Conecte-se agora

Sem emitir DOF há dias, indústrias reclamam de prejuízos

Publicado

em

Problemas no site do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) têm impedido a emissão do Documento de Origem Florestal (DOF) e, consequentemente, causado uma série de prejuízos aos setores da indústria acreana que necessitam de madeira como matéria-prima.

Além do segmento madeireiro, um dos ramos mais atingidos é o de olaria e cerâmica. De acordo com o presidente do Sindicato das Indústrias de Olaria do Estado (Sindoac), Márcio Agiolfi, empresas da área necessitam do DOF para transportar a lenha, e, 80% desse material, vem de Rondônia.

“O fato dessa matéria-prima vir do Estado vizinho já dificulta o transporte. E com essas falhas no Sistema DOF, todo o setor fica paralisado. Em pleno verão, período em que temos nossa maior demanda, já há registro de indústrias com atividades suspensas há três dias, o que preocupado toda uma cadeia produtiva. Se não houver uma solução de imediato, haverá demissões em diferentes setores”, reclama Agiolfi.

Em busca de solução para o problema, a Federação das Indústrias do Acre (FIEAC) entrou em contato com o Ibama cobrando um posicionamento do órgão sobre a situação. Em resposta, o Instituto informou que o sistema tem previsão de que seja normalizado até às 18h desta segunda-feira, 29.

Anúncios

Acre

Segurança inicia fiscalização para cumprir decreto da Covid-19

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas.com

A Vigilância Sanitária e as forças da Segurança Pública do Acre iniciam nesta quinta-feira, 4, a fiscalização para garantir o cumprimento decreto estadual nº 8.147, de fevereiro de 2021, que dispõe sobre as medidas restritivas, excepcionais e temporárias decorrentes do agravamento da situação epidemiológica causada pela Covid-19 no estado.

A estratégia foi definida durante reunião com representantes das prefeituras dos 22 municípios do Acre.

A fiscalização terá objetivo de garantir que as regras estabelecidas no decreto sejam cumpridas. Na capital, o trabalho terá o emprego de 14 equipes da Vigilância Sanitária e quatro do Fundo de Segurança Pública, o Fundseg, com a participação direta das Polícias Militar, Civil e Penal.

O coronel PM Belisário Souza Filho, que irá chefiar as equipes, alerta para as medidas que podem sofrer aqueles forem flagrados descumprindo o decreto. No caso de estabelecimento comercial, pode haver desde uma advertência até a suspensão do alvará de funcionamento. Ele garante que o trabalho será contínuo enquanto durar o decreto, das 20h às 5h da manhã diariamente, com intensificação durante os fins de semana e feriados.

O decreto permite o funcionamento dos templos, igrejas e similares de segunda a segunda, desde que seja obedecida a ocupação máxima de 20% da capacidade física do local. Nos fins de semana se aplica a mesma regra.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Continuar lendo

Acre

Idosos a partir de 72 anos podem ser vacinados a partir de hoje (4)

Publicado

em

A vacinação contra Covid-19 distribuída em Rio Branco reduziu para idosos a partir de 72 anos nesta quarta-feira (4). Antes disso, era prevista vacina somente para idosos acima de 73 anos.

A mudança foi divulgada na noite dessa quarta-feira, dia 3, tendo em vista a diminuição da procura pela vacina por idosos acima de 73 anos.

Rio Branco recebeu mais de 5 mil doses da vacina nessa semana. Os imunizantes são para idosos e trabalhadores da saúde. A capital acreana está com pontos de vacinação em drive thru e em três unidades de saúde, das 8h às 17h.

O drive thru está no pátio do antigo Detran, na Avenida Nações Unidas/ Em frente ao 7º BEC. As unidades de saúde que estão vacinando são: Unidade de Referência de Atenção Primária Roney Meireles (Urap) – Conjunto Adalberto Sena; Unidade de Referência da Atenção Primária (Urap) Hidalgo de Lima – no bairro Palheral e Policlínica Barral y Barral – no Conjunto Tangará.

Para vacinar, é necessário apresentar RG ou CPF ou o cartão do SUS.

Continuar lendo

Acre

Com salários atrasados, roçadores e garis fecham entrada de Zeladoria

Publicado

em

Na manhã desta quinta-feira (4), um grupo de garis e roçadores fecharam o acesso à sede da Secretaria da Zeladoria da Cidade (SMZC), na Avenida Sobral, em protesto em decorrência dos salários atrasados de janeiro e fevereiro.

De acordo com informações repassadas ao ac24horas, são entre 60 garis e 50 roçadores que estariam com os salários atrasados. É a segunda vez que os trabalhadores protestam em menos de 45 dias.

A prefeitura diz que o pagamento dos prestadores de serviço é de responsabilidade das empresas terceirizadas.

Continuar lendo

Acre

Juiz decide adiar reconstituição da morte de Maicline Costa

Publicado

em

A guerra entre defesa e acusação no caso da morte da jovem Maicline Costa, que veio à óbito em um acidente com uma moto aquática em janeiro de 2019, onde o médico Eduardo Veloso e o empresário Otávio Costa podem ser indiciados por homicídio doloso, teve mais um capítulo.

Nesta quinta-feira, 4, estava marcada a reconstituição do acidente ocorrido no Rio Acre. Deveriam participar a defesa, Ministério Público e a perícia da Polícia Civil. Ocorre que a banca de advogados que representa o médico Eduardo Veloso entrou com um pedido de adiamento da reconstituição do acidente. O argumento da defesa é de que é impossível fazer a reconstituição sem desobedecer as medidas de proteção contra o novo coronavírus. No entender da defesa a realização da simulação vai provocar aglomeração.

O Ministério Público do Acre e os advogados que defendem o filho, a irmã e a mãe de Maicline foram contrários ao adiamento. O MPAC lembrou que a reconstituição já deveria ter acontecido um atrás e não ocorreu exatamente por conta da pandemia. O promotor Teotônio Rodrigues Soares Júnior argumentou que o adiamento da diligência causará prejuízo à

conclusão das investigações. É que de acordo com a perícia, a reconstituição deve ser feita nas mesmas condições do acidente, ou seja, em época de cheia do Rio Branco.

“Além disso, não prospera o argumento defensivo de que a realização da reprodução simulada dos fatos colocaria em risco a saúde dos envolvidos. É de se ressaltar que os responsáveis pela perícia são policiais civis, militares e bombeiros, profissionais do serviço público essencial, acostumados a exercer seu ofício na atual condição sanitária, sendo isso algo inerente a sua profissão”, escreveu o promotor em sua argumentação.

Já os advogados que representam a família de Maicline que pede uma indenização na justiça de mais de 2 milhões de reais, alegou que o único objetivo da defesa de Eduardo Veloso é apenas protelar a reconstituição. A banca chegou a juntar na sua argumentação uma foto do acusado em uma casa de shows em Rio Branco em novembro do ano passado sem o uso de máscara.

Apesar dos argumentos, a justiça decidiu adiar a reconstituição. De acordo com o juiz Alesson José Santos Braz a realização da diligência em plena fase vermelha poderá gerar maiores prejuízos, notadamente quando é notório que a aglomeração de pessoas contribui para disseminação do corona vírus.

O magistrado determina que a reconstituição seja realizada em uma outra data, quando Rio Branco voltar para fase laranja da pandemia.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas