Conecte-se agora

Repórter da Globo é o convidado especial para o Prêmio Jorge Said de Comunicação

Publicado

em

Uma noite de muita emoção, memórias e histórias é o que se pode esperar desta quinta-feira (05) quando acontece o evento de entrega do Prêmio Jorge Said de Comunicação, realizado pela Prefeitura de Rio Branco e que vai premiar as melhores reportagens de TV, Rádio e Web sobre as políticas públicas municipais.

Criado na gestão da prefeita Socorro Neri, além de homenagear o jornalista que dá o nome ao prêmio, o objetivo é reconhecer e valorizar o trabalho da imprensa local, conforme explicou a diretora de comunicação, Socorro Camelo, que convidou para participar do evento o repórter, Francisco José.

Com 44 anos de reportagens na Rede Globo de Televisão, ele desembarcou em Rio Branco na madrugada desta quinta-feira (05) trazendo muita bagagem para compartilhar.

“A ideia é contar histórias. Eu envelheci fazendo reportagens e sempre com superação. Vou mostrar as dificuldades que a gente tem para fazer uma reportagem. Na maioria das vezes parece impossível, como por exemplo ir ao topo das montanhas na África ou procurar os maiores tubarões do planeta sabendo que eles podem te atacar e eu consegui filmar dentro da boca de um tubarão de 4 metros que é o que mata na minha cidade [Recife]. Mas eu desmistifico essa história do tubarão porque ele não é um vilão, não é um matador. Ser humano não é comida de tubarão. Ele é atraído por peixes. Nas Bahamas, para filmarmos os grandes tubarões, jogaram mais de 300 quilos de peixe na água para eles virem.”, disse dando uma prévia do que será sua palestra durante o evento, no restaurante La Nonna.

Renomado por suas reportagens especiais, Francisco José, que já esteve a trabalho nos cinco continentes da Terra, vai falar também sobre os desafios que superou sendo repórter do interior do Nordeste brasileiro, como por exemplo abrir mão do seu sotaque.

“É a mesma dificuldade que existe aqui no Acre, ao mesmo tempo eu tive um exemplo para conquistar espaço. Tem um acreano que, para mim, foi o maior jornalista de todos os tempos: Armando Nogueira. Foi quem me levou para a Globo, me ensinou, que cobrou, me deu oportunidades todas.”. lembrou.

Chico José, como é chamado informalmente e como assina seus perfis nas redes sociais, irá exibir um vídeo sobre superação. Nesta sexta-feira (06) irá ao ar com uma matéria especial sobre a Serra do Roncador, localizada no interior do Mato Grosso. Será seu 102º Globo Repórter.

“É como se eu tivesse feito sozinho três anos de programa. O que eu quero dizer com isso é que, apesar das dificuldades não podemos nos acomodar. Quem tem talento basta desenvolver para vencer e isso todos tem. Além disso, é preciso ter responsabilidade. Se eu não encarasse com seriedade e pudesse voltar aos lugares onde já fui fazendo reportagens, eu não teria como sobreviver tanto tempo no ar. Seria desacreditado.”, destacou.

Novos e velhos desafios

Sendo um repórter que atravessou gerações, acompanhou o avanços das tecnologias e as transformações nas ferramentas do jornalismo, Francisco José traça um paralelo entre as tecnologias disponíveis antes e as de atualmente.

“Na primeira eleição, no período da democratização quando veio a Constituinte, a Globo instalou uma repetidora no interior do sertão de Pernambuco para eu conseguir gerar minhas matérias. Hoje a gente faz reportagem com o celular. Manda tudo, recebe também das pessoas. Eu sou de um tempo em que se fazia jornalismo investigativo sem computador, sem telefone celular.”, lembrou.

Neste contexto, Francisco José relata o que considerava desafio nos tempos em que começou. “O repórter tinha que botar a cara e no Nordeste, uma terra sem lei que é até hoje. Mas na época era todo mundo armado, tiroteio nas cidades, família destruindo família. Na cidade de Exu [interior de Pernambuco] foram mais de 50 mortos entre duas famílias. Era uma verdadeira guerra. Tinha pistoleiros e a gente tinha que denunciar isso e mostrar sem ‘disque denúncia’, sem nada. Era metendo a cara na época em que era difícil também trabalhar com os equipamentos que nós tínhamos.”, ressaltou.

Nos tempos atuais, com o apogeu das redes sociais, Francisco José pondera que há mais possibilidades de acesso da sociedade às informações e destaca a importância da TV nesta conjuntura. “Esse caso da favela de São Paulo [Paraisópolis], por exemplo, não tem nenhuma imagem feita pela Globo. São todas imagens da comunidade e isso contribui muito. Então é o imediatismo e as emissoras tem que aproveitar que ainda há credibilidade para ee adaptar a isso porque a rede social dá uma notícia e não se sabe se é Fake News ou se é verdadeira. Quando aparece nas televisões é que se tem a comprovação de que aconteceu de fato.”, ponderou.

Francisco José concorda que as redes sociais proporcionam a democratização da comunicação e impõem uma nova dinâmica. “O maior incentivo é que essa é a melhor geração de todos os tempos. Os jovens que estão surgindo são melhores que os jovens da minha época e a televisão está fazendo uma renovação total. Há uma renovação geral. Os veículos de comunicação precisam acompanhar a dinâmica das redes sociais e estão fazendo isso.”, concluiu.

Cotidiano

Galvez entra em campo pela Série D; Vitória pode levar Imperador à vice liderança do grupo

Publicado

em

O Galvez tem uma partida que pode ser considerada decisiva pelo Campeonato Brasileiro da Série D neste domingo, 25. No estádio Arena da Floresta, o Imperador recebe pela abertura do segundo turno do campeonato o time do Ypiranga, do Amapá. Na semana passada, o time acreano venceu o próprio Ypiranga jogando na casa do adversário.

A partida é decisiva exatamente porque o time do Amapá é o primeiro após a faixa de classificação dos quatro melhores com oito pontos. Se o Galvez vencer, consegue uma “gordura” de sete pontos para o Ypiranga.

A partida vai marcar a estreia do técnico Célio Ivan no comando do Galvez. Ivan já conhece o futebol acreano, já que teve passagens pelas equipes de Plácido de Castro e Rio Branco. A bola rola a partir das 15 horas no horário local.

Atlético perde e continua em último

Já o Atlético Acreano, o outro representante do estado na competição, voltou a perder ontem para o GAS (Grêmio Atlético Sampaio) por 2 a 0 em jogo disputado em Roraima.

Com apenas quatro pontos, o Galo é o lanterna do grupo e apesar de ter chances matemáticas, só um milagre levaria o time para a segunda fase. O Atlético deve cada vez mais priorizar o estadual, onde é líder com 100% de aproveitamento até agora.

Continuar lendo

Cotidiano

Grávidas e Puérperas que tomaram 1ª dose de Astrazeneca podem tomar 2ª dose da Pfizer

Publicado

em

A Secretaria Estadual de Saúde do Acre (Sesacre) divulgou nesta manhã de domingo, 25, uma nota informativa onde esclarece que mediante nota publicada pelo Ministério da Saúde, mulheres grávidas ou no puerpério, que o período até 45 após o parto que foram imunizadas em primeira dose com a vacina Astrazeneca, podem completar o esquema de vacinação com a segunda dose da vacina produzida pela Pfizer.

Para que isso aconteça, basta procurar uma unidade de saúde ou posto de vacinação, portando a carteira de vacina em mãos.

A nota explica ainda que na falta do imunizante da Pfizer, está autorizada a substituição pela Coronavac. O Ministério da Saúde assegura que a intercambialidade das vacinas mantém a boa resposta imune e  garante a segurança para a imunização.

Continuar lendo

Cotidiano

Com 81 novos casos, Acre não registra nenhuma morte por covid-19 neste sábado

Publicado

em

Em boletim divulgado na tarde deste sábado, 24, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) informou o registro de 81 novos casos de infecção por coronavírus, sendo 4 confirmados por exames RT-PCR, e 77 de testes rápidos fazendo com que o número de infectados salte para 86.933 nas últimas 24 horas.

Segundo o boletim, nenhuma notificação de óbito foi registrada neste sábado, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 permaneça 1.796 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 237.247 notificações de contaminação pela doença, sendo que 150.184 casos foram descartados e 127 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 83.084 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 30 seguem internadas até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a Covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Continuar lendo

Cotidiano

Vacinação contra covid-19 em Cruzeiro do Sul imunizou mais de 4,5 mil de 18 a 20 anos

Publicado

em

O ‘Happy Hour’ da vacinação contra covid-19 nesta sexta-feira, 23, em Cruzeiro do Sul, interior do Acre, rendeu. Segundo informações obtidas pelo ac24horas, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) vacinou 4.503 jovens de 18 anos ou mais, das 18 às 23 horas, na sede da AABB no município. 

A vacinação desse público alvo foi reiniciada após o envio de 20 mil da Pfizer ao município pelo Estado. Por se tratar do imunizante Pfizer, era necessário manter a estrutura refrigerada. O horário escolhido, das 18h às 23h, visou facilitar o acesso das pessoas que trabalham, além de poupar as pessoas de ficarem na fila sob o forte sol cruzeirense. 

A ação foi desenvolvida à semelhança de um megaevento: 150 pessoas foram designadas somente para o registro, para agilizar ao máximo o atendimento, 150 registradores, além de 70 vacinadores, 15 profissionais de informática e 20 pessoas de apoio. 

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas