Menu

“A minha caneta está sem tinta”, diz Rocha no comando do Acre

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Com a ausência do governador do Acre Gladson Cameli (Progressistas) até a noite desta terça, 22, o comando do Estado vem sendo exercido pelo vice, Major Rocha (PSDB), desde o último sábado (19). O tucano, ao que tudo indica, vem apenas esquentando a cadeira de Gladson enquanto ele cumpre a agenda em Brasília.


Desde ontem o Diário Oficial não traz nenhum ato assinado pela governadoria ante a ausência do titular do cargo. Decretos com novas nomeações, atos de gestão, cessão de servidor, medidas de austeridade, todos estes atos palacianos parecem ficar praticamente paralisados quando Gladson Cameli não se encontra por terras acreanas.


A minha caneta está sem tinta”, diz o vice. A afirmação não é sobre o esvaziamento de suas atribuições enquanto no exercício de governador. A resposta foi dada quando perguntado sobre se já havia demitido os secretários, prática que era recorrente na política do Acre da década de 1990.

Publicidade

Mas a resposta do tucano pode, sim, cair como uma luva diante da perda de poder quando no comando temporário do governo. A situação chama a atenção quando se comparada com as gestões petistas.


Na ausência de Sebastião Viana (PT) em agendas fora do estado, era comum a sua vice, Nazareth Araújo (PT), assinar pequenos atos administrativos para não comprometer o andamento da gestão.


Desde o início do novo governo, em 1º de janeiro, Rocha assumiu o Palácio Rio Branco em duas ocasiões, sendo essa a mais longa. Em nenhuma delas a caneta tucana pode desfrutar de deslizar pelos papéis oficiais do poder.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido