Conecte-se agora

Corpo de Eduardo Campos é velado em Pernambuco

Publicado

em

 Pedro Ladeira-Folhapress.


Pedro Ladeira-Folhapress.

Por volta de 2 horas desta madrugada, o corpo de Eduardo Campos chegou ao Palácio do Campo das Princesas, sede do governo de Pernambuco, onde será realizado o velório de Campos e também do jornalista Carlos Percol e do fotógrafo Alexandre Severo Gomes da Silva. Na chegada, as pessoas que aguardavam em frente ao palácio bateram palmas e gritavam “justiça, justiça”.

Os caixões foram retirados de cima dos caminhões do Corpo de Bombeiros e colocados lado a lado. Nos últimos metros do trajeto, os