Conecte-se agora

Eleição 2018: qual a formação dos candidatos à presidência?

A maioria dos presidenciáveis tem ensino superior

Publicado

em

Daqui a um mês, mais de 147 milhões de eleitores brasileiros vão às urnas escolher seus representantes para os cargos de deputados federais, estaduais ou distritais, senadores, governadores e quem comandará a Presidência da República pelos próximos quatro anos.

Este ano, 13 nomes pretendem ocupar o Palácio da Alvorada, em Brasília. Envolvidos em polêmicas, Lula e Bolsonaro enfrentam problemas em suas candidaturas. O petista, preso desde o dia 7 de abril, foi enquadrado na Lei de Ficha Limpa e consta no site do Tribunal Eleitoral Superior como inapto.  O PT tem até 20 dias antes do pleito eleitoral para substituí-lo oficialmente. Por enquanto, a campanha é liderada pelo atual candidato a vice, Fernando Haddad. Já Bolsonaro denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por crime aguarda julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF). Nesta quinta-feira, o Tribunal Superior Eleitoral rejeitaram duas outras contestações, aprovando por unanimidade a candidatura do militar.

Na hora do voto, diversas questões são levadas em conta pelos brasileiros: trajetória política, experiência, gênero, idade… E a formação? Entre os possíveis representantes do Brasil a maioria possui ensino superior. Conheça um pouco da vida acadêmica de cada um deles.

 

Alvaro Dias

Candidato do Podemos, Alvaro Fernando Dias, tem 73 anos e nasceu na cidade de Quatá, em São Paulo. Alvaro possui licenciatura em História, formado pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade Estadual de Londrina.

 

Cabo Daciolo

Benevenuto Daciolo Fonseca Dos Santos, mais conhecido como Cabo Daciolo, tem 42 anos e disputará a presidência pela primeira vez. Deputado federal pelo Rio de Janeiro, eleito nas eleições de 2014, Cabo Daciolo é pastor evangélico e bombeiro. Formado em Turismo, Daciolo não exerceu a profissão.

 

Ciro Gomes

Ciro Ferreira Gomes tem 60 anos e nasceu na cidade de Pindamonhangaba, em São Paulo, mas mudou-se ainda criança para o Ceará. Candidato do PDT, Ciro Gomes é formado em Direito pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Em 1995, após deixar o Ministério da Fazenda, Ciro estudou como pesquisador-visitante na Escola de Direito de Harvard.

 

Eymael

Candidato pelo Democracia Cristã, José Maria Eymael tem 79 anos e cursou Filosofia e Direito na PUC – Rio Grande do Sul. Possui especialização em Direito Tributário e atua há 46 anos como empresário, nas áreas de Marketing, Comunicação e Informática. Eymael também é profissional de Relações Públicas.

 

Geraldo Alckimim

Geraldo José Rodrigues Alckmin Filho, representante do PSDB à presidência, tem 65 anos e nasceu no município de Pindamonhangaba, em São Paulo. Cursou Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de Taubaté e é pós-graduado em anestesiologia.

 

Guilherme Boulos

Com 36 anos, Guilherme Castro Boulos (PSOL) é o candidato mais novo a concorrer pela presidência. É formado em Filosofia na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), da Universidade de São Paulo (USP). Escritor, ativista político e coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Boulos possui mestrado em psiquiatria na Faculdade de Medicina da USP.

 

Henrique Meirelles

Com 73, o candidato do MDB à presidência Henrique Meirelles nasceu em Anápolis, interior de Goiás. É formado em Engenharia Civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (UPS). Possui ainda MBA em Administração do Instituto de Pós-Graduação e Pesquisa da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Meirelles cursou Advanced Management Program (AMP), em Harvard.

 

Jair Bolsonaro

Jair Messias Bolsonaro nasceu na cidade de Campinas, em São Paulo, e tem 63 anos. Membro das Forças Armadas e deputado federal pelo Rio de Janeiro desde 1991, Bolsonaro é formado pela Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN). Cursou também Educação Física na Escola de Educação Física do Exército. Concorre à presidência pelo PSL.

 

João Amoêdo

João Dionisio Filgueira Barreto Amoêdo tem 55 anos e é candidato à presidência do Partido Novo. Sem experiência na vida política, Amoêdo construiu sua trajetória no setor privado, como banqueiro. Cursou simultaneamente Engenharia Civil, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e Administração de Empresas, na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio).

 

João Goulart Filho

Candidato do Partido Pátria Livre (PPL), João Goulart Filho é filho do ex-presidente João Goulart, tem 61 anos e nasceu no Rio de Janeiro. Formado em Filosofia na Pontifícia Universidade Católica (PUC), no Rio Grande do Sul. Goulart Filho é poeta e escritor.

 

Lula*

Luiz Inácio da Silva, o Lula, tem 72 anos e nasceu em Garanhuns, no Pernambuco. Lula possui formação técnica como torneiro mecânico no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Embora presente na campanha comandada pelo seu vice, Fernando Haddad, a candidatura de Lula está classificada como indeferida com recurso no site do Tribunal Superior Eleitoral. Agora o PT tem até 20 dias antes do pleito eleitoral, no dia 7 de outubro, para substitui-lo oficialmente.

O vice candidato do partido à presidência, Fernando Haddad, é formado em Direito na Universidade de São Paulo (USP) e possui especialização em Direito Civil. Haddad é mestre em Economia e doutor em Filosofia, pela USP, onde foi professor de Teoria Política Contemporânea da universidade.

 

Marina Silva

Candidata à presidência pelo Partido Rede, Maria Osmarina Marina Silva Vaz de Lima tem 60 anos e nasceu em Rio Branco, a capital do Acre. Filha de seringueiro e dona de casa, Marina se alfabetizou aos 16 anos e, após dez anos, formou-se em História na Universidade Federal do Acre. Marina possui ainda duas pós-graduações: Teoria Psicanalítica, na Universidade de Brasília, e Psicopedagogia, na Universidade Católica de Brasília.

 

Vera Lúcia

Vera Lúcia Pereira da Silva Salgado tem 51 anos, nasceu em Inajá, no Pernambuco, e é a candidata do PSTU à presidência. Vera é formada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Sergipe. Vera já trabalhou em uma fábrica de calçados, foi datilógrafa, garçonete e hoje é ativista sindical.

 

Roberto Paim – Ascom Educa Mais Brasil

Anúncios

Acre

Bocalom passará mais 3 dias fora de Rio Branco para ver a família

Publicado

em

O prefeito de Rio Branco Tião Bocalom (Progressistas) viaja neste sábado, 27, para Araguari, cidade mineira em que residem sua esposa e filhas. Desta vez, a viagem será para visitar os familiares.

“Vai ver a esposa e família! A esposa está há 5 anos numa UTI montada em casa, na cidade de MG”, explicou a assessoria de imprensa do prefeito.

Antes de embarcar, Bocalom visitou os pontos de vacinação que estão montados na capital acreana imunizado idosos de 74 a 84 anos contra a Covid-19. Durante a visita, o prefeito passou algumas orientações às equipes que estão atendendo.

“Ontem ele e a equipe de Defesa Civil e ação social também passaram orientações de como ele quer o atendimento às famílias, de forma bem humanizada!”, diz sua assessoria.

A última vez que o prefeito esteve fora foi no início dessa semana, quando viajou para Brasília para participar do lançamento do programa do governo federal Agenda do Prefeito + Brasil.

Continuar lendo

Cotidiano

Após início da 5º etapa de vacinação, Semsa já vacinou mais de 4 mil idosos acima de 74 anos

Publicado

em

Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) já foram vacinados nesta 5º etapa de vacinação, que tem como público-alvo os idosos de 74 a 84 anos, mais de 4 mil idosos, em Rio Branco (AC). A vacinação dessa nova faixa etária iniciou na quinta-feira, 25.

Rio Branco recebeu na última quinta-feira, 25, da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) 8.710 doses de vacinas contra a covid-19. Desse total, 6.885 para idosos acima de 74 anos e 1.850 para trabalhadores da saúde que foram disponibilizadas imediatamente.

Na quinta-feira, 25, foram vacinados 1.439 idosos com idade acima de 74 anos. Na sexta-feira, 26, a procura aumentou: 2.732, ou seja, um total de 4.171 idosos a partir de 74 anos já foram vacinados.

A vacinação continua neste sábado, 27, e na segunda-feira, 01, das 8h às 17h nos seguintes locais: Unidades de Referência da Atenção Primária (URAPs) Roney Meireles, Cláudia Vitorino e Policlínica Barral y Barral e nos estacionamentos da Arena da Floresta, Via Verde Shopping e 7º BEC. Neste domingo, 28, não terá campanha de vacinação.

Continuar lendo

Acre

Weverton é eleito melhor goleiro e dedica troféu ao Acre

Publicado

em

O goleiro acreano Weverton Pereira, titular do Palmeiras, ganhou pela segunda vez o prêmio Bola de Prata, da ESPN. Para ele, é motivo de orgulho ser novamente premiado pela atuação como atleta.

“Primeiro eu quero agradecer a Deus e aos meus colegas por esse prêmio. Nós conquistamos muitas coisas esse ano e ganhar esse prêmio individual é muito bom”, afirmou o goleiro ao UOL.

O acreano também aproveitou a oportunidade para falar sobre a crise com as enchentes no Acre.

“Quero dedicar o troféu para o povo acreano que está sofrendo e precisa de muita ajuda e muitas orações. Nesse momento de felicidade pra mim eu também sei que tem muita gente sofrendo por lá.

O Palmeiras foi campeão da Copa Libertadores 2020 e a defesa do clube teve destaque nas partidas. Nas redes, o alviverde comemorou a conquista dos atletas.

Continuar lendo

Acre 01

Após quase um mês de cheia, Rio Acre sai da cota de transbordamento em Rio Branco

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas.com

Quase um mês depois de deixar mais de 10 bairros atingidos pela alegação neste mês de fevereiro, o Rio Acre saiu da cota de transbordamento neste sábado (27). Confirme última medição realizada pelo Corpo de Bombeiros, por volta das 9 horas, o manancial registrava 13,84 metros. A cota de transbordamento é de 14 metros em Rio Branco.

Entretanto, o nível do Rio Acre ainda está acima da cota de alerta, que é de 13,50 metros na capital acreana. Até o momento, 78 pessoas continuam desabrigadas na cidade.

Cerca de 2.740 famílias foram atingidas pela enchente na Capital. Quase 20 mil pessoas no total foram afetadas pela cheia. Destas, 600 tiveram de ser realizadas para outros locais fora de risco.

A Defesa Civil Municipal alerta que ainda há previsões de muita chuva na capital do Acre, o que deve fazer com que o Rio Acre possa elevar novamente o nível das águas.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas