Menu

Despetização na prefeitura sinaliza aproximação de Socorro Neri e Gladson

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

A demissão de petistas e outros membros da Frente Popular do primeiro escalão da Prefeitura de Rio Branco por Socorro Neri (PSB) é um claro sinal da aproximação política da prefeita com o recém-empossado governador Gladson Cameli (PP). Essa semana ela retirou da estrutura municipal os dois últimos nomes do PT que tinham poder de comando: o secretário Marcelo Macedo (Finanças) e Gabriel Forneck (RBTrans).


Eleita vice-prefeita em 2016 na chapa que reelegeu Marcus Alexandre Viana (PT), Socorro Neri assumiu a prefeitura em abril do ano passado após o petista renunciar ao cargo para concorrer ao governo. Ao fazer a transição, os petistas exigiram a garantia de que Socorro manteria o establishment da prefeitura inalterado, mantendo os cargos dos aliados.

Publicidade

Uma das estratégias foi manter os petistas em postos-chaves da administração. De meados de setembro para cá, entretanto, a prefeita vem usando sua caneta (não se sabe se uma Bic), para realizar uma despetização nos principais cargos de comando de sua gestão.


Ao tirar os petistas, a prefeita tem escolhido pessoas de sua confiança, sendo parte delas filiadas ao seu partido, o PSB. Este limpa é um passo que ela dá tanto para garantir sua autonomia na administração municipal – evitando a interferência ou a imposição de petistas – bem como uma aproximação política com o governador Gladson Cameli, com vistas a 2020.


Discreta, Socorro Neri não fala sobre cenários eleitorais para daqui um ano e meio. Ainda é cedo para saber se ela disputará a reeleição. Ela sabe que do lado de Gladson Cameli já há muitos nomes interessados em disputar a cadeira. Um dos mais cotados é o deputado federal Alan Rick (DEM).


Para aliados dela, muito mais do que uma questão de sobrevivência eleitoral, a aproximação com as novas forças políticas do estado é uma forma de assegurar parcerias para tirar Rio Branco do atual buraco em que se encontra – e o buraco não é força de expressão, mas uma constatação diária pelas ruas da cidade.


Dias antes da posse, o vice-governador Major Rocha (PSDB) teve um “encontro institucional” com a prefeita no gabinete para tratar das futuras parcerias. Questionado por ac24horas sobre conversas mais políticas-eleitorais, o tucano afirmou que ele, particularmente, não tem tratado do assunto com Socorro.


Dias antes de se filiar ao PSB para ser a vice na Frente Popular, Socorro Neri estava no PSDB, onde era apontada como candidata à prefeitura. Ante o tradicional cabo-de-guerra dentro do ninho tucano que deixa mortos e feridos, ela tomou outro rumo.


Sobre as parcerias entre governo e as 22 prefeituras, Rocha afirmou que ela se dará independente da filiação partidária do prefeito. “Não queremos saber se é do PT, PCdoB, PSDB. Vamos trabalhar com todos para o bem-estar da população”, disse.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido