Conecte-se agora

STF arquiva definitivamente acusações contra senador acreano Jorge Viana na Lava Jato

Publicado

em

Nesta terça-feira (23), a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal tornou em definitivo o senador Jorge Viana inocente das acusações sobre prestações de contas vinculadas à eleição de 2010, dele e do governador Tião Viana. Com a decisão, foi arquivado em definitivo o processo de investigação que já tinha liminar contrária proferida pelo ministro Gilmar Mendes.

À tarde, o senador subiu à tribuna do Senado e registrou que esse foi o melhor presente que poderia receber: sua inocência comprovada e a sua honra resgatada. “Pena que isso veio depois da eleição; pena que veio depois de mais de um ano da morte do meu pai. Mas isso vale para os meus netos, para as minhas filhas, todos da minha família, especialmente os amigos e o povo acreano. Nunca precisei de mandato para me proteger”, declarou o parlamentar.

Jorge Viana foi prefeito de Rio Branco, governador do Acre por dois mandatos (de onde saiu com os mais altos índices de aprovação), depois foi eleito senador em 2010, onde procurou manter um mandato atuante, ganhando respeitabilidade de lideranças de todo o país, inclusive dentro do Senado Federal, onde foi vice-presidente por quatro anos e o único parlamentar do Acre eleito por oito anos consecutivos como um dos Cem Cabeças do Congresso pelo Diap. Com toda essa bagagem na vida pública, ele deixou claro que mesmo tendo perdido a última eleição, quer continuar ajudando o Acre e o Brasil com sua experiência política. Disse que não tem ressentimento com o resultado das urnas e fez questão de desejar sorte aos eleitos, mas que se preocupa com os eleitores.

“Está havendo muita manipulação de informações. No meu caso, fico triste de ver que adversário usaram fake news durante toda a campanha, versões falseadas para atingir a minha honra, especialmente junto a uma nova geração de acreanos que não conhece a minha história política de verdade. Atualmente, mais de um terço da população não viveu esses tempos de mudanças que ajudei a construir”, relatou Jorge Viana.

O senador fez questão de dizer que o que mais lamenta nas eleições é o mau uso das redes sociais. “Como dizia o chefe da propaganda de Hitler: uma mentira repetida muitas vezes vira verdade”, alertou.

Nesse sentido, ainda nesta terça-feira o senador Jorge Viana, acompanhado dos senadores Cristovam Buarque, Otto Alencar e Randolfe Rodrigues, esteve em uma audiência com a presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Rosa Weber. A audiência foi pedida por um grupo suprapartidário de senadores que têm influência no Senado Federal para levar a preocupação com as denúncias de fake news no processo eleitoral.

“A conectividade hoje é usada para o mal, para destruir reputações. Usada inclusive para tentar manipular o resultado das eleições”, afirmou Jorge Viana. Durante a audiência, que durou mais de uma hora, o senador acreano fez questão de deixar claro que não foram lá reclamar de resultado de eleição. Foram mostrar preocupação e cobrar uma ação sobre as tentativas de manipulação do eleitor. “Está havendo uma nova forma de compra de voto, com a contratação de empresas que usando robôs se organizam de maneira criminosa para distribuir mensagens falsas durante a campanha em todo o Brasil”, alertou.

A ministra Rosa Weber deixou claro que existem hoje seis investigações em andamento nas mãos da Polícia Federal e órgãos especializados na área para apurar manipulação de dados buscando favorecimento de candidatos.

“O melhor que podemos ter é uma apuração transparente e enérgica sobre se houve crime, quem praticou e qual o tamanho do dano”, disse o parlamentar. A evidência deixada pelos senadores da provável ocorrência de crime foi a notícia de que as próprias empresas como Whattsapp e Facebook baniram milhares de contas falsas que atendiam interesses de contratos ilegais de caixa dois para beneficiar determinados candidatos e prejudicar outros.

Os senadores deixaram claro também a preocupação com as ameaças ao Supremo, de fechamento da principal Corte de Justiça do país, e a agressão contra membros que compõem o STF, Ministério Público, e que isso põe em risco a democracia brasileira. “O TSE vai levar adiante essas investigações e, de certa forma, isso inclui o Brasil no mapa de eleições sob suspeição, como acontece hoje nos Estados Unidos e em outros países da Europa. Cada vez mais evidente que houve uma ação criminosa organizada manipulando redes sociais e perfis falsos para destruir pessoas e atingir candidaturas”, reforçou Jorge Viana.

Acre 01

Ismael Machado reforça time de vereadores que farão curso no CE com diárias de R$ 6 mil

Publicado

em

O vereador Ismael Machado (PSDB) reforçará o time dos vereadores da Câmara de Rio Branco, que embarcam na próxima semana durante o recesso do parlamento-mirim para cidade de Fortaleza, no Ceará, onde farão cursos de capacitação. A portaria que designa o parlamentar foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (23).

O time contava com Antônio Morais (PSB), Raimundo Neném (PSB), Rutênio Sá (Progressistas) e Raimundo Castro (PSDB). Com o reforço de Ismael Machado, os cinco parlamentares farão o curso “Controle e Fiscalização dos Recursos Públicos Municipais”, que será realizado pelo Instituto “Capacitação e Treinamento”, em Fortaleza (CE), durante o período de 27 a 31 de julho de 2021, com saída no dia 26 e retorno dia 31.

