Conecte-se agora

Videomaker do ac24horas conta a história de Dona Delice, “a mulher do bolo”

Publicado

em

É da casa simples de madeira e número fácil de decorar, 076, que vamos mostrar a jeito tão conhecido que o brasileiro encontra para driblar a crise financeira que toma conta do país e consequentemente do Acre. O videomaker Kennedy Santos mostra a história de vida de Dona Delice, que com esse nome não poderia ser ligada a outra coisa que não fosse delícia culinária.

Assim como milhares de brasileiros pouco podem fazer com o pequeno salário, no caso dela, beneficiária, devido um acidente de trânsito, se vêem na obrigação, mesmo beirando os sessenta anos, de encontrar uma maneira de digna de sobreviver.

Sua história é parecida com a de outras 13 milhões de trabalhadores que hoje beiram o desespero por conta da falta de oportunidade no mercado de trabalho.

Ela acorda todos os dias bem mais cedo que a grande maioria dos moradores de sua rua, a Jorge Rivasplata. Seus doces, sacolés, sucos e o famoso bolo de pote, fazem dela uma espécie de celebridade da região. A mulher do bolo, como também é conhecida, fala com todos os moradores da região, que têm mais de cinco bairros.

Além de testemunhar a feitura das guloseimas, o ac24horas andou com ela nas ruas e até empurrou seu carinho, comprado com a venda dos produtos. É um vídeo que pode inspirar pessoas.

video
play-rounded-fill

Destaque 2

Bancada do Acre no senado está dividida entre Pacheco e Marinho e entra no radar do governo Lula

Publicado

em

A bancada federal do Acre no senado composta por Sérgio Petecão (PSD), Márcio Bittar (União Brasil) e o novato Alan Rick (União Brasil), que deve tomar posse no dia 1 de fevereiro, está dividida em relação a eleição da mesa diretora da casa, em especial à presidência disputada entre o atual chefe do legislativo, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e o também senador Rogério Marinho (PL-RN), aliado declarado do ex-presidente Jair Bolsonaro.A eleição deve ocorrer após a posse dos novos senadores.

O ac24horas procurou os senadores para se posicionarem a respeito da eleição e somente Alan declarou voto aberto a Rogério Marinho. “Acredito que Rogério levará o Senado novamente a sua posição de independência e protagonismo. Vai trabalhar para fazer prevalecer o equilíbrio entre os poderes diante da escalada autoritária que afronta a Constituição e fere a democracia”, disse o parlamentar acreano, dando a entender ser contrário às últimas decisões do Supremo Tribunal Federal, principalmente do Ministro Alexandre de Moraes.

Já Bittar evitou declarar voto aberto, apesar de ter uma forte ligação com Marinho e o bolsonarismo. “Estou tentando unir todo mundo, que é o ideal nesse momento tão conturbado. Tentarei até o último minuto que haja uma única chapa , cada um com seu espaço de poder”, frisou o senador do UB.

Petecão, que sempre foi aliado de primeira hora de Pacheco, revelou que o clima anda tenso para a composição da mesa diretora. “Estamos indo numa reunião agora do partido . Aí vamos decidir. O clima está muito tenso, mas de qualquer forma eu sou PSD”, pontuou, se colocando à disposição de seu colega de partido.

O posicionamento dos senadores do Acre deve entrar no radar do governo federal, no sentido de perceber em qual terreno o presidente Lula estaria pisando. Alan e Bittar já declararam ser oposição ao atual governo. Já Petecão se mostrou mais aberto ao diálogo.

Favorito para se reeleger ao cargo, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), tem recebido o apoio formal de partidos que integram a base do governo Lula, mas tenta conter traições com a ajuda do Palácio do Planalto. Nos últimos dias, seu principal adversário, o ex-ministro Rogério Marinho (PL-RN), costurou uma aliança com os partidos do Centrão, que davam sustentação ao governo de Jair Bolsonaro, e ainda conta com dissidências em siglas como MDB e União Brasil.

Até agora, PT e PDT já formalizaram o voto em Pacheco, e a expectativa é que o MDB, o PSB e o União Brasil façam o mesmo nos próximos dias. Contando com o PSD, partido do presidente do Senado, o candidato à reeleição tem um grupo de partidos que somam 45 senadores, quatro a mais do que o necessário para ganhar a disputa.

No entanto, a conta não é tão simples, porque o voto é secreto, e as traições são comuns neste tipo de eleição. Marinho tem o apoio formal de seu partido, o PL, do PP e do Republicanos, que juntos formam um grupo de 23 senadores. Além disso, o ex-ministro de Bolsonaro conta com apoios individuais de senadores de partidos que fazem parte do governo Lula, principalmente União Brasil e MDB, além de senadores do Podemos.

Em meio a traições entre senadores de partidos aliados, Lula se reuniu ontem com Pacheco a sós na residência oficial do Senado. Mais cedo, o PT havia oficializado o apoio à sua reeleição.
— O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, demonstrou um comportamento em defesa da democracia irrefutável. Eu acho que o melhor terreno para plantar e colher direitos é a democracia— afirmou o líder do PT, Fabiano Contarato (ES).

Mas não é só Pacheco que deve enfrentar traições. Do lado de Marinho, o PL tem o senador Romário (RJ) como exemplo de quem evita assumir um posicionamento. O ex-jogador de futebol é aliado de Pacheco e faz parte da Mesa Diretora do Senado por conta de um acordo costurado pelo presidente da Casa.

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) também vai concorrer, mas não tem o apoio nem da própria legenda, que ainda não decidiu com quem vai estar na disputa.

Com informações de O Globo

Continuar lendo

Destaque 2

Asfalto é retirado de ruas do Parque Palheiral e gera revolta de moradores

Publicado

em

Os moradores da rua Cisne e rua Águia, no conjunto Parque do Palheiral, bairro Novo Horizonte, estão revoltados com um serviço iniciado pela prefeitura de Rio Branco em 2021. Segundo eles, uma equipe da gestão retirou o asfalto da via pública e dois anos depois ainda não solucionaram a situação.

O ac24horas foi ao local nesta terça-feira, 24 e ouviu o morador Elisandro Ferreira das Neves, onde ele contou que há 7 anos mora no local e que no início o bairro era asfaltado, mas sem a devida manutenção. Entretanto, a rua acabou sendo destruída quando em 2021, uma equipe da prefeitura retirou o asfalto – ocasionando problemas na estrutura de algumas residências. “Eles ficaram de dar uma resposta e até hoje o povo está aguardando”, declarou Neves.

Já Benaci de Araújo Souza, 55 anos, disse que reside no bairro há mais de 30 anos e que a rua sempre foi difícil para os moradores, porém, com a retirada da camada asfáltica pela atual gestão municipal, a situação piorou. “Até hoje não veio ninguém com a promessa de que iria ajudar”, comentou.

A mulher revelou que os moradores estão arcando com recursos para melhorar a estrutura da via pública.

Resposta da prefeitura

A reportagem do ac24horas buscou contato com o secretário de infraestrutura, Cid Rodrigues, que garantiu que a gestão deverá realizar as obras de recapeamento asfáltico nas ruas mencionadas nos próximos dias. “Não vamos levar máquinas pesadas para a região”, comentou.

Com participação de Whidy Melo

Continuar lendo

Destaque 2

Funcionários do Shopping se revoltam ao serem obrigados a pagar estacionamento

Publicado

em

Funcionários das lojas que ficam no Via Verde Shopping procuraram o ac24horas nesta segunda-feira, 23, para denunciar o que chamam de absurdo por parte da administração do local. É que exatamente nesta segunda-feira, os funcionários, que tinham direito de estacionar suas motos e carros de forma gratuita, passaram a ter que pagar para estacionar seus veículos enquanto trabalham.

Uma funcionária de uma loja que prefere não ser identificada reclamou da decisão da administração do shopping. “Estamos todos revoltados, pois a partir de hoje estamos sendo obrigados a pagar o estacionamento. O que mais nos revolta é que não tem segurança alguma. No antigo estacionamento, podíamos deixar capacete, bolsa e tínhamos segurança. Agora, vamos ter que enfrentar também a falta de estrutura e nossos veículos vão ficar o dia todo expostos ao sol e à chuva. Pensamos em fazer uma manifestação, mas todos nós temos medo de retaliação e de sermos demitidos”, diz.

De acordo com a funcionária, a cobrança será de R$ 30 para motos e R$ 90 para veículos por mês.

A reportagem do ac24horas procurou a administração do Via Verde Shopping que confirmou a cobrança do estacionamento e disse que o antigo local onde eram estacionados as motos e carros dos funcionários não é adequado. “O Via Verde Shopping esclarece que a guarda de veículos é um serviço oferecido pelo estacionamento do empreendimento, a fim de garantir comodidade e segurança, com uma tabela de custos específicos de acordo com o usuário e a finalidade de utilização. No caso dos funcionários de loja, anteriormente eles guardavam os veículos na Doca, um local de carga e descarga de mercadorias, finalidade distinta da qual o local foi projetado”, disse a administração via assessoria de imprensa.

Continuar lendo

Destaque 2

Nível do Rio Acre sobe mais de 2 metros em 48 horas na Capital

Publicado

em

As constantes chuvas dos últimos dias provocaram o aumento no nível do Rio Acre na capital acreana.

Na manhã desta quinta-feira, 19, o manancial mede 9,86 metros. O nível é dois metros maior do que o registrado na manhã de terça-feira, que era de 7,48 metros.

O aumento de forma abrupta é provocado pela quantidade de chuvas registradas na capital acreana e nas cabeceiras do Rio Acre que acaba influenciando no nível na capital acreana.

Neste mês de janeiro, em 18 dias, já choveu 161,7mm dos 289,5mm esperados para todo o mês, o que representa 56% do total.

Apesar do nível ter aumentado de forma rápida, a situação ainda é tranquila em relação à possibilidade de enchente, já que a cota de alerta é de 13,5m e a cota de transbordamento é de 14 metros na capital acreana.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.