Conecte-se agora

Medidas práticas que já deram certo na segurança do Acre

Publicado

em

O senador Jorge Viana (PT) me mandou um comentário pelo Zap sugerindo ao Secretário de Segurança que adote medidas que deram certo quando foi governador: “é fundamental manter barreiras policiais permanentes nas entradas e saídas do Acre. Elas são poucas: na saída para Rondônia, em Plácido de Castro e Estrada do Pacífico, no acesso à Boca do Acre, Transacreana e na BR-364 rumo ao interior. Penso que o Exército pode bem cumprir bem esse papel auxiliando as forças do Governo do Estado. Isso de imediato”. Estas sugestões do senador são práticas, não tão custosas, e se não resolverem a entrada de drogas e armas no Acre, pelo menos são fatores inibidores. Não sei se a contribuição será colocada em prática. Numa das últimas vezes que ousou dar a sua contribuição foi bombardeado até pelo andar de baixo do governo. Fora isso, o Jorge (foto), que tem diferenças políticas naturais, mas se relaciona amistosamente com a oposição poderia puxar um entendimento entre todos os senadores e deputados federais para enfrentarem o problema em todos os canais do governo federal. Neste momento de pânico da população acreana não cabe a politicagem ranheta do eu e eles. Ou a população continuará apavorada trancada em casa e os bandidos nas ruas.

A empáfia falou mais alto
O então deputado Walter Prado sugeriu na Assembléia Legislativa que, nas barreiras para a fronteira ou para outros Estados os carros só poderiam passar se os motoristas fossem os donos ou então apresentassem uma procuração do dono autorizando a condução. Fizeram ouvido de mercador. Sem esta exigência qualquer malandro rouba um carro e leva à Bolívia.

Providência para ontem
Uma providência que era para ter sido tomada há muito tempo é recuperar a frota de carros e motos da PM para as rondas intensivas. Não significa o fim da violência, mas inibe assaltos.

Mantido a sete chaves
O assalto ao Banco do Brasil de onde foram levados cerca de 1 milhão de reais, e que ocorreu antes das rebeliões só vazou agora. O segredo não resolveu nada porque os assaltantes não foram presos. A fragilidade do sistema de segurança está atraindo bandidos de fora. A notícia que se sabe é que todos ostentavam fuzis, algo nada comum nos assaltos regionais.

Não há outra saída
Conversei com um amigo que trabalha em um órgão de fiscalização das prefeituras e pelo seu relato a situação das prefeituras do interior é de penúria financeira e encrencas jurídicas. Na sua visão, o prefeito que não chegar cortando contratos provisórios e cargos de confiança no terceiro mês não conseguirá pagar os salários dos funcionários efetivos.

Situação muito complicada
O prefeito de Brasiléia afastado, Everaldo Gomes (PMDB), está entre os mais complicados juridicamente da safra dos atuais prefeitos que ainda estão soltos. Um advogado que conhece o caso considera que dificilmente escapará de uma condenação pesada na justiça.

Nada mais é novidade
O ex-deputado federal Eduardo Cunha se tornar um delator não deverá vir com novidades além do que já abordado pela imprensa. O difícil hoje está em saber qual político federal não será atingido pela Lava Jato. Por isso esperem antes de fazer plano para 2018.

Percam os dois
Marcelo Crivela, um evangélico radical da Igreja Universal e do outro um porralouca como o Marcelo Freixo (PSOL). Deixaram a população do Rio de Janeiro entre dois abismos para prefeito da cidade. O ideal é que percam ambos. São dois extremos perigosos à política.

Nomes na discussão
O senador Sérgio Petecão (PSD) já declarou que disputará a reeleição. O ex-deputado federal Márcio Bittar (PSDB) também se manifestou ser candidato a senador. E o deputado federal Major Rocha (PSDB), nas entrelinhas, não descarta tentar o Senado em 2018. Este é o jogo.

Bem servido
O prefeito eleito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, está bem servido na área de comunicação, tendo como orientadora a publicitária Charlene Lima, que é do ramo.

Poder desmoralizado
O ex-presidente Sarney disse ser a ditadura da toga, a pior das ditaduras. A invasão de ontem do Senado por ordem de um Juiz de primeira instância se configura abuso de autoridade. O Legislativo não foi respeitado como poder, independente do presidente estar encrencado na justiça. Fosse um Ulisses Guimarães o presidente, isso jamais aconteceria. Uma pena!.

Nomes naturais
Por terem sido leais à base do prefeito Marcus Alexandre é natural que a presidência da Câmara Municipal de Rio Branco fique entre os vereadores Artêmio Costa (PSB), atual presidente, e o vereador Manuel Marcos (PRB). Fora os dois seria como furar a fila.

No mínimo isso
O secretário de Segurança, Emylson Farias, promete para os dois próximos dias grandes surpresas na área da segurança pública. Desde que traga paz à população, que venham.

Fora da constituição, fora do mundo
Grupos da oposição se articulam para iniciar um movimento por uma intervenção federal no governo acreano. Não há um motivo para a extrema medida, prevista na Constituição Federal, no qual o governador possa ser enquadrado. O que está fora da Constituição está fora da Lei.

Não é caminho
Não acredito que nenhum político da bancada federal da oposição venha a subscrever o pedido, pelo óbvio de faltar qualquer base legal para um ato desta natureza política.

Base folgada
O prefeito Ilderlei Cordeiro (PMDB) terá uma base política folgada na Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul. A FPA foi massacrada e só conseguiu eleger quatro vereadores. Destes apenas um é do PT, mas não integra a ala mais radical do partido, como o ex-vereador Valdemir Neto.

Colabora para o desespero
Não acredite em tudo que postam na rede social sobre este período de violência que atravessa a cidade. Boa parte das postagens feitas são falsas, com imagens de outros Estados, com o objetivo de criar pânico. As falsas notícias de mortes, tiroteios, incêndios, só servem para colaborar com os fora da lei e levar o terror à população. Não sejamos irresponsáveis.

Não resolve o problema
É simplório demais se achar que tirando o secretário Emylson Farias haveria uma melhora no sistema de segurança, porque quem entrasse teria que atuar com a parca estrutura atual.

Alguém se habilita?
Algum deputado federal ou senador se habilita a destinar uma emenda específica para comprar equipamentos de controle eletrônico de revistas para funcionar nos acessos ao interior das penitenciárias? Seria um obstáculo à entrada de celulares para os presos.

Mais clareza
Espera-se mais clareza na prisão de dois agentes penitenciários que supostamente teriam facilitado a entrada de armas para facções na “Francisco de Oliveira Conde”, por parte da secretaria de Segurança e do Sindicato dos Agentes Penitenciários, ambos em mutismo.

Um dos atos mais graves
Mesmo porque este foi um ato que colaborou para o tiroteio e mortes na “Francisco de Oliveira Conde”. O que se sabe é que isso ocorreu, mas não se sabe o nome dos autores e nem até aonde vai a extensão da conexão da facilitação à entrada de armas.

Sem olhar para o retrovisor
O prefeito eleito André Maia (PSD), se quiser fazer uma boa administração não assuma o cargo e passe a olhar pelo retrovisor. O que vai interessar quem nele votou é o que vai fazer por Senador Guiomard. A partir do momento que for prefeito é quem terá de resolver os problemas.

Um ano

Quem está pegando um pepino tamanho gigante é o prefeito eleito de Assis Brasil, Zum (PSDB), porque além da inadimplência em várias pastas, receberá com os salários de funcionários atrasados. Quem se candidata a prefeito hoje em dia é por gostar de sofrer.

Será a prioridade
O deputado federal Moisés Diniz (PCdoB) não terá facilidades se for candidato à Câmara Federal em 2018. É que a cúpula do seu partido estará toda envolta em eleger a Perpétua Almeida (PCdoB) a deputada federal. E não há muito espaço para os comunistas elegerem ambos.

Sinal de fome
Cara feia para mim sempre foi sinal de fome ou rancor, minha cara secretária. Não posso fazer nada. Rancor, dizem os budistas, faz mal à alma.

Morreriam abraçados
A deputada Leila Galvão (PT) é sem dúvida hoje a maior liderança política do PT nos municípios da fronteira e região. Fosse candidata a deputada federal seria muito forte. Não deve sair para não prejudicar a reeleição do bom deputado federal Léo de Brito (PT). Morreriam abraçados.

Debate racional
A questão da fragilidade das nossas fronteiras, por onde escoa toda a droga do Peru e Bolívia para o Acre não deve ser discutida em cima de um vetor político. Isso se arrasta nos oito anos de governo Lula, nos seis anos do governo Dilma e nos poucos meses da gestão Michel Temer. Não é um problema que surgiu hoje. Não é culpa do Temer, se recursos para o Fundo Penitenciário estão retidos desde governos passados no Ministério da Justiça. E durante este tempo não se teve a capacidade de se conseguir verbas para construir um presídio federal e de dotar o sistema de segurança de toda a estrutura para combater o crime organizado. A guerra das facções tem como principal motivação o domínio de territórios do tráfico. Enquanto não tivermos uma polícia com toda a estrutura para atuar na prevenção e no enfrentamento dos bandidos continuaremos enxugando gelo, de conter uma rebelião aqui e outra acolá. Para se ter uma idéia da fragilidade estrutural da PM, o Exército teve que emprestar um lote de fuzis para as ações emergenciais. Sem falar na falta de carros, motos e coletes. É hora do governador se sentar com a bancada federal da oposição, tirar de foco do partidarismo, e irem buscar junto ao Temer recursos para uma ação emergencial, porque queiram ou não, até 2018 o presidente de fato e de direito será o Temer. Esqueçam, pois, os pruridos ideológicos. A responsabilidade não é só do governador em resolver a questão, mas também dos parlamentares federais de todos os partidos. Os 54 milhões de emendas não são para agora.

 

Blog do Crica

Sairão com credibilidade ou desmoralizadas?

Publicado

em

UMA DAS DISCUSSÕES mais travadas nestes dias que antecedem a votação do dia 2 de outubro, é se as pesquisas registradas até aqui, contestadas por todos os candidatos a governador e senador pela oposição; vão acertar os prognósticos que dão a eleição para o Palácio Rio Branco decidida no primeiro turno; definida para o Senado, ou se serão desmoralizadas, caso a eleição ficando para ser decidida num turno extra. É bom lembrar sempre que pesquisa não elege ninguém, é apenas um instrumento científico para registrar um momento eleitoral. Mas, com uma observação importante: se forem bem elaboradas e não sirvam somente para acalentar os contratantes, e proteger os seus candidatos. Essa é uma discussão que só vai cessar quando as urnas forem abertas. E, neste caso é que vamos saber se as pesquisas sairão desta campanha respaldadas pelos resultados eleitorais, ou se vão errar tudo e sairão desmoralizadas. O jogo é este. Aguardar.

NÃO É ELEIÇÃO PARA PAPA
A escolha do Papa acontece num concílio de comportados sexagenários cardeais. Espera-se que o debate de logo mais na TV-ACRE não siga este modelo, e que além dos projetos de governo, todas as vísceras dos candidatos sejam expostas. Quem não quer exposição pública, não saia candidato. É tudo muito simples.

PEGOU O PT DE CUECAS
Por essa, ninguém do PT esperava! A declaração feita ontem pela ex-senadora Marina Silva, ex-musa petista, de apoio ao Nilson Euclides (PSOL) ao governo; e ao Sanderson Moura (PSOL) ao Senado, pegou a direção do PT sem cueca. A lógica, seria ela declarar seu apoio ao Jorge Viana (PT) e à Nazaré Araújo (PT) ao Senado.

É MAIS UM APOIO MORAL
VOTOS a Marina não tem mais no estado para transferir, que possa colocar as candidaturas do PSOL nas cabeças; o baque no PT foi mais moral que nas suas candidaturas.

GRANDE INTERROGAÇÃO
A GRANDE interrogação que ficou, foi o motivo pelo qual a ex-senadora petista Marina Silva declarou apoio ao Lula para a presidência, e não declarou ao Jorge Viana (PT) ao governo, com quem já foi carne e unha.

NÃO TIREM A VANDA DE TEMPO
QUEM ACOMPANHA o cotidiano da campanha da deputada federal Vanda Milani (PROS) ao Senado, me ligou para dizer ser um erro ela ser colocada na disputa como carta fora do baralho, por ter uma campanha estruturada em todo estado e deve ser a grande surpresa desta eleição. O otimismo é grande no comando da campanha da parlamentar do PROS.

AS MESMAS INFORMAÇÕES
AS MESMAS informações tenho recebido de candidatos que percorrem o estado em campanha, de que a candidatura da Vanda Milani (PROS) virá com votos do interior, e disputa em Rio Branco, que é seu nicho.

DEBATE IMPORTANTE
POR CONTA da grande audiência que por certo terá, o debate de hoje na TV-ACRE, entre os candidatos a governador, será importante para melhor avaliação das propostas de cada postulante ao governo, pelo eleitor.

PESQUISA NO FORNO
VÁRIAS pesquisas pautadas para serem divulgadas até sábado, último dia para divulgação. Quinta-feira será publicada a segunda pesquisa do ac24horas para governador e senador. Pesquisa não ganha eleição, mas quando bem elaborada, registra um momento e é referencial.

MOSTROU FORÇA
PELO TAMANHO da carreata do PT, em Assis Brasil, deu para se notar que o candidato ao governo, Jorge Viana (PT), não está morto no Alto Acre. O jogo não foi jogado.

NUNCA ACERTARAM NADA
O Sérgio Petecão está no segundo turno, esta conversa de a eleição ser decidida no primeiro turno só existe nas pesquisas mentirosas, falou ontem ao BLOG o prefeito Tião Bocalom. Ressaltou que as pesquisas nunca acertaram nada em suas campanhas, e para a PMRB, que era apontado fora do jogo, ganhou folgado.

NÃO JOGOU A TOALHA
O CANDIDATO ao Senado, Jenilson Leite (PSB), mandou postagem para ressaltar que continua trabalhando, e certo de que está sim na disputa com chance de vencer.

ATÉ O ÚLTIMO MINUTO
O CANDIDATO ao governo pelo PSD, Sérgio Petecão, disse ontem ao BLOG estar confiante que estará no segundo turno. “Entendo de campanha, sei quando estou bem ou não; e nesta eleição a receptividade nos bairros é maior do que as anteriores”, destacou.

QUANDO BEM MONTADA, DÁ TUDO CERTO
UMA CAMPANHA, quando organizada, com um bom articulador para pensar e fazer as parcerias certas, não há como dar errado. É o caso da candidatura do Fábio Rueda (União Brasil) a deputado federal, que saiu do zero e chega na reta final como favorita na chapa.

NÃO É PRECISO FALAR COM O PAPA
NUNCA conversei com o Rueda, mas pelas informações colhidas de candidatos de vários partidos, até da oposição, todos situam a candidatura dele a federal como muito forte. Não é preciso falar com o Papa para saber que ele existe. Basta selecionar as informações.

EXTREMANTE QUALIFICADOS
O PSOL marcou um ponto nesta eleição, por ter lançado dois candidatos extremante qualificados; o Sanderson Moura ao Senado, e o Nilson Euclides ao governo.

NÃO SE FALA OUTRA COISA
NESTA reta final não se fala outra coisa na disputa do governo, ao não ser se terá ou não segundo turno. Virou uma discussão enigmática, que só a urna decifrará.

CONTINUA COLADO
O CANDIDATO ao Senado, Ney Amorim (PODEMOS), está eufórico com a divulgação da pesquisa que o pôs em empate técnico, com o Alan Rick (União Brasil).

POR ISSO É EMOCIONANTE
A CAMPANHA desta eleição para o Senado é emocionante porque tudo pode vir a acontecer, até sair vencedor quem não aparece na cabeça das pesquisas.

DISPUTA EMBOLADA NO REPUBLICANOS
Clodoaldo Rodrigues, Tadeu Hassem, Eber Machado, Gélen Diniz, Jairo Carvalho, Claudinha, são nomes com potencial de disputa de duas vagas a deputado estadual.

CONHECE O CAMINHO DAS PEDRAS
QUANDO alguém já é deputado estadual por vários mandatos, é por conhecer o caminho das pedras. É o caso do deputado Manoel Moraes (PP), que deve voltar para a ALEAC bem votado. Tem uma campanha forte.

PARCERIA QUE RENDE VOTOS
PARCERIA política tem de ser bem selecionada, ou não ajuda em nada um candidato. A candidata ao Senado, Márcia Bittar (PL), acertou cheio em fazer uma aliança política com o grupo do deputado José Bestene (PP).

LULA DISPAROU
SE NÃO GANHAR no primeiro turno, vai chegar ao segundo turno com uma grande diferença sobre o candidato Jair Bolsonaro (PL), é que apontam todas as pesquisas de opinião pública sobre o Lula (PT).

NÃO PODE CULPAR NINGUÉM
CASO se confirme a derrota do presidente Bolsonaro este não pode culpar ninguém, a não ser o próprio; por tantas sandices que cometeu ao longo da pandemia, trocando a ciência por uma crendice inventada por ele.

OLHOS PARA O JURUÁ
TODOS OS OLHOS do MDB estão voltados para o Juruá, e notadamente, para a candidatura da deputada federal Jéssica Sales (MDB). É que, o MDB fazer dois federais, depende da Jéssica vir a ter uma votação estrondosa.

NÃO É MAIS NICHO NA ESQUERDA
CONVERSANDO ontem com um jornalista amigo, este fez uma observação pertinente de que, a esquerda já não domina a juventude como nos primórdios da Frente Popular; citou como exemplo a UFAC, hoje lotada de bolsonaristas. Verdade. É o resultado de acomodamento do PT com vinte anos de poder. O PT envelheceu. Os “meninos do PT”, viraram comportados senhores.

FRASE MARCANTE
“Quando tiver que pegar uma cabra use a mão do inimigo”. Ditado persa.

Continuar lendo

Blog do Crica

Uma disputa emocionante por cada voto

Publicado

em

NÃO ME LEMBRO de uma outra eleição em que a única vaga para o Senado chegou nos últimos dias de campanha, com uma disputa tão embolada. O deputado federal Alan Rick (União Brasil) aparece liderando todas as pesquisas até aqui registradas. Mas não tão distante dos candidatos Ney Amorim (PODEMOS) e da Márcia Bittar (PL), que a eleição possa ser dada como definida. Estes seis dias restante até a votação costumam ser a data de largada de quem está numa disputa apertada, para jogar os últimos cartuchos. Fala-se nos bastidores em uma mobilização de um exército gigante de militantes para o dia da eleição. Mas, são conversas naturais na chegada do funil. Pode acontecer ou não. O certo é que a disputa para senador, será sim eletrizante.

CORRE POR FORA
PREJUDICADO por não ser o candidato único da esquerda, o por seu partido ser pequeno; ainda assim o deputado Jenilson Lelite (PSB) acha que será a grande surpresada eleição para o Senado.

PESQUISA ATÉ SÁBADO
O ÚLTIMO dia para publicação de pesquisas sobre a corrida para governador e senador, será no próximo sábado. E, no domingo as urnas confirmarão ou não os resultados divulgados, tirando a dúvida de segundo turno. O poder diz que não terá, a oposição que terá.

OTIMISMO NO PODER
HÁ OTIMISMO entre os que circulam junto o candidato do poder ao governo, de que liquidarão com folga a disputa por mais um mandato, no primeiro turno.

A MOEDA TEM DOIS LADOS
O DEPUTADO Daniel Zen (PT) vê um outro lado desta moeda. Lembra que, em 2014 o PT tinha o governo, vários prefeitos do interior, e o Márcio Bittar foi com o Tião Viana para o segundo turno. E, só tinha o Antônio Gouveia, o Tijolinho, e o Tião Bocalom, como demais candidatos.

DENTRO DA ÉTICA
ME pautei nesta eleição, como sempre me pautei, em cima de fatos, e não divulgando fake News, para beneficiar ou prejudicar este ou aquele candidato.

NOME QUE DISPUTA
PELO volume grande das suas reuniões, quem dá mostras de estar no grupo do PSD dos que disputam com chance vaga de deputada estadual, é a candidata Yael Saraiva. Leva a vantagem de ser comunicativa.

MUITO CONFIANTE
ERRADO, quem imagina que o deputado Ney Amorim (PODEMOS) jogou a toalha. As ordens palacianas são jogar duro, uma derrota sua seria a derrota do governo.

ATÉ AQUI CONSOLIDADA
O PROBLEMA é que até aqui, a candidatura do Alan Rick (União Brasil) não tem indícios de que se esvazia. E, ainda tem a Márcia Bittar (PL), que vem forte nesta reta final. Ney e Márcia vão jogar tudo no chamado “Dia D”.

NEM UM PIO
O grupo do empresário Nelsinho Santiago diz que, o prefeito de Plácido de Castro, Camilo; apoia para federal o Orleilson Cameli. O grupo da Socorro Neri, sustenta que tem seu apoio. Tentei arrancar uma declaração do Camilo para falar com quem está, e ele não deu um pio.

FECHA NA DIANTEIRA
TUDO APONTA no sentido de que, a Socorro Neri (PP) deverá ser a candidata a deputada federal mais votada do seu partido. Seus coordenadores de campanha fizeram um trabalho profissional, em cima de um material bom, que foi ela ter sido uma boa prefeita.

TIRA VOTOS
O CANDIDATO a deputada federal Rodrigo Damasceno (PODEMOS), pode até não se eleger por estar numa chapa fraca, mas tira votos em Tarauacá do deputado federal Jesus Sérgio (PDT), que antes corria solto.

AMANHÃ TEM DEBATE
AMANHÃ, tem debate entre os candidatos ao governo, na TV-ACRE. Uma boa oportunidade para aferir o que cada um tem para oferecer, se ganhar o governo. O ataque pesado ao candidato do poder deverá ocorrer, por ser normal, é o mandato dele que está na disputa.

OTIMISTA COM SEGUNDO TURNO
O SENADOR Sérgio Petecão (PSD) é altamente otimista de que estará no segundo turno, mesmo não aparecendo bem nas pesquisas. “Minha campanha está redonda, com muita aceitação, e tenho pesquisas sérias que desmentem as divulgadas. Não tenho motivo para me enganar. Esperem as urnas abrirem”, diz.

LIDERA VOTAÇÃO
O CANDIDATO Gilberto Lira (União Brasil) deverá ser o mais votado em Sena Madureira. E, para federal, a Meire Serafim (União Brasil). Previsão do filósofo do Iaco, Idel Diniz, que costuma acertar seus palpites.

DUAS INFLADAS
A CANDIDATURA do Jenilson Leite (PSB) ao Senado recebeu duas infladas nos últimos dias, os apoios do Flaviano Melo (MDB) e da Rosana Nascimento (PSD).

NÃO ENTROU PARA VALER
O SENADOR Márcio Bittar (União Brasil) faz uma campanha meia boca para governador; se estivesse para valer, por certo estaria no pelotão de cima da disputa.

BRIGA EMBOLADA
FÁBIO RUEDA, Meire Serafim e Eduardo Veloso, por certo sairá deste trio as duas vagas prováveis a serem conquistadas pelo União Brasil, para deputado federal.

BRIGA BOA É NO PP
BRIGA boa é também no PP, por uma esperada segunda vaga de deputado federal. Brigam José Adriano, Gérlen Diniz, Samir Bestene e Zezinho Barbary. Tudo aponta que a primeira vaga ficará com a Socorro Nei (PP).

FIDELIDADE ZERO
A FIDELIDADE partidária foi jogada no lixo nesta campanha. O que mais se viu até aqui, foram dobradinhas entre candidatos de partidos diferentes.

HONROU O PT
SE TEVE um nome que honrou as lutas do PT, seja como candidato à PMRB para cumprir um papel, ou como deputado na ALEAC; foi o do deputado Daniel Zen (PT). Natural, natural ser prioridade sua reeleição, no PT.

NOME SEDIMENTADO
FORA a deputada federal Jéssica Sales (MDB), que tem o nome consolidado e deverá ser a mais votada do Juruá; a briga pelos demais votos na região é feroz, e envolve os candidatos Orleilson Cameli (PDT), Keiliane Cordeiro (REPUBLICANOS) e Zezinho Barbary (PP).

NÃO VEJO OUTRO CENÁRIO
NÃO VEJO outro cenário dentro da federação PT-PV-PCdoB, que não seja a disputa entre os deputados federais Perpétua Almeida (PCdoB) e Léo de Brito (PT), por uma provável única vaga para a Câmara Federal.

FRASE MARCANTE
“A quem sabe esperar, o tempo abre as portas”. Ditado chinês.

Continuar lendo

Blog do Crica

A batalha decisiva por Rio Branco

Publicado

em

ATÉ DOMINGO, os candidatos a governador e a senador ainda vão arriscar campanhas em municípios do interior, mas a partir de segunda-feira até o dia da eleição, vão todos centralizar as suas agendas em Rio Branco. 

Não há outra estratégia, por ser a capital a detentora do maior e mais expressivo colégio eleitoral. Ganhar bem em Rio Branco, pode ser um passo importante para a vitória. E perder na capital, é um passo gigante para a derrota. Os grotões da capital costumam ser decisivos em eleições majoritárias; quando guiam numa direção, é como água de morro abaixo, ninguém segura.

Tudo pode acontecer nos poucos dias que antecedem a votação; ou também não acontecer nada, e se confirmar os resultados das pesquisas. Não há outra saída a não ser a de esperar o que vai dizer sua senhoria, a urna.

VOZ GERAL

CONVERSO muito com amigos políticos do Juruá, e todos afirmam que a entrada do Orleilson Cameli (PDT) de candidato a deputado federal de última hora, trouxe prejuízos à candidatura do Zezinho Barbary (PP), para a Câmara Federal, no reduto do Juruá, que se dividiu.

ROMANO GOUVEIA

É UM NOME que não aparece em muitos radares da política, mas não o coloquem fora da disputa por uma das vagas de deputado estadual, na chapa do PSD.

ESTÁ NA BRIGA

Não tirem deputada Meire Serafim (União Brasil) da briga por uma das vagas de deputada federal. Seu marido, prefeito Mazinho Serafim, sabe como poucos armar campanha para chegar no auge no dia da eleição.

PODE SER A GRATA SURPRESA

A jornalista Vânia Pinheiro (PL), conseguiu dar um cunho de amplitude à sua campanha a deputada estadual, e pode vir a ser a grata surpresa dentro da chapa do PL.

MDB NÃO FARÁ MAIS PESQUISA

O BLOG tem informação de que o partido não fará mais pesquisas para governador e senador, e vai concentrar os esforços financeiros para eleger deputados federais.

OUTRO QUE SE ARTICULOU

OUTRO que articulou bem a sua campanha, foi o ex-deputado Heitor Junior (PSD), que não se se reelegeu na eleição passada por causa da legenda, pois, teve uma votação expressiva. E, Heitor foi um bom parlamentar.

NEM OS MAIS OTIMISTAS

NEM o mais otimista da federação PT-PV-PCdoB ainda crê que a chapa poderá eleger dois deputados federais. A conta pragmática é eleger um para a Câmara Federal.

ELE QUER VOLTAR

QUEM quer voltar para a ALEAC é o ex-deputado Tarcísio Pinheiro (União Brasil), que desta feita montou uma campanha que o coloca brigando na chapa.  

AGORA É PARA VALER

A CANDIDATA a deputada, vereadora Michelle Melo (PDT), e Orleilson Cameli (PDT); que disputa uma vaga de deputado federal, são citados por quem conhece o colégio eleitoral de Plácido de Castro, como os mais votados nesta eleição no município. Ambos têm o apoio do prefeito Camilo, e ao que parece, agora é para valer.

LEVE E SOLTA

O CANDIDATO ao governo pela federação PT-PV-PCdoB, Jorge Viana, disse ontem ao BLOG fazer uma campanha alegre, leve e solta; e que, ele estará no segundo turno.

CAMPANHA DIVIDIDA

A SUA CAMPANHA foi dividida. Enquanto o JV faz campanha no interior, seu vice Marcus Alexandre (PT) faz uma varredura nos bairros da capital. Marcus é com sobra, o vice que mais soma votos nesta eleição.

MEU PIRÃO PRIMEIRO

EXPERIENTE de muitas campanhas, o deputado federal Flaviano Melo (MDB) diz ser esta a campanha mais enigmática e calada das quais participou. Falou que, nesta reta final cuida só de buscar votos à reeleição.

PERTINHO DE SABER

ESTAMOS bem pertinho de acabar a celeuma entre oposição e situação, sobre a eleição para governador, se decidir no primeiro ou no segundo turno.

CABEÇA POR CABEÇA

O CANDIDATO a deputado federal, José Adriano (PP), briga cabeça com cabeça pela provável segunda vaga para a Câmara Federal dentro do seu partido.

NÃO JOGARAM A TOALHA

NEY AMORIM (PODEMOS), Márcia Bittar (PL) e Vanda Milani (PROS), que possuem estruturas fortes, não jogaram a toalha e aumentaram a campanha para nesta reta de chegada, passar do líder das pesquisas, Alan Rick (União Brasil). A disputa será dura, até o dia da eleição.

CORRENDO POR FORA

CORRENDO por fora e com a convicção que pode ser a grande surpresa para o Senado, o candidato Jenilson Leite (PSB), aposta no voto surpresa para lhe eleger.

ENCERRAMENTO EMOCIONANTE

O CERTO é que teremos desta feita, uma disputa das mais emocionantes das últimas eleições para senador.

NÃO ENTRO NA DISCUSSÃO

Não entro na discussão se haverá ou não segundo turno para a disputa do governo, porque as urnas já estão entrando na passarela, para acabar de vez com a discussão que tomou conta desta eleição. E, também para dizer se as pesquisas eram certas ou fajutas.

DIFICILMENTE NÃO SERÁ

UMA DAS vagas de deputado federal no REPUBLICANOS, dificilmente, não ficará com o candidato Israel Milani, que chega nesta reta final com uma campanha redonda.

BOA OPORTUNIDADE

O ELEITOR terá mais uma boa oportunidade para avaliar o que os candidatos a governador pensam para o Acre, no debate da TV-GAZETA, no próximo dia 23. 

CAMPANHA COLADA

O CANDIDATO a deputado pelo PSD, Jeferson Pururuca, faz uma campanha colada com Raphael Bastos (MDB) a deputado federal e Márcia Bittar (PL) para o Senado.

NÃO SERÁ FUNDAMENTAL

A antecipação do início da votação para às 6 horas pode não ser tão fundamental, para diminuir o número de votantes. Quem está disposto, sairá de casa para votar.

VOZ DA EXPERIÊNCIA

O PROFESSOR Carlos Coelho, que coordenou várias candidaturas vencedoras, disse ontem ao BLOG não ter nenhuma dúvida que a eleição irá ao segundo turno.

COMPETÊNCIA TEM DE SOBRA

O ADVOGADO Sanderson Moura (PSOL), é um dos candidatos mais qualificados para o Senado. O seu adversário foi não estar em um partido que tivesse capilaridade em todo estado. Mas, enaltece a política.

FRASE MARCANTE

“Escreve na areia as faltas do teu amigo”. Pitágoras.

Continuar lendo

Blog do Crica

Balsa para Manacapuru, o simbolismo dos políticos derrotados e mandados ao exílio

Publicado

em

QUE ME LEMBRE, e lá se vão décadas, quem primeiro vi forjar nas suas crônicas do jornal “O RIO BRANCO” o simbolismo da Balsa para Manacapuru (município do interior do Amazonas), como transporte fluvial dos candidatos derrotados para fora do Acre (uma espécie de exílio), foi o saudoso advogado e cronista Aloisio Macedo Maia. Isso no início da década de setenta. Fomos companheiros de redação.

 Foi dele o jargão de que os derrotados iam na balsa ouvindo o “choro do surubim”. Quem é pescador sabe que o peixe surubim quando fisgado, costuma emitir um ruído como o som de suspiro de um choro. O certo é que a Balsa para Manacapuru entrou no registro histórico da política acreana. E ela, solene, silenciosa, altiva, já se aproxima para atracar no dia 2 de outubro no Porto da Gameleira, para pegar uma leva de políticos derrotados. 

A balsa não perdoa. Não adianta espernear. A entrada é obrigatória. Boa viagem para Manacapuru, senhores e senhoras derrotados.  E, até a próxima eleição.

APRENDAM DE VEZ

CONFIAR nos que têm mandatos no Executivo para garantir uma eleição de senador, deputado federal, deputado estadual, é uma roubada. Não existe nada mais difícil na política do que a transferência dos votos.

POLE POSITION

O DEPUTADO Manoel Moraes (PP) chega nesta reta final da eleição, com uma campanha redonda. Deve ser o mais votado em Xapuri, seu reduto eleitoral. E tem razão de ser o favorito no município, ninguém mais que ele fez discurso na ALEAC a favor da construção da ponte de Xapuri.  Moraes, estará entre os mais votados do PP.

SOUBE CONSTRUIR

CANDIDATURA a deputada estadual tem que ser linear no começo da campanha, meio e na reta final. E, foi o que conseguiu. Além de Xapuri, Manoel Moraes deverá ser muito bem votado na capital.

BRIGA DOS NÚMEROS

É FERRENHA a briga dos números das pesquisas internas dos partidos. Há consenso entre as lideranças da oposição de que o quadro não é este das pesquisas divulgadas, e que há clima favorável de segundo turno.

EXISTE PRECEDENTE

EXISTE um precedente recente das pesquisas não conseguirem registrar a voz rouca das ruas, a disputa para a PMRB, onde o Bocalom figurava como uma carta fora do baralho e quase se elege no primeiro turno.

CADA ELEIÇÃO É UMA ELEIÇÃO

Cada eleição é diferente, porque é disputada dentro de um outro contexto. Aguarde-se as urnas. Citei o caso da disputa da PMRB para mostrar, que existem pontos fora da curva. Quem podem aparecer ou não numa votação.

PUXA A FILA

QUEM DEVE encabeçar a corrida por uma vaga dentro do PP para deputado federal, é a Socorro Neri. A briga por uma provável segunda vaga embolou entre José Adriano, Gérlen Diniz, Zezinho Barbary e Samir Bestene.

DE DIFÍCIL PREVISÃO

PELA lógica das pesquisas o candidato a senador favorito para ganhar a eleição, é o Alan Rick (União Brasil), mas não se sabe o que pode acontecer no chamado “Dia D”, com adversários bem estruturados financeiramente, como os que disputam com ele a única vaga do Senado.

TAPINHA NAS COSTAS NÃO ELEGE

SE DE FATO o Palácio Rio Branco queria fazer do Ney Amorim (PODEMOS) senador, deveria ter entrado com a máquina estatal com mais vigor, é o que se viu foi mais tapinha nas costas, jogo de cena nos atos políticos, só que isso, numa eleição disputada; não soma votos necessários para eleger um candidato, que tem um adversário poderoso, que caiu na graça popular, como o deputado federal Alan Rick (União Brasil).

EMPENHADO E COLADO

PODE se acusar o Ney Amorim (PODEMOS) de qualquer coisa nesta eleição; menos de que não colou o nome do candidato do poder ao governo nos atos da sua campanha para o Senado. Teve um momento da campanha que colocou a sua candidatura em segundo plano. Vamos aguardar para ouvir a voz das urnas.

TEM MUITO QUE APRENDER

NA POLÍTICA, cada eleição é um aprendizado diferente. E, o senador Márcio Bittar (União Brasil) não assimilou isso. Ninguém mais do que ele trouxe recursos para o estado, e acabou abandonado pelo poder; não conseguindo emplacar a Márcia Bittar (PL) como vice e nem como a candidata ao Senado da máquina estatal.

EXPULSÃO CERTA

O melhor, que os prefeitos do PT que não estão apoiando o Jorge Viana (PT) ao governo podem fazer, é pedir desligamento do partido. Depois da eleição a expulsão por infidelidade partidária de todos é certa.

FRASE BASILAR

HÁ UMA FRASE pragmática e basilar do deputado federal Flaviano Melo (MDB) de que, em termos de recursos, um prefeito precisa mais de um deputado federal e um senador do que de um governador.

DIFÍCIL VIRAR

COM poucos dias para a votação, e com o Lula (PT) abrindo uma boa vantagem, como registrou ontem a pesquisa do DATA-FOLHA, tudo indica que a reeleição do presidente Bolsonaro está indo para o sal. Difícil virar.

MOSTROU FORÇA

QUEM mostrou força ontem com um ato na Praça do Juventus, foi o candidato a deputado estadual pelo PSD, Jeferson Pururuca. Briga na cabeça dentro da chapa.

CAMPANHA PORTENTOSA

TODOS os caminhos são no sentido do deputado Nicolau Junior (PP) sair desta eleição, como o mais votado para a ALEAC. Sua campanha está fincada do Juruá ao Alto Acre. 

BISA OS MANDATOS

O grupo do ex-prefeito Vagner Sales (MDB) deve bisar os mandatos da mulher Antônia Sales a deputada estadual; e da filha Jéssica Sales para deputada federal.

DEBATE NA AGULHA

O PRÓXIMO debate entre os candidatos a governador está marcado para o dia 27, na TV-GAZETA. A emissora deverá trazer um mediador de fora para a condução.

DETALHE PARA SER LEMBRADO

A mídia não elege ninguém, mas quando bem usada pode criar um perfil positivo do parlamentar, no meio da população. O Alan Rick (União Brasil) é um exemplo; qualquer ato do seu mandato de deputado federal divulgava nos mais variados meios de comunicação. Foi o melhor da bancada federal que soube se comunicar.

MASSA DE MANOBRA

NINGUÉM está sendo mais usado como massa de manobra por políticos nesta eleição do que os servidores terceirizados, votando teleguiados para não perderem os seus empregos.

FRASE MARCANTE

“O trabalho afasta de nós três grandes males: o tédio, o vício e a necessidade”. Voltaire.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.