Conecte-se agora

Vergonha na cara

Publicado

em

Afastado do cargo de prefeito de Assis Brasil, Humberto Filho, o Betinho (PR), concorre à consolidação de uma triste tendência à brasileira – a de que, não bastassem as mazelas vividas pela população dos municípios, graças à atual situação de penúria da maioria deles, o serviço público no país ainda carece de gestores compromissados com a honestidade, o principal quesito em extinção no meio político.

Fosse Betinho o único acusado de desviar verbas públicas, ainda estaríamos estarrecidos ante a suposta conduta errática de um administrador incapaz de se condoer, sequer, com a situação de indigência dos conterrâneos. Sendo ele um entre tantos que neste mesmo ano foram flagrados pela Polícia Federal em delinquências diversas, a gravidade dos fatos choca até mesmo os eleitores mais indiferentes.

Antes de Betinho e alguns de seus secretários municipais serem pilhados em anunciadas falcatruas que sangravam os cofres de Assis Brasil, outros prefeitos e respectivos subordinados trilharam pelo mesmo caminho da desonestidade: Everaldo Gomes, do PMDB de Brasileia; Tonheiro, do PT do Bujari; Roney Firmino, do PSB de Plácido de Castro; Rivelino Mota, do PP de Santa Rosa do Purus; e Jonas Dales, do PT de Acrelândia – este último sacado do cargo por determinação da Justiça em três situações diferentes.

A boa vida dos governantes municipais e de seus apaniguados quase sempre contrasta com a situação de pobreza das populações que representam. Tampouco a qualidade dos serviços públicos melhora na proporção em que aumenta o padrão daqueles que fazem dos cargos eletivos ou em comissão uma alavanca à ascensão social.

Não obstante as facilidades criadas para os que chegam ao poder, ainda somos obrigados a assistir à petulância daqueles que legislam em causa própria, como aconteceu recentemente em Tarauacá e Plácido de Castro. Nestes dois municípios, os vereadores em fim de mandato resolveram, sem justificativa plausível, aumentar os próprios proventos – o que servirá de usufruto aos futuros edis e prefeitos eleitos.

Quando não, acontece de as leis serem feitas sob encomenda para servir à cobiça de nossos representantes políticos, como no caso do senador Jorge Viana (PT), beneficiário de um dos maiores salários do legislativo brasileiro por acumular uma pensão vitalícia de ex-governador.

Em países desenvolvidos, como acontece atualmente na Coreia do Sul, bastam as suspeitas de corrupção para que os governantes renunciem ao cargo. No Brasil de Lula, Dilma e Michel Temer, a ladainha em favor dos larápios vai além dos extremos do suportável em defesa da desfaçatez.

O Brasil que está sendo passado a limpo, e que ousou colocar na cadeia empresários miliardários e políticos até outro dia intocáveis, não pode se curvar ante a delinquência de prefeitos larápios e a caradura de um senador que afirma receber “dentro da lei” quase R$ 70 mil.

Dar um basta ao atrevimento dessa gente é uma atribuição constitucional dos órgãos de fiscalização e controle – e um compromisso de todo cidadão que possua o mínimo de vergonha na cara.

Destaque 7

Reitora da Ufac informa que MEC liberou recursos para bolsas

Publicado

em

A reitora da Universidade Federal do Acre (UFAC), Guida Aquino, anunciou na manhã desta quinta-feira, 8, o pagamento da assistência estudantil para os alunos que vivem em situação de vulnerabilidade social.

A iniciativa ocorre após o governo federal liberar R$ 300 milhões para o Ministério da Educação (MEC), na noite desta quarta-feira, 7, que destinou os recursos para o PNAES.

“Já está sendo feito o pagamento de auxílio e bolsas dos estudantes que vivem em situação de vulnerabilidade socioeconômica e vamos continuar lutando para que saia os demais pagamentos”, declarou.

Os valores não beneficiam outros gastos que foram inviabilizados com o bloqueio de R$ 5,4 milhões que sofreu a instituição, como contas de luz, água e o ressarcimento dos trabalhadores terceirizados.

“Essa é uma vitória, mas ainda precisamos de recurso para pagar os outros contratos. Mas sigamos firmes na boa luta em prol da nossa universidade. A luta continua”, destacou.

Continuar lendo

Destaque 7

Fardo dos impostos é mais pesado nas costas dos acreanos sendo 10,2% em 2022

Publicado

em

Os acreanos já pagaram mais de R$ 4,3 bilhões em impostos municipais, estaduais e federais entre 1º de janeiro e 7 de dezembro de 2022, valor que representa 10,2% de aumento em comparação ao mesmo período do ano passado. Ou seja: o fardo do impostos levados às costas dos trabalhadores acreanos é cada vez ano mais pesado.

Os dados são do Impostômetro, que possui uma plataforma atualizada em tempo na fachada da Associação Comercial do Acre (Acisa), na Avenida Ceará, em Rio Branco, e são referentes ao valor contabilizado às 9h30 desta quarta-feira (7).

Impostômetro é um medidor estatístico para medir os impostos que um país paga em qualquer instante de tempo. Como alguns impostos são contabilizados uma vez por mês, o impostômetro normalmente se utiliza de uma regressão estatística para deduzir a arrecadação tributária em qualquer instante de tempo. Trata-se de uma iniciativa pioneira da Associação Comercial de São Paulo.

O Impostômetro considera todos os valores arrecadados pelas três esferas de governo a título de tributos: impostos, taxas e contribuições, incluindo as multas, juros e correção monetária.

Para o levantamento das arrecadações federais a base de dados utilizada é a Receita Federal do Brasil, Secretaria do Tesouro Nacional, Caixa Econômica Federal, Tribunal de Contas da União, e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

As receitas dos Estados e do Distrito Federal são apuradas com base nos dados do Conselho Nacional de Política Fazendária, das Secretarias Estaduais de Fazenda, Tribunais de Contas dos Estados e Secretaria do Tesouro Nacional do Ministério da Fazenda. As arrecadações municipais são obtidas através dos dados da Secretaria do Tesouro Nacional, dos municípios que divulgam seus números em atenção à Lei de Responsabilidade Fiscal, dos Tribunais de Contas dos Estados.

Os moradores de Rio Branco já pagaram, em 2022, mais de R$170 milhões em impostos municipais.

No Estado, Santa Rosa do Purus é o lugar que menos arrecadou impostos este ano: R$897,2 mil.

Continuar lendo

Destaque 7

Mais 15 mil servidores da educação receberão abono de R$ 87 milhões, anuncia governo

Publicado

em

O governo do Acre anunciou nesta terça-feira, 6, o pagamento do abono salarial para quase 15 mil servidores da educação – há exemplo do que ocorreu no ano passado.

No entanto, o secretário de educação, Aberson Carvalho, revelou que, ao invés de mais de R$ 160 milhões pagos em 2021, o governo deverá investir cerca de R$ 87 milhões esse ano. “O valor não é igual ao do ano passado porque esse ano não tivemos pandemia. Vale ressaltar que nunca houve pagamento de abono, apenas no governo Gladson”, declarou.

De acordo com a gestão estadual, o valor será proporcional ao vencimento de cada profissional e equivalente ao 13° salário. Porém, só terão direito ao benefício, professores em atividade, diretores, coordenadores pedagógicos e de ensino, coordenadores administrativos, secretários escolares, docentes e especialistas em educação nas funções de assessoramento pedagógico, supervisão, inspeção, suporte técnico, coordenação de núcleos, centros, modalidades de ensino e programas da rede estadual de ensino.

O governador Gladson Cameli destacou que o benefício é mais uma demonstração de respeito da atual gestão com os profissionais responsáveis por levar ensino de qualidade para mais de 140 mil acreanos, nos 22 municípios. “A educação é um dos pilares do governo do Acre. Sabemos que a construção de um estado melhor e com mais oportunidades depende do trabalho destes servidores. Nada mais justo que valorizá-los pelos esforços e a dedicação que eles têm com os nossos estudantes”, ressaltou.

A vantagem financeira também contemplará professores e especialistas em educação cedidos em regime de colaboração técnica para outras redes públicas de educação básica, trabalhadores em educação nas funções de assistente educacional, técnico, apoio administrativo e operacional, mesmo que emprestados em regime de colaboração técnica para outras redes públicas de educação básica. O abono será depositado, integralmente, na mesma data do pagamento do salário de dezembro dos servidores estaduais.

Continuar lendo

Destaque 7

Carreta da Alegria chama atenção nas ruas de Rio Branco

Publicado

em

Conhecida no Brasil inteiro, chegou em Rio Branco a Carreta da Alegria. Com personagens famosos como Fofão, Chapolin, Kiko e Goku, o bonde animado tem feito sucesso nas ruas da capital acreana.

Com músicas, coreografias e manobras radicais, animando a criançada e também o público adulto, a festa inicia às 17h e funciona até às 22h, com ponto de embarque na Praça da Revolução, percorrendo rotas na Avenida Chico Mendes.

Os passeios ocorrem de terça-feira a domingo, duram em média 40° minutos e custam o valor de R$ 15 por pessoa. Menores de 2 anos não pagam e é exigido um documento de identificação com foto.

Conforme informou o perfil da Carreta da Alegria nas redes sociais, o itinerante que virou mania e vem arrastando uma multidão nas ruas, fica em Rio Branco o mês de dezembro inteiro.

Nas redes sociais, diversos internautas tem compartilhado vídeos e fotos de toda a diversão.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.