º ano do ensino médio, Luís diz que além de receber uma educação escolar de qualidade, sendo bolsista permanece a necessidade de ter bom desempenho acadêmico para não perder o benefício. “Sinto que preciso dar o melhor de mim, sempre. Como bolsista, se você tirar nota baixa, perde a bolsa. Por isso, reviso sempre os assuntos”, diz o jovem que sonha em cursar Direito ou Engenharia

Além de suscitar um rendimento acadêmico melhor, as vantagens de ter uma bolsa de estudo são várias, como a economia a partir de descontos e a inclusão educacional de quem não pode pagar as mensalidades integrais do curso dos sonhos.

Quero bolsa: saiba como conseguir

Atualmente, existem diversas maneiras de conseguir uma bolsa de estudo integral ou parcial (50% de desconto), nas mais diversas modalidades de ensino, seja educação básica, ensino superior, preparatórios e os cursos livros. 

Veja como se aplica cada uma delas:

– Bolsas de estudo para crianças: esses descontos são ofertados pela própria instituição ou por intermédio de programas privados como o Educa Mais Brasil infantil, que oferece opções de descontos em creches e escolas em todo o país.

– Bolsas de estudos para a educação básica: nesses casos, a instituição costuma dar os descontos por meio de seleção interna. Em algumas, o estudo precisa passar por avaliação acadêmica para obter a bolsa. Outra forma é optar por programas de inclusão educacional.

– Bolsas de estudos para faculdade: para conseguir bolsa de estudo para graduação em 2020 é possível obter descontos de até 70% de desconto por meio de iniciativa privada em programas educacionais.

– Bolsa de estudo para pós-graduação: muitas instituições oferecem bolsa de estudo para pós-graduação para os funcionários como forma de incentivo à continuidade dos estudos, entretanto, também é possível conseguir a bolsa para pós-graduação em 2020 através de sites de bolsas de estudo

– Bolsa de estudo para cursos técnicos: para essa categoria também há bolsas de estudo. Clique aqui e saiba mais informações sobre essa modalidade especial do sistema brasileiro de ensino.  

Dica para conseguir bolsa de estudo 100%

O Educa Mais Brasil, maior programa de incentivo educacional do país, está com uma promoção especial. O estudante beneficiado nesta campanha poderá ser contemplado com uma bolsa de estudo 100%, em uma das milhares de instituições de ensino do Brasil parceiras do programa. Para ganhar, o interessado precisa acessar o site, realizar um cadastro e manter-se com a pré-matrícula em dia. Essa campanha segue até 31 de março de 2020. Aproveite! 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Cotidiano

ONG de Rio Branco contrata PJ para desenvolver APP da Trilha Chico Mendes

Publicado

em

A ONG SOS Amazônia publicou no final de julho edital para contratar serviço especializado de pessoa jurídica para o desenvolvimento de um aplicativo para a Trilha Chico Mendes.

Propostas podem ser enviadas até o dia 10 de agosto de 2021 para o e-mail [email protected]

Fundada em 1988, a SOS Amazônia é uma entidade da sociedade civil sem fins lucrativos com sede no bairro da Cadeia Velha, em Rio Branco.

O termo de referência pode ser acessado aqui: https://drive.google.com/file/d/1g-aH9LhzUhHbTvGb4dykMXHeeaD0t6ow/view

Continuar lendo

Notícias

Encceja 2020: confira data de aplicação e conteúdos para estudar para o exame

Prova é realizada por estudantes que não concluíram os estudos na idade apropriada

Publicado

em

As provas do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2020, que foram adiadas para esse ano por causa da pandemia de Covid-19, estão se aproximando. Os estudantes inscritos de todo país devem realizar o exame em 29 de agosto, nos turnos da manhã e da tarde, nos horários de 9h às 13h e de 15h30 às 20h30. Os gabaritos das provas deverão ser divulgados no dia 1º de setembro.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), mais de 1,6 milhão de participantes estão confirmados. Do total de inscritos, 301.438 buscam a certificação para o ensino fundamental e 1.328.608 para o ensino médio.  

O exame é voltado para quem não concluiu os estudos na idade apropriada. Por meio do Encceja, os participantes têm a oportunidade de conseguir a certificação tanto para o ensino fundamental quanto para o ensino médio. 

Para quem está se preparando para as provas, na página do Inep estão disponíveis apostilas gratuitas, além das provas de anos anteriores e dos respectivos gabaritos. 

Como funciona a prova do Encceja 2020?

O Encceja é composto por quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha e uma redação. Aqueles que desejam obter a certificação do ensino fundamental farão provas de ciências naturais e matemática pela manhã e de língua portuguesa, língua estrangeira, artes, educação física, redação, história e geografia à tarde. Para obter essa certificação, o estudante precisa ter pelo menos 15 anos completos no dia do exame. 

Já os que desejam um certificado do ensino médio responderão questões de ciências da natureza e matemática pela manhã e linguagens, redação e ciências humanas à tarde. Para fazer essas provas é preciso ter pelo menos 18 anos completos. 

Para conseguir a certificação é necessário atingir uma pontuação mínima de 100 pontos em cada prova objetiva. No caso da redação que vale de 0 a 10, a média é de 5 pontos. Os candidatos que conseguirem nota mínima em uma ou mais de uma, mas não em todas as áreas, terão direito a uma declaração parcial de proficiência, ficando isento de realizar as provas da área que já foi aprovada em edições futuras.

De acordo com o Inep, além de possibilitar que os estudantes sejam certificados e sigam adiante em suas trajetórias educacionais, o exame oferece parâmetros para autoavaliação que podem orientar os inscritos na continuidade da formação e na colocação no mercado de trabalho.

Além disso, os resultados do Encceja também são usados como referência nacional de avaliação. O exame possibilita, por exemplo, que os gestores educacionais utilizem esses dados para entender o cenário educacional do país e evitar que estudantes se atrasem na formação ou mesmo que abandonem os estudos.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Continuar lendo

Cotidiano

Estudantes podem se inscrever para o Sisu a partir desta terça-feira (3)

Publicado

em

Estudantes que participaram da última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e que pretendem estudar em uma universidade pública podem se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) a partir desta terça-feira (3).

O prazo de inscrições para o segundo processo seletivo de 2021 se encerra na próxima sexta-feira (6). Para participar da seleção, os interessados devem ter obtido nota maior que zero na redação do Enem e não ter participado do exame na condição de treineiro.

O resultado da seleção será divulgado no dia 10 de agosto. As matrículas serão abertas no dia 11, se estendendo até o dia 16 de agosto. De 10 a 16 de agosto, estarão abertas as inscrições para a lista de espera por vagas remanescentes, cujos contemplados serão anunciados no dia 18.

Continuar lendo

Cotidiano

Jornada de Incentivos Fiscais aborda descontos em compras para microempreendedor

Publicado

em

Possibilidades de compras com descontos superiores a 16% e isenção de taxas são algumas vantagens de ser Microempreendedor Individual (MEI) com cadastro na Suframa, que serão abordadas na I Jornada de Incentivos Fiscais.

O evento – que ocorrerá de 9 a 13 de agosto em módulo virtual – foi idealizado pela Autarquia para divulgar orientações sobre o usufruto dos incentivos fiscais dentro da sua área de abrangência (Amazonas, Acre, Roraima, Rondônia e Macapá e Santana, no Amapá).

Na compra de produtos oriundos de Goiânia (GO) para Manaus com valores de R$ 1 mil, o MEI sem cadastro vai pagar mais R$ 50, relativo ao IPI da operação, chegando ao valor total de R$ 1.050. Já o MEI Suframado, além de não pagar IPI, vai receber desconto de R$ 120, referente ao ICMS Interestadual já embutido no valor dos produtos. Assim, o total será de R$ 880. Uma economia de R$ 170 e de aproximadamente 16,19%.

No dia 12, Lutero Renck ministrará duas palestras sobre o Sistema de Mercadoria Nacional (SIMNAC). Uma especialmente para empresas destinatárias e outra para as empresas remetentes.

Além de acesso a linhas de crédito específicas com juros mais baixos, o MEI também pode receber serviços sem precisar pagar nada. É o caso do próprio processo de cadastro e formalização para ser MEI, que é totalmente grátis e digital através do endereço www.gov.br/mei. No mercado, cobra-se em média R$ 279 por este serviço.

A modalidade é ideal para autônomos de áreas de serviços e comércio que ganham faturamento mensal bruto de até R$ 6.750 ou faturamento anual bruto de até R$ 81 mil, limites máximos permitidos pela legislação.

As inscrições gratuitas para a I Jornada de Incentivos Fiscais continuam abertas e devem ser feitas pelo endereço eletrônico: www.even3.com.br/jornadazfm. No site também está disponível a programação completa do evento.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas