Conecte-se agora

Gladson anuncia Mara Rocha e MDB não aceita

Publicado

em

Em reunião com a executiva regional do MDB, acontecida ontem, o senador Gladson Cameli (PP) anunciou que tinha optado por escolher a jornalista Mara Rocha (PSDB)  para ser a candidata à vice-governadora da sua chapa ao governo, sob argumento de que precisa ter uma mulher como a sua vice, por o eleitorado feminino representar 54% do colégio eleitoral do Acre. O PMDB não gostou. Quem estava na reunião revelou para a coluna que houve uma reação negativa por parte dos peemedebistas, que opinaram contrários ao nome de Mara e viram na indicação um privilégio ao PSDB. O MDB tem como candidato ao Senado, Márcio Bittar. O presidente do MDB, deputado federal Flaviano Melo (MDB) defende que a indicação saia com somente o aval do seu partido e criou um impasse. O senador Gladson Cameli (PP) cumpriu a promessa de anunciar o seu vice até o dia 16 de fevereiro. A escolha teria sido de uma decisão pessoal de Cameli. E teria o apoio do PSD-PSDB- PR-PP. Com o veto do PMDB a escolha ficou em suspense. Está virando uma novela sem fim.

QUEM MAIS CUTUCA
Quem mais aconselha e futrica o presidente do MDB, deputado federal Flaviano Melo, para ser contra a indicação da jornalista Mara Rocha (PSDB) é o candidato ao Senado, Márcio Bittar (MDB), por ele ser inimigo político do presidente do PSDB, deputado federal Major Rocha.

INDICAÇÃO TEM DE SER DO GLADSON
O presidente do PSDB, deputado federal Major Rocha, disse ontem que não debate a questão de vice e que o partido vai acatar quem for escolhido pelo candidato ao governo, senador Gladson Cameli (PP). “Para o PSDB, quem o Gladson indicar está bom. O nome do vice tem de ser da sua mais estrita confiança, para não criar problemas se ganhar o governo”, pontuou.

ESCOLHA PESSOAL
O senador Sérgio Petecão (PSD) falou ontem à coluna que desde o início ficou fora da discussão sobre o vice. Mas ponderou que, a escolha deverá sair de uma decisão pessoal do candidato Gladson Cameli. “É um direito dele, temos de acatar o nome que quiser”, destacou.

GARIMPANDO NA OPOSIÇÃO
O candidato ao Senado, deputado Ney Amorim (PT), ficou surpreso com a visita inesperada que recebeu em seu gabinete na ALEAC, esta semana, de dois oposicionistas: os ex-prefeitos de Epitaciolândia, Luizinho Hassem e filho André Hassem, que foram lhe hipotecar apoio público à sua candidatura de senador. Ney ficou surpreso com a visita política de ambos.

AGRADANDO GREGOS E TROIANOS
A família Hassem tem como candidato a senador de forma declarada nas redes sociais Márcio Bittar (MDB). André Hassem fez a declaração. O seu pai Luizinho Hassem é lotado no gabinete do senador Sérgio Petecão (PSD). Ney Amorim será o segundo voto ao Senado da família.

FIDELIZAÇÃO DIFÍCIL
Controlar a fidelização dos votos ao Senado da oposição é tarefa praticamente impossível.

MUITO BEM
Quem apareceu muito bem nas duas últimas pesquisas que saíram do forno (não foi pesquisado nas anteriores) é o prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores. Números só se forem registradas, a lei é rígida com a divulgação dos percentuais sem registrar no TRE. Tem razão da boa aceitação. Está com os pagamentos dos servidores em dias, a prefeitura adimplente, e com obras.

SALVAGUARDA POLÍTICA
O ex-deputado Jamil Asfury (PSC) e candidato a Federal lançou a mulher e Pastora Sandra Asfury para deputada estadual pelo SOLIDARIEDADE, uma espécie de salvaguarda política. Sandra precisará de menos votos para se eleger do que o Jamil para deputado federal.

NÃO CONSEGUIU JUNTAR
O candidato ao Senado, Márcio Bittar (MDB), não aprendeu ainda que candidatura majoritária é soma. Não conseguiu conquistar o apoio do grupo do senador Sérgio Petecão (PSD), do PSDB do Major Rocha, do PR da Antonia Lúcia e da maioria dos deputados estaduais da oposição.

DEMISSÃO NATURAL
A demissão da Pastora Sandra Asfury do cargo de confiança que ocupava no governo é natural, já que será candidata a deputada estadual pela oposição. Direito seu. Mas ficaria mais bonito se tivesse feito a comunicação que deixaria a base do governo meses antes, mas só fez agora. Faturou até o último momento antes de se bandear para o lado do candidato Gladson Cameli.

SANTIAGOS NA OPOSIÇÃO?
O candidato ao Senado, Márcio Bittar (MDB), quer levar a família Santiago para a oposição. Já conversou com o ex-deputado Élson Santiago a este respeito. Só que o Élson é Assessor Especial do governador Tião Viana e o irmão Carlinhos Santiago diretor da COHAB. Trairiam o Tião Viana? É a pergunta que não quer calar. Tenho dúvidas que embarquem na oposição.

NÃO TINHA ALTERNATIVA
A intervenção federal no sistema de segurança do Rio de Janeiro era uma necessidade. Será votado na Câmara Federal e Senado e a tendência é de aprovação. Os órgãos de segurança estaduais tinham perdido a cidade para a bandidagem.

FICARIAM DE BRAÇOS CRUZADOS?
O prefeito Marcus Alexandre não pode ser condenado por estar direto nos bairros dando assistência aos desabrigados pelas chuvas torrenciais que alagaram centenas de residências. Poderia ser criticado se tivesse cruzado os braços, sua obrigação como prefeito é ajudar.

PARCELAS DE CULPA
Alguns mais e outros menos, todos os prefeitos que passaram pela prefeitura de Rio Branco tiveram uma parcela de culpa por não terem dado prioridade ao sistema de drenagem nos bairros para o escoamento de águas pluviais. E por terem permitido a construção de casas nas margens dos igarapés. Não tem um único culpado nesta calamidade.

SEMPRE NA CABEÇA
Em todas as pesquisas realizadas até o momento que tomei conhecimento (foram seis) o senador Jorge Viana (PT) aparece liderando. Tem a seu favor ter sido um prefeito e um governador bem avaliado, conhecer os grotões do Estado, ter votos pessoais e a poderosa máquina do governo do PT e as prefeituras petistas fechados na sua campanha à reeleição.

QUESTÃO SIMPLES
É válida a preocupação do candidato a deputado estadual Francineudo Costa (PSDB), com o futuro dos estudantes brasileiros que estudam na Bolívia. Só que é uma questão federal. E está solucionado: é mostrar capacidade, passar na prova do Revalida, e se inscrever no CRM. Ponto.

QUEM TEM COMPETÊNCIA SE ESTABELECE
O Revalida é para o formado em Medicina na Bolívia, Peru, Paraguai e outros países da América do Sul mostrar que está apto a exercer a profissão. Quem tem conhecimento e competência é aprovado no exame (conheço vários), que não tem é reprovado e nada mais.

CAPITÃO DO MATO
O MDB é o “Capitão do Mato” da oposição. Quer que o PPS-PTB- SOLIDARIEDADE levem os seus candidatos a deputado federal ao sacrifício para um chapão. Beneficiaria o MDB, mas deixaria os candidatos dos três partidos em difícil situação de se elegerem numa chapa única.

AGORA É PARA VALER
Com a declaração à coluna de que a meta política do seu grupo em 2020 é derrotar o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (MDB), ou quem indicar candidato, o ex-prefeito Vagner Sales (MDB) mostra que o rompimento entre ambos virou uma guerra política declarada.

NOME DA CONFIANÇA
Não será surpresa se o ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, indicar o advogado Jonathan Donadoni, que integra seu grupo político, para ser o primeiro suplente na chapa do candidato ao Senado, Márcio Bittar (MDB). Desistiu de ser ele, mas não de fazer a indicação.

AQUISIÇÃO DA “BOI CAGÃO”
O militante Paulo Ximenes foi até a Fazenda “Boi Cagão” hipotecar o apoio a candidatura à reeleição do senador Sérgio Petecão (PSD). Fizeram às pazes após longo afastamento político.

PESQUISA PRONTA
O PSDB registrou uma pesquisa que mandou fazer e deverá fazer a publicação na próxima semana. Abrangeu a Capital e os municípios mais importantes. Pesquisa no momento não refletirá muito a realidade, porque a campanha ainda não está nas ruas, quando o bicho pega.

BALIZAMENTO DE MOMENTO
Pesquisa antes das convenções, sem a campanha estar no fervor, serve só como balizamento de momento. As máquinas de fazer votos dos candidatos majoritários não foram acionadas.

CAMINHADA DIFÍCIL
Para deputada estadual as chances seriam maiores. Para Federal, a presidente do SINTEAC, Rosana Nascimento, em que pese a defesa intransigente da categoria dos professores, terá maiores dificuldades para se eleger, notadamente, se o PPS estiver no chapão da oposição.

PTB PODE SAIR SÓ
Caso a presidente do PTB, publicitária Charlene Lima, volte de Brasília na próxima semana decidida ser candidata a deputada federal (a direção nacional do PTB quer), o PTB sairá com uma chapa sem coligações para estadual, com nomes só do partido. A decisão, inclusive, está tomada.

PROJETO AVANÇANDO
O projeto do deputado Heitor Junior (PDT), que proíbe a saída de castanha in natura do Acre, não ficou restrito às comissões legislativas da ALEAC, tem levado a discussão aos segmentos organizados. A última apresentação foi na FIEAC. Heitor pretende fazer uma audiência pública a este respeito. Está tendo o cuidado de antes da votação, o projeto ter uma discussão ampla.

JORGE VIANA REPUDIA ISTO É
Revoltado! É como está o senador Jorge Viana (PT) com a matéria da revista ISTO É, edição desta semana, que lhe atribuiu ser o mentor de um plano para a fuga e asilo do ex-presidente Lula em uma embaixada, para não ser preso. Nega ter dado a entrevista. Eis a Nota enviada à coluna, que repercutiu a informação: “São levianas e mentirosas as informações publicadas pela revista ISTO É de que o senador Jorge Viana teria defendido a solução de asilo e fuga ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para evitar uma eventual prisão. O senador não deu tais declarações e jamais foi ouvido pela revista ISTO É. A revista incorre na calúnia e difamação. O senador vai recorrer á justiça para a reparação de danos à sua honra e imagem. O povo do Acre conhece o senador Jorge Viana e sabe da sua seriedade e da sua responsabilidade diante da crise institucional que o país atravessa. Em momentos como este, é duro sofrer uma injustiça, mas a verdade será reposta nos tribunais. Até os adversários reconhecem que o presidente Lula está sendo vítima de uma campanha acusatória sem precedentes na história recente deste país, em decorrência de uma ação partidarizada de alguns que deveriam ter a obrigação de cumprir as leis e a Constituição. O senador Jorge Viana acredita no Judiciário brasileiro e que a inocência de Lula será reconhecida e declarada pelo Supremo Tribunal Federal”. Enviado pela assessoria do senador Jorge Viana (PT).

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.