LEIA TAMBÉM: >>>No recesso, 4 vereadores de Rio Branco farão curso no Ceará com diárias de R$ 6 mil

Os vereadores receberão, cada um, 6,5 (seis e meia) diárias, totalizando R$ 6.107,01. As Portarias são assinadas pelo presidente da Câmara de Rio Branco, N. Lima (Progressistas).

Atualmente, uma diária de vereador vale R$ 939,54. Com salário de R$ 12 mil, cada parlamentar tem direito à contratação de até 12 assessores cujo as somas de seus salários cheguem no máximo até 30 mil.

Entre os benefícios, cada parlamentar de Rio Branco tem direito a R$ 4 mil de combustível e mais R$ 4 mil de serviços gráficos todos os meses. Além disso, eles também têm direito a três veículos, sendo uma caminhonete, um carro de passeio e uma motocicleta à disposição.

Continuar lendo

Acre 01

Homem é agredido a pauladas até a morte em “boca de fumo” do Segundo Distrito

Publicado

em

O homem identificado como Edigar Mesquita da Silva, de 29 anos, foi agredido até a morte a pauladas e teve seu pescoço quebrado na noite desta quinta-feira, 22. O crime aconteceu em uma área de mata localizada no Ramal do Canil, na região da Vila Acre, em Rio Branco.

De acordo com a polícia, Edigar e outro homem, que não foi identificado, estavam em uma “boca de fumo” dentro da área de mata quando começaram uma discussão. O “amigo” de Edigar tomou posse de uma pedaço de madeira e o agrediu várias vezes na região da cabeça, vindo a quebrar o pescoço da vítima. Após a ação, o criminoso fugiu do local.

Populares que passavam pelo local, encontraram Edigar e acionaram a ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), mas quando os paramédicos chegaram ao local, Edigar já se encontrava morto.

Policiais Militares foram acionados e isolaram a área para os trabalhos do perito em criminalística, em seguida, fizeram patrulhamento na região em busca de prender o autor do crime, porém, não obtiveram êxito.

O corpo foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos. O caso segue sob investigação dos Agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A polícia não soube informar a motivação do crime.

Continuar lendo

Acre 01

Após denuncias de assédio, Mailza decide exonerar Ildson Viana que recebia R$ 14 mil

Publicado

em

A senadora Mailza Gomes (PP), decidiu exonerar nesta quinta-feira, 22, o pastor José Ildson Viana Barbosa, do cargo de assessor parlamentar que ele ocupava em seu gabinete com salário de R$ 14 mil desde 2019.

O ac24horas apurou que a demissão ocorreu após a denuncia de assédio sexual vir a tona. A exoneração consta no Boletim Administrativo do Senado Federal publicado nesta quinta-feira, 22.

LEIA TAMBÉM:

>>>Diretor da Santa Casa é denunciado por assédio ao pedir “massagem” em entrevista de emprego

 >>>Chefão da Santa Casa desconfia de denúncia e descarta sindicância contra diretor acusado de assédio

>>>Cristão e bolsonarista, acusado de assédio recebe R$ 14 mil como assessor de Mailza

>>>Apoiada pelo marido, mais uma candidata registra denúncia contra diretor da Santa Casa

Defensora da Frente Parlamentar de apoio às mulheres, a senadora decidiu não esperar o fechamento das investigações e teria ficado chocada com as informações divulgadas sobre o caso.

Ildson Viana é diretor de Relações Institucionais da Santa Casa de Rio Branco e foi denunciado por assédio sexual por duas mulheres que registraram Boletim de Ocorrência na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM).

Continuar lendo

Acre 01

Polícia Federal deflagra operação que apura esquema de evasão de divisas no Acre

Publicado

em

Agentes da Polícia Federal deflagraram nesta quinta-feira, 22, a Operação “Carga Segura”, cujo objetivo é combater um esquema de evasão de divisas constatado, que vem ocorrendo na fronteira do Brasil com os países Peru e Bolívia, com saída pelas cidades de Assis Brasil, Epitaciolândia e Brasiléia, envolvendo o transporte de carga de alto valor, o que acaba comprometendo a política cambial do Brasil e gerando prejuízos ao Estado.

A investigação teve início em maio de 2020, a partir de um flagrante onde se apreendeu uma vultuosa soma de dinheiro. Posteriormente, apurou-se que não se tratava de caso isolado, mas que seria, em verdade, o meio empregado um “modus operandi” para saída de valores do território nacional, facilitada por um grupo de pessoas e empresas instaladas na região da fronteira, responsáveis por operacionalizar o esquema, atuando como despachantes do crime.

Em princípio, tais valores seriam para custear o pagamento da escolta das cargas de alto valor na travessia pelos países andinos, dentre outros objetivos a serem comprovados ao final da investigação.

A Operação cumpriu ao todo sete mandados de busca e apreensão, sendo quatro deles em empresas e residências localizadas nos municípios de Brasiléia e Assis Brasil (AC) e três no município de Quatro Barras, no Paraná. Quatro pessoas foram intimadas a prestarem esclarecimentos sobre os fatos. Os trabalhos contaram com a participação de 28 policiais federais.

Os envolvidos estão sendo investigados pelo crime de evasão de divisas, o qual prevê até seis anos de pena de reclusão.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas