Menu

Uma prefeita não contaminada pela rejeição

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Falar em PT, no governo passado, é ouvir xingamentos. E rejeição que foi refletida nas urnas na maior derrota que o partido já sofreu no Acre. Mas, há petistas e petistas. A prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem (PT), por exemplo, pelo que mostraram as pesquisas não teve a sua aceitação afetada. Pelo contrário, entre os prefeitos do Alto Acre, disparada, é a melhor avaliada. Até os seus adversários da oposição costumam comentar que não será uma missão fácil lhe derrotar na eleição do próximo ano. A Fernanda foi esperta. Pegou uma cidade em pandarecos, às escuras, foi arrumando aos poucos, melhorando as ruas, ramais, e Brasiléia perdeu o seu ar de cidade fantasma. Há ainda cobranças a serem feitas, é natural, principalmente, de quem trabalha com um orçamento contido, economizando cada centavo. Mas ninguém pode lhe acusar de ser omissa. Outro ponto a se ressaltar é que a página da Prefeitura na internet é de uma transparência exemplar. Cada investimento está registrado.


FALANDO EM PREFEITOS


Ontem, dois colegas de profissão me comunicaram que serão candidatos a prefeitos. Salomão Matos, em Porto Acre; e o Chiquinho, em Tarauacá. Salomão quer sair pelo PSDB e focado em derrotar o prefeito Bené Damasceno. E o Chiquinho, que se apresenta como “candidato ficha limpa”, diz estar certo de que derrota a prefeita Marilete Vitorino. E o jogo será jogado.


SUMIDOS DO MAPA


Dois secretários que estão sumidos neste governo: Ney Amorim e Vagner Sales. E ambos sempre foram muito atuantes. Se estão desempenhando algum papel, não é divulgado.


QUEM MAIS REIVINDICA


Basta se pegar o conjunto das suas ações para ver que o deputado federal Alan Rick (DEM) é da bancada federal acreana o parlamentar mais propositivo. O seu diferencial é que as suas ações não são individuais, para beneficiar um só segmento, mais coletivas. Bom para o Acre.


ABRIR A AGENDA


O deputado Neném Almeida (SD) reclamou ontem na tribuna da ALEAC de que não conseguiu ainda uma vaga na agenda da prefeita Socorro Neri para uma audiência em que que apresentar reivindicações. Não pode acontecer! A prefeita Socorro tem de fazer mais política.


SEJAMOS JUSTOS


Sobre a questão da Balsa que faz a travessia de carros entre o bairro da Sibéria e o centro de Xapuri, e sobre a ponte sobre o Rio Acre, naquele município, ninguém fez mais cobranças na tribuna da ALEAC do que o deputado Antonio Pedro (DEM). Bateu na tecla sem parar.


ACORDA, SEBASTIÃO!


O deputado Jonas Lima (PT) fez ontem uma denúncia grave: alunos da área rural do município de Rodrigues Alves não estão frequentando escolas porque até sapo atola nos ramais do município. E 70% dos moradores estão no meio rural. Acorda, prefeito Sebastião Correia!


SUPLÍCIO DIÁRIO


Não será demais se os moradores de Brasiléia e Epitaciolândia fecharem a ponte que liga os dois municípios, que virou um cacareco. De mão única, filas imensas de carros se formam nas duas cabeceiras para a travessia, alternadamente. Com perdão da palavra: 20 anos de governos do PT e não fizeram porra nenhuma para acabar com o problema. E ficam bodejando? Vão arrumar uma lavagem de roupa. A urna os derrotou, não assimilaram?


VAI PARA CIMA


O deputado Roberto Duarte (MDB) juntou material e promete abrir debate sobre a Saúde. Somente o fará na próxima semana porque, ele teve que se deslocar ontem até Brasília.


A EQUIPE ECONÔMICA ÁS FAVAS


O governador Gladson tem de ter prioridades. E nenhuma é mais urgente do que a Saúde. É hoje o seu calcanhar de Aquiles. Assim como pagou as pendências do Hospital Santa Juliana, deveria pagar as dívidas do Hospital do Juruá, região onde nasceu, cujo atendimento é deficiente por falta de condições aos profissionais de saúde e pagar a empresa que presta atendimento cardíaco. O pipocar de cobranças do povão, não está caindo no colo da equipe econômica, mas no seu. As queixas na saúde estão abalando seu capital de aceitação popular.


NÃO ACREDITE!


Se alguém anda lhe dizendo que tudo se encontra às mil maravilhas na Saúde, não acredite.


IRRESPONSABILIDADES DO PASSADO


Claro que são dívidas que recebeu do desastrado governo que o antecedeu, por isso varrido nas urnas, mas são situações urgentes e não podem ficar sendo empurradas com a barriga.


CABE UMA PERGUNTA


Neste cipoal, cabe uma pergunta: de que adiantou decretar estado de emergência na Saúde?


O ACORDAR DA MARIA


A Maria Antonia (PROS) é uma parlamentar por quem nutro respeito. Mas cabe um adendo na sua justa preocupação com o suposto fechamento do Hospital Sousa Araújo: Não vi da sua parte nenhuma cobrança ao governo passado, que deixou abandonada aquela unidade.


TODO O DIREITO


O deputado Fagner Calegário (PV) tem todo o direito de fazer requerimentos aos secretários estaduais para buscar informações que subsidiem o seu mandato. E os secretários não têm que ficar de cara feia, má vontade, porque as informações são públicas e não de um gueto.


JOGO LIMPO


O governador Gladson joga limpo nesta questão da terceirização dos serviços do HUERB e Pronto Socorro de Rio Branco. Encaminha de forma transparente. Deputados da Comissão de Saúde da ALEAC embarcaram ontem à noite para Brasília, onde junto com o governador, vão conhecer os serviços prestados pela Fundação que administra o Hospital de Base do DF.


NADA MAIS JUSTA


A proposta do deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) para que o governo transforme o ICMS antecipado pago pelos empresários que tiveram os seus comércios queimados no Calçadão do Colégio Acreano, em créditos, para que tenham condições de se soerguer, é muito justa.


NA TRUCULÊNCIA NÃO VAI


O ex-governador Tião Viana sofreu um vexame na ALEAC quando quis empurrar goela abaixo, sem uma discussão prévia com deputados, classe médica, sindicato, e teve a sua proposta de terceirização rejeitada. É um assunto polêmico e por isso tem de ser debatido, como ocorre neste governo.


NOME PREFERENCIAL


Um amigo influente dentro do PT me confirmou ontem que o caminho mais aberto para o partido na eleição municipal da capital é o apoio à reeleição da prefeita Socorro Neri, embora não esteja fora de pauta a candidatura própria. Não fosse assim, o PT não estaria na sua base, comentou. Candidatura própria somente em último caso, é que falta um bom nome.


NOVO LÍDER


Com a saída de cena do vereador Eduardo Farias (PCdoB), quem assumiu a liderança da prefeita Socorro Neri na Câmara Municipal foi o combativo vereador Rodrigo Forneck (PT).


FONTE INSUSPEITA


“Melhorou muito”. A afirmação foi feita ontem à coluna por um ex-político de mandato sobre como se encontra a administração do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro. Na sua avaliação, se o Ilderlei chegar nesta crescente ao fim do verão do próximo ano vira páreo duro.


QUEDA LIVRE


Quem não conseguiu mesmo superar os obstáculos foi a prefeita de Tarauacá, Marilete Vitorino, que continua com a sua administração capenga e ainda não decolou. Tinha tudo para estar bem na população, já que sucedeu um prefeito que deixou o cargo mal avaliado.


AULA DE POLÍTICA


Pois é, o senador Sérgio Petecão (PSD), que sempre foi visto pelos adversários petistas como um “brincalhão” está dando uma aula de como fazer política. Ocupa o segundo posto mais importante do Senado e acaba de ser escolhido para vice-líder do presidente Jair Bolsonaro.


MEIO COMPLICADO


Tem deputado do Juruá bem complicado com a justiça eleitoral por compra de votos.


BEM MELHOR


O presidente Jair Bolsonaro tem muita dose de razão quando afirma que podem comparar o seu quadro de ministros com os dos antecessores recentes, para ver que são mais qualificados. Se vão decolar ao longo do mandato é aguardar para ver. Seu problema é calar os filhos.


CONTINUA ALTO


Os números mostram uma queda no número de veículos roubados e de execuções em relação ao período passado idêntico, mas nada a ser comemorado com fervor, continuam bem altos. Principalmente, em Rio Branco, que deveria servir de parâmetro para diminuir estes números.


NÃO PASSA PELO ALYSSON


A solução dos problemas da Saúde não passa só pela vontade do secretário Alysson Bestene. É injusto lhe atribuir culpa do carro estar atolado. Se a equipe econômica não libera os recursos para pagar as dívidas do sistema de saúde, o carro vai ficar atolado e ele pagando o pato.


CONTINUO NO MESMO DIAPASÃO


Acho que é natural que já tenha políticos que se apresentaram como candidatos a prefeito de Rio Branco. Neste Estado, o povo termina de votar e já começa a discutir a próxima campanha. Mas, continuo no mesmo diapasão dos comentários anteriores que antes de se falar em favoritismo, é preciso esperar para ver como estarão perto da eleição, na avaliação popular, a prefeita Socorro Neri e o governador Gladson Cameli. Porque dependendo de como estará a aceitação de ambos poderão ou não ser as figuras protagonistas da próxima disputa da PMRB.


Participe do grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.