Conecte-se agora

Carreta sai da pista e por pouco não causa grave acidente na BR-364, em Tarauacá

Publicado

em

Uma carreta saiu da pista na BR-364, na chegada de Tarauacá, sentido Cruzeiro do Sul. O acidente aconteceu às 10h desta quinta-feira (27). O motorista José Gonçalves disse que retornava de Cruzeiro do Sul e saiu da pista ao desviar um buraco.

Ele falou que o veículo estava vazio e que viajava sozinho. Ele não se feriu. Motoristas que passavam pelo local acionaram a Polícia de Transito. Ele seguia viagem para Uberlândia, em Minas Gerais.

Acre 01

Mototaxista é encontrado morto com corte no pescoço em chácara de Rio Branco

Publicado

em

O mototaxista Mário Sérgio Moreira dos Santos, de 57 anos, foi encontrado morto, amarrado e com um corte profundo no pescoço na manhã deste sábado, 27 anos, dentro de uma residência localizada em uma chácara no ramal da Galiléia, na região do bairro Santa Maria, no 2° distrito de Rio Branco.

Segundo informações da Polícia, Mário Sérgio foi até a chácara pelo turno da noite de sexta-feira, 26, para pegar uma roçadeira e no local acontecia uma festa e o suposto autor do crime identificado como Felipe, o chamou para entrar na casa até a cozinha e em seguida, rendeu, amarrou os braços e as pernas do mototaxista e em posse de uma faca desferiu um golpe nas costas e tentou decapitar a vítima com um corte profundo no pescoço. Após a ação o criminoso, Felipe fugiu do local na moto de Mário Sérgio e a abandonou no ramal do Pastor, na região da Vila Acre.

Pela manhã o corpo do Mototaxista foi encontrado na residência pelo caseiro, que informou a Polícia que Felipe morava na chácara que pertence ao seu pai, há aproximadamente 15 dias, após ser expulso do ramal do Canil, na Vila Acre.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e o Médico atestou a morte do Mototaxista.

A área foi isolada pela Polícia Militar para os trabalhos do Perito em criminalística. Após a perícia, o corpo foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos. O caso segue sob investigação dos Agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Continuar lendo

Acre 01

Governo amplia de 8 para 12 mil servidores que receberão abono de R$ 160 milhões do Fundeb

Secretária de Educação Socorro Neri afirmou que professores receberão R$ 11 mil em nova proposta de lei que será enviada a Assembleia Legislativa

Publicado

em

A Secretária de Educação do Acre, Socorro Neri, esteve no Boa Conversa, transmitido pelo ac24horas, na noite desta sexta-feira, 26, e explicou as mudanças em relação ao pagamento do abono aos profissionais da educação oriundos da sobre do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Socorro admitiu que a priori, o entendimento do governo era de que o valor de cerca de R$ de 160 milhões seria pago apenas para os professores que estão em efetivo exercício na rede de educação pagando em média cerca de R$ 16,6 mil  para cada profissional.

“Nós nos baseamos no artigo 61 da LDB. Ocorre que no dia do lançamento, as outras categorias se mobilizaram, falaram com o governador que tem o coração grande e procura ser justo e ele recomendou que a PGE fizesse um novo estudo, definindo quem teria o direito de receber”, afirma Neri.

A gestora da educação afirmou que o novo Projeto de Lei já se encontra praticamente pronto e deve ser encaminhado até a próxima quarta-feira para a análise dos deputados estaduais. O universo de profissionais da educação que vão ter direito a receber o abono passa de pouco de 8 mil para mais de 12 mil servidores, o que vai diminuir o valor que os professores devem receber. “É claro que a medida que outros profissionais entram, a divisão é diferente”, afirma a secretária.

A proposta do governo vai englobar três grupos que terão direito ao abono. A primeira, que é a dos professores que estão em atividade, o valor cai de 16 para pouco mais de R$ 11 mil.

Socorro Neri garantiu que os valores e quais os profissionais que estarão nos outros dois grupos vão ser definidos nas próximas horas e deve ser anunciado pelo governador Gladson Cameli nos próximos dias.

Sobre quem vai ficar de fora, que era o temor dos servidores considerados de apoio, Neri afirmou que o universo de quem não será beneficiado é menor que 2 mil profissionais. “Ocorre que a Lei determina que para receber, os servidores considerados de apoio administrativo ou operacional, com vigias e merendeiras, por exemplo, precisam ter curso técnico ou superior na área pedagógica”, destaca Socorro.

Assista a entrevista:

video
Continuar lendo

Acre

Lovisaro, Curti e Cosmo entram na lista tríplice para PGJ do MPE

Publicado

em

Com 100% das urnas apuradas, os membros do Ministério Público do Estado do Acre (MP-AC) escolheram, nesta sexta-feira, 26, a lista tríplice de candidatos a Procurador-Geral de Justiça, compostas pelos procuradores de Justiça, Danilo Lovisaro (32,65% – 48 votos), Rodrigo Curti (27,89% -.41) e Cosmo Lima (20,4% – 30), que disputam a sucessão da atual procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane. Em quarto, ficou Carlos Maia com 19,4% -28 votos. A eleição ocorreu das 8 às 17, na sede da instituição.

O novo procurador-geral vai conduzir a instituição no biênio 2022-2024. Ao todo, dos 80 votos previstos, foram 59 computados presencialmente, 20 de forma antecipada e apenas uma abstenção.

A atual procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane, revelou ao ac24horas que sai ao fim do mandato com a sensação de dever cumprido na instituição. “Tivemos dificuldade e muitos avanços. A eleição contou com quatro candidatos valorosos, qualquer um que assumir vai encontrar um MP com as contas sanadas. A expectativa é que se dê continuidade aos avanços”, argumentou.

A lista tríplice com os três mais votados será encaminhada ao governador do estado, Gladson Cameli, que, de acordo com a Lei Complementar 291/2014, têm até 15 dias, após ter recebido a lista oficialmente, para nomear o novo chefe do MPAC.

A procuradora de Justiça, Gilcely Evangelista, da Comissão Eleitoral, disse que oitenta membros, entre promotores e procuradores de Justiça, estavam aptos a participar da votação, que se deu de forma presencial, em sistema de cédulas de papel, na Sala de Sessões do Edifício-Sede do MP acreano, no horário das 8 às 17 horas.

O que dizem os procuradores da lista

O procurador de Justiça Carlos Maia, Cosmo Lima, revelou que essa é a sua 6° candidatura ao pleito, porém, segundo ele, desta vez, espera vencer e ser escolhido Procurador-Geral do órgão. “Historicamente, eu sempre entro na lista, mas nunca fui escolhido e nomeado pelo Governador, pois ele é quem escolhe. Espero ingressar e espero vencer, obviamente”.

Cosmo Lima disse ainda que caso se torne Procurador-Geral, o principal legado que pretende deixar no órgão é manter o espírito de união, de unidade, de compromisso com a gestão e maior efetividade nas áreas de atuação e com o fortalecimento da instituição que é essencial para a defesa da democracia”, afirmou.

Já o procurador Danilo Lovisaro contou que o sistema de votação é de suma importância para o Ministério Público. “Esse é um momento em que todos os candidatos podem entrar em contato com os membros da instituição, apresentar os votos”.

Lovisaro disse ainda que a expectativa é grande quanto a escolha do governador Gladson Cameli. “É de acordo com o ordenamento constitucional”. Quanto ao legado que pretende deixar ao órgão, o promotor diz que deverá primar pelo diálogo com a classe. “Pretendo dá um tratamento isonômico a todos e incentivar a forma integrada, bem como combater as facções criminosas”, pontuou.

O procurador Carlos Maia contou que os quatro candidatos têm condições de chegar a ser o escolhido do governador Gladson Cameli, porém, Maia disse que qualquer um dos procuradores que for o procurador-geral, o MP vai estar bem representado. “Eu quero deixar como legado um cuidado maior e melhor com os membros do órgão. Já cuidamos de tanta gente, precisamos dar uma atenção aos nossos servidores”.

O procurador de Justiça, Rodrigo Curti, não quis conceder entrevistas. Segundo ele, o momento mais oportuno será quando o governador Gladson Cameli escolher o novo Procurador-Geral do Ministério Público.

Continuar lendo

Acre 01

Médicos renomados de São Paulo capacitam profissionais de saúde no Acre

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas

Na manhã desta sexta-feira, 26, ocorreu no auditório da Livraria Paim, o curso ‘Da Emergência à UTI’, organizado pelo coordenador e médico Marcelo Grando, direcionado à classe médica do Acre visando aprimorar o aprendizado aos pacientes em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O curso foi promovido pela iniciativa privada e conta com a presença de mais de 100 profissionais. De acordo com o médico Marcelo Grando, a iniciativa foi proposta devido à falta de cursos na área. Segundo ele, a classe foi buscar o que há de melhor no mercado, com os médicos Luciano Azevedo e João Paulo Ladeira. “A gente mora no estado onde os recursos são difíceis, mas nem por isso não precisa dizer que não temos que fazer uma medicina de ponta. A nossa logística é ruim, por ser distante dos grandes centros, muitas vezes o profissional precisa se especializar fora do Acre. Então eu e a doutora Íris, vimos a oportunidade de trazer um especialista que entende do assunto. Não só para médicos, mas para enfermeiros e demais profissionais”, descreveu.

O palestrante, Luciano Azevedo, médico intensivista do Hospital Círio Libanês e professor da Universidade de São Paulo (USP), parabenizou a organização do curso e defendeu a capacitação dos médicos para um melhor atendimento nas unidades de saúde do estado. “A gente tem visto que durante a pandemia houve uma necessidade muito grande de termos uma capacitação dos médicos em relação ao cuidado do paciente em estado grave. Então ter a oportunidade de trazer esse evento para cá e compartilhar conhecimento é muito importante, haja vista que, treinando o pessoal daqui eles vão realizar um atendimento melhor à população do Acre como um todo”.

Azevedo ressaltou que o que salva vidas não são aparelhos de última geração, mas, sim médicos capacitados e que saibam lidar com as diversas situações do dia a dia. “A UTI apesar de ser um lugar que você pensa que precisa ter muita tecnologia, muitos cuidados que damos aos profissionais são padronizados e dá para fazer no Acre, em São Paulo e em qualquer lugar. Se tiver uma equipe treinada, você evita uma série de complicações, que acabam melhorando as condições dele a longo prazo. Não se precisa de grandes tecnologias, não é o equipamento que vai resolver o problema. O que precisa é ter profissionais capacitados”, explicou.

A médica e chefe da Unidade de Terapia Intensiva – UTI do Hospital Santa Juliana, Márcia Vasconcelos, destacou que o curso é de suma importância para os médicos. “Ter uma presença de duas pessoas capacitadas, como Luciano e José Paulo, é muito importante para explicar nossa realidade, e eles nos orientando é muito bom. Parabéns pela organização do curso”, contou.

O médico Fabrício Lemos, disse que é motivo de orgulho a ministração por parte de duas pessoas especialistas na área de urgência e emergência e tratamento intensivo. “Trazer eles aqui é compartilhar conhecimento e informação. Quem vai ser beneficiado é o paciente”.

O médico infectologista Thor Dantas elogiou a capacidade dos médicos João Paulo Ladeira e Luciano Azevedo, especialistas e produtores de pesquisa. “Com isso, cresce a medicina, os médicos”, argumentou.

O médico intensivista é responsável por pacientes em casos graves ou que tenham alto grau de dependência. Sua rotina é movimentada e inclui procedimentos de: intubação endotraqueal e ventilação, traqueostomia percutânea, inserção de drenos, ultrassonografia, cateterização arterial e punção de veia central.

Luciano Azevedo possui graduação em Medicina pela Universidade Federal da Paraíba (1996), residência médica em clínica médica e medicina intensiva pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (1997-1999), doutorado em Medicina pela Universidade de São Paulo (2004) e pós-doutorado em pacientes críticos oncológicos pelo Instituto Nacional de Câncer (2013). Foi presidente do Instituto Latino-Americano de Sepse (ILAS) (2016-2019) e presidente da Sociedade Paulista de Terapia Intensiva (SOPATI) (2018-2019). Atualmente é professor livre-docente de Emergências Clínicas da Universidade de São Paulo, Superintendente de Ensino do Sírio-Libanês Ensino e Pesquisa, orientador permanente da Pos-graduação Strictu Senso do Hospital Sirio-Libanes, Coordenador da Pos-graduação Latu Senso (especialização) em medicina intensiva do Hospital Sírio-Libanês, membro do comitê cientifico da Rede Brasileira de Pesquisa em Terapia Intensiva (BRICNet – www.bricnet.org) e da Rede Latino-Americana de Pesquisa em Terapia Intensiva (LIVEN – www.redliven.org). Tem experiência na área de clínica médica, com ênfase em medicina intensiva e medicina de emergência.

João Paulo Ladeira é graduado em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Cursou residência de Clínica Médica e Medicina Intensiva no Hospital das Clínicas – FMUSP. Concluiu MBA em Gestão das Organizações de Saúde pela Faculdade Instituto de Administração – FIA. Foi médico assistente na UTI de Clínica Médica da Disciplina de Emergências Clínicas – FMUSP de 1999 até 2016. Foi médico do PA-Hospital Sírio Libanês de 2000 a 2003. Foi coordenador médico da UTI e dos projetos ligados ao ProADI-SUS do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. Tem experiência nas áreas de Medicina Intensiva e Urgência, Gestão em Qualidade e Segurança do Paciente, Pesquisa Clínica e Ensino Médico. É diretor técnico e editor do sítio de conteúdo médico www.medicinanet.com.br. É médico da UTI do Hospital Sírio-Libanês desde 2003 e Médico do Pronto Atendimento – Hospital Israelita Albert Einstein – Unidade Ibirapuera desde 2016.

Fotos de Sérgio Vale:

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas