Menu

Deputada chama coligação de Márcio Bittar de “quadrilha” e denuncia compra de votos

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

As declarações inesperadas da deputada federal Antônia lúcia (PSC), derrotada nas urnas nas eleições deste ano, sobre a existência de uma suposta quadrilha que operava nos bastidores da coligação Por um Acre Melhor, para tentar extorquir os candidatos proporcionais que disputavam cadeiras na Câmara dos Deputados, causou estragos nos partidos de oposição no Acre.


Sem citar o nome do candidato ao governo do Acre, Márcio Bittar (PSDB), Antônia Lúcia diz que chegou a ser procurada por supostos emissários da coligação que pediam uma determinada quantia em dinheiro, para viabilizar uma lista de compra de votos. De acordo com a deputada, estas pessoas também teriam garantido eleger sua filha Gabriela Câmara, em troca de dinheiro.


Por não ter aceitado as condições impostas pela “quadrilha”, Antônia Lúcia disse que passou a ser boicotada nos eventos da coligação oposicionista, passando a participar apenas no encerramento dos eventos promovidos pelos 10 partidos que compõem a coligação Por um Acre Melhor. A deputada acredita que não conseguiu se reeleger porque foi expurgada do grupo de candidatos.

Publicidade

Chefe do MPAC requer apuração – O procurador-chefe do Ministério Público do Acre (MPAC), Oswaldo D’Albuquerque, encaminhou as denúncias feitas pela deputada federal Antônia Lúcia (PSC) contra a coligação ‘Unidos por um Acre melhor’, que tem Márcio Bittar (PSDB) como candidato a governador.


Os possíveis crimes eleitorais denunciados pela parlamentar serão investigados pela Procuradoria Regional Eleitoral e Promotorias Eleitorais da Capital.


O MP informou, também, que Antônia Lúcia foi notificada para depor sobre a denúncia de crime eleitoral, mas se ofereceu para depor, antes de receber o comunicado do MP. O depoimento durou 1h30m, e foi colhido pela Procuradoria Regional Eleitoral e Promotorias Eleitorais da Capital, que vão ouvir as pessoas acusadas para poder decidir sobre a denúncia.


Marcio e Antonia Lucia 700


 Procurado pela reportagem, o candidato ao governo do Acre, Márcio Bittar, que estava em campanha pelo Alto Acre, preferiu não se pronunciar, mas o deputado federal eleito pelo PSDB, Major Rocha fez a vez de porta voz do candidato majoritário .


“Acredito que  o candidato Márcio Bittar não tem que apresentar declaração nenhuma. A deputada Antônia Lúcia fez uma denúncia vazia. Ela tem que dar nome aos bois e mostrar as provas que tem. Por que a deputada não apresenta nomes? É uma denúncia no mínimo irresponsável. Até nós queremos saber quem são estas pessoas desta quadrilha denunciada por ela”, finaliza Rocha.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido