Conecte-se agora

Com Emylson sendo vice, petistas colocam cruzes e lista de mortos em encontro da sigla

Publicado

em

Um fato chamou a atenção durante os dois dias de evento do Partido dos Trabalhadores no Acre, na Uninorte, durante o último final de semana, neste domingo, 04, e no sábado, 03: várias cruzes e uma lista com os nomes das mais de 50 vítimas de homicídio este ano escrita à mão em cartolinas na parede do auditório onde ocorria o encontro. A lista foi feita pelo setor da juventude do partido.

O primeiro mês de 2018 registrou 45 homicídios, um a mais que o mesmo mês do ano 2017. Já nos primeiros quatro dias de fevereiro, 12 pessoas foram assassinadas. São 57 mortes violentas até o momento.

O crescimento no número de assassinatos é atribuído ao conflito entre facções criminosas que avançam no estado dominando territórios do tráfico de drogas.

O curioso na manifestação petista é que a violência assustadora é o calcanhar de Aquiles da gestão do secretário de Segurança, Emylson Farias, vice na chapa de Marcus Viana (PT). A cada assassinato e conflito entre facções o nome do secretário surge de forma negativa em meio a debates na opinião pública.

O Encontro de Tática Eleitoral foi o primeiro grande evento do PT neste ano, e reuniu lideranças como o prefeito Marcus Viana, pré-candidato a governador do Acre, e os pré-candidatos ao Senado, Jorge Viana e Ney Amorim, o atual governador Sebastião Viana, além de presidentes dos diretórios petistas dos 22 municípios.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas