Menu

Eleições podem espatifar o governo!

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

A eleição municipal do próximo ano será o maior teste para a coligação que elegeu o governador Gladson Cameli (Progressistas), os senadores Sérgio Petecão (PSD) e Márcio Bittar (MDB), seis deputados federais e 18 deputados estaduais. O MDB já escreveu a crônica do racha anunciado com a postura independente do deputado Roberto Duarte, que ao lado dos deputados Edvaldo Magalhães (PCdoB), Jenilson Leite (PSB), Jonas Lima e Daniel Zen, do PT, formam o núcleo duríssimo da oposição ao governo na Assembleia Legislativa.


O anúncio por parte do governador do casamento entre o PSDB (Minoru Kinpara) e o Progressista (Alysson Bestene) levou Petecão a anunciar, inclusive, que poderia apoiar a reeleição da prefeita Socorro Neri (PSB). Segundo ele, é uma peemedebista histórica apesar da proximidade momentânea com o PT. Para os petistas que sonham com candidatura própria seria a fome com a vontade de comer. Para a prefeita, também não seria tão ruim, já que a livraria da carga negativa antipetista que ainda paira sobre o eleitorado. Como ficarão as coligações para o próximo ano é uma incógnita, porém, uma coisa é certa: O governo não será o mesmo que ganhou a última eleição. Deverá chegar em 2022 dividido. Porém, se depender do vice-governador major Rocha (PSDB) e do senador Márcio Bittar (MDB) chega todo mundo abraçado.


. A emenda do deputado Daniel Zen (PT) foi rejeitada por pura birra da base do governo porque a ideia era excelente.


. O governo poderia ter cabalado votos da própria oposição ao o PL que reforma o Artigo 21 da LDO.


. Resolveram radicalizar!


. A oposição precisa ter serenidade quando os comentários não lhe são favoráveis na imprensa; nesse quesito a presidenta Dilma Rousseff tinha doutorado.


. Os comentaristas da Globonews fazendo piadas com o sistema eleitoral da Bolívia que vai permitir a quarta reeleição do presidente Evo Morales.


. O sujo falando do mal lavado porque os escândalos de corrupção praticados pelos partidos brasileiros não têm na Bolívia.


. Aliás, em lugar nenhum do mundo!


. O deputado Calegário (sem partido), ao que consta, capitulou; não será o primeiro nem o último dos moicanos.


. Pelo visto em Brasiléia e Epitaciolândia a prefeita Fernanda Hassem (PT) e Tião Flores (Progressista) vão ganhar a reeleição por WO.


. Ainda não apareceram candidatos bons para enfrentá-los nas urnas!


. Na reunião do SINDMED o governador criticou a secretária Mônica Feres, o que nunca tinha feito com tanta veemência.


. Comentário de um dos presentes!


. Também não foi nada que ameaçasse o cargo da secretária.


. O zumbido de ontem nos bastidores era de que, em breve, o deputado José Bestene poderia assumir a Secretaria de Saúde.


. Até o deputado Jenilson Leite (PSB) iria gostar, certa vez ele sugeriu na tribuna!


. O pecuarista Jorge Moura está plantando 1.200 hectares de soja, cadê o Paulo Wadt para ir lá ver?


. Até agora o único processo de rondonização do Acre aconteceu na Assembleia Legislativa com a CPI da Energisa, lá e aqui!


. Alguém pode explicar porque tanta briga pelo Artigo 21 da Lei de Diretrizes Orçamentária, a LDO???


. Resposta: os recursos do pré sal que devem chegar ao Estado nas próximas horas.


. Enquanto isso o vereador Rodrigo Forneck propõe a discussão sobre a fome, a miséria, pobreza e ruína que se abateu sobre os cidadãos pobres do país desde o “golpe”; ele tem razão porque a fome voltou.


. No tempo do Lula o pobre não era mais pobre, o mais ou menos passou a ser grande, e o grande quis comer muito e ficou empanzinado com a Lava Jato.


. O crime foi manter a base de coalização na relação promíscua entre partidos políticos e empresários que se beneficiavam de grandes obras no governo federal.


. Estaduais também!


. Aplicaram, em tese, aquilo que o Maquiavel escreveu na obra O Príncipe.


. É que no tempo do Maqui não tinha tanta sofisticação, sistemas políticos, democracia essas tralhas todas…


. A oposição está cumprindo fielmente o seu papel!


. Os governistas, também!


. Bom dia!