Conecte-se agora

Megaoperação conjunta do Procon e ANP fiscaliza postos de gasolina na capital

Publicado

em

Uma grande operação conjunta entre os fiscais do Procon e da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) realizou uma varreduras nos postos de gasolina da capital acreana. Não foram encontrados problemas nas bombas, mas amostras ainda vão ser enviadas para análise em laboratório.

Durante a fiscalização, iniciada na segunda-feira e com encerramento desta quinta-feira (16), foi avaliada a qualidade e a quantidade dos combustíveis. Ao todo, foram fiscalizados 26 postos de abastecimento. Não foi feita a checagem dos lacres das bombas por ser uma atribuição do Inmetro.

ANP não encontrou problemas nos combustíveis

Segundo o fiscal da ANP, José Luis de Sousa, até o momento da entrevista não havia sido identificado qualquer problemas no abastecimento, mas apenas problemas formais em outros pontos. ANP avaliou a qualidade do combustível na bomba e quantidade abastecida. Foram coletadas amostras do combustível nos postos para o envio ao laboratório para constatação da presença de solventes – conhecido como “rafinado”.

“Não houve lacração de bombas nos postos avaliados, tendo sido identificados postos onde foi identificado abastecimento à mais. O teor de álcool foi aferido no momento, pois temos um kit de fiscalização. Se tivesse sido identificada alteração na qualidade, teria havido a lacração imediatamente da bomba. Mas até o momento não houve problema nos postos avaliados”.

O fiscal da ANP informou ter havido pequenos problemas, como falta de adesivos e kits de análise da qualidade trancados na sala do gerente. Por conta disso, dois postos autuados. “Neste caso o gerente não pode deixar os kits trancados e foram autuados para corrigir”, informou.

Procon vai realizar outras operações

O diretor do Procon, Diego Rodrigues, informou ter a ação partido de ma solicitação do órgão e prontamente atendida pela ANP. Coube ao Procon a fiscalização da parte relativa ao código de defesa do consumidor e a documentação.

“No caso do consumo foi feita pelo Procon uma coleta dos preços dos combustíveis, sendo que isso vai resultar em uma análise a ser disponibilizada para a população poder escolher o melhor preço. Mas podemos afirmar que estas ações vão acontecer com frequência e vamos até qualificar o fiscais do Procon para poderem fazer algumas aferições no futuro, naquilo que couber ao órgão”, informou Diego.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas