Conecte-se agora

Acre não terá grandes cheias, mas sofrerá com frio de cinco graus

Publicado

em

O ano 2016 será o mais frio no Acre dos últimos 30 anos, prevê o meteorologista Davi Friale. Segundo o pesquisador, os frios mais intensos ocorrerão no mês de julho, quando a temperatura deve despencar. “Teremos frio abaixo de sete como sensação térmica abaixo de zero”, diz Friale.

“Esse é um ano que a gente espera frios intensos por conta de as águas do Oceano Pacífico estarem se normalizando. O fenômeno do aquecimento vai cessar por volta de março e aquele bloqueio que existiu durante todo ano de 2015 que não permitiu as entradas de massas de ar frio agora será retirado, não vai existir mais. Então nós esperamos que este ano haja frios intensos. A partir de abril as temperaturas já começam baixar. Agora, frios mesmo devem acontecer em junho e julho. Junho, julho e agosto serão os meses mais frios. Mas em julho é quando teremos as mais baixas temperaturas. Poderemos ter frios recordes abaixo de sete graus e com sensação térmica abaixo de zero devido os ventos que sopram do sudeste vindos da Antártida”, afirma.

Por outro lado, Friale informa que o Acre não sofrerá com as grandes enchentes este ano e o rio Madeira não deixará o Acre isolado. Ele prevê transbordamentos normais em Tarauacá e Cruzeiro do Sul, mas nada de alarmante, normal para o período chuvoso.

“Em relação as enchentes no rio Acre e no rio Madeira é quase zero. No Madeira e posso afirmar que é zero, não haverá enchente. Talvez haja alguma alagação de pequenas proporções em Tarauacá e Cruzeiro do Sul. Em Sena Madureira também não haverá alagação. O rio Acre está, hoje, com um nível muito baixo. Ele pode até transbordar, mas seria um transbordamento normal de todos os anos. Na de preocupação porque esse ano nós não teremos as enchentes que tivemos como as de 2012 e 2015”, conclui.

Anúncios

Destaque 3

Lotes da CoronaVac são levados ao setor de Imunização e Rede de Frio no Acre em Rio Branco

Publicado

em

A carga que trouxe mais de 40 mil doses da vacina CoronaVac, que será utilizada no combate aos efeitos da Covid-19, chegou por volta das 6h15 desta terça-feira, 19, ao aeroporto internacional de Rio Branco. De lá, seguiu num longo comboio até a Divisão Estadual de Imunização e Rede de Frio, também na capital acreana.

Equipes da secretaria estadual de saúde (Sesacre), Ministério da Saúde, do governo do Acre, Polícia Militar, Federal e Rodoviária Federal acompanharam a escolta durante o percurso.

Informações preliminares apontam que uma carga da vacina será encaminhada a Sena Madureira ainda nesta terça-feira por meio de transporte aéreo.

Uma coletiva está marcada para ocorrer na manhã de hoje no Pronto-Socorro de Rio Branco, onde haverá a vacinação da primeira profissional de saúde do estado.

Assim que chegou ao destino com as vacinas, o governador Gladson Cameli pediu que as pessoas não percam a fé. “Não tem vacina para todo mundo ainda, mas estamos iniciando. É com fé, união e parcerias que movemos montanha”, disse.

Continuar lendo

Destaque 3

Vacina começa a ser repassada ainda na manhã desta terça-feira (19) aos municípios acreanos

Publicado

em

Três profissionais de saúde serão vacinados contra a Covid-19 na cidade de Rio Branco como símbolo do início da campanha para imunizar a população do Acre. Além deles, idosos que vivem em abrigos serão imunizados para marcar o início da campanha no Estado.

Em seguida, as caixas com a vacina serão levadas para os municípios.

O imunizante tem de ser mantido a –2 graus centígrados e o Programa Estadual de Imunização já tem tudo pronto para iniciar o repasse deste 1o lote às prefeituras do Acre.

O governador Gladson Cameli lamentou que neste momento a vacina não é suficiente para todos mas assegurou que a população será imunizada e que o Acre irá vencer a Covid-19.

Continuar lendo

Destaque 3

Avião da FAB que traria vacina nesta segunda não decola de Manaus devido ao mau tempo

Publicado

em

O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que iria desembarcar por volta das 23 horas desta segunda-feira, 18, em Rio Branco (AC) com as 41 mil doses da CoronaVac irá se atrasar devido ao mau tempo no Acre.

Segundo o Governo do Acre, o voo que chegaria com as vacinas não decolou de Manaus (Amazonas), como previsto.

Em Nota, o Governo informou que tão logo tenha informações precisas, o novo horário de pouso da aeronave será divulgado.

A coletiva de imprensa que estava marcada para às 8h desta terça-feira, 19, também foi adiada.

Continuar lendo

Destaque 3

Acre recebe vacinas contra Covid-19 e já deve enviar ao interior nesta segunda-feira

Publicado

em

O governador Gladson Cameli recebeu no início da manhã desta segunda-feira, 18, em São Paulo, as doses da vacina Coronavac contra a Covid-19 no centro de logística e distribuição do Aeroporto de Guarulhos.

O Acre recebeu doses proporcionais à população. Serão vacinados já nesta semana aqueles que compõem a Fase I do Plano Nacional de Imunização. Nesta primeira leva, o Acre recebe 41 mil doses da vacina.

O secretário estadual de saúde, Alysson Bestene, garante que toda a logística já está toda montada e os profissionais estão aguardando. “Dependendo da hora que chegar em Rio Branco, nós vamos começar a fazer a distribuição para o interior do Acre, onde todos os municípios serão atendidos, em parceria com as prefeituras, para a imunização do povo acreano”.

Segundo o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, todas as seis milhões de doses adquiridas pelo governo federal por meio do Instituto Butantan serão distribuídas ainda nesta segunda para todos os estados e a vacinação dos grupos que compreendem a primeira fase está autorizada já a partir das 17 horas, no horário de Brasília.

Já estão aptos a receber a vacina no estado 244 pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas, 12.815 indígenas e 6.343 profissionais da saúde, totalizando 19.402 pessoas na primeira fase.

O governo do Acre deixou claro que possui seringas em estoque, locais para armazenamento das doses e plano de imunização prontos, esperando apenas o envio das vacinas pelo governo federal. Com a Coronavac, o plano é adquirir 700 mil doses da vacina e imunizar 350 mil pessoas. Já com a vacina da Oxford, a aquisição será de 500 mil doses e o plano é imunizar 230 mil pessoas.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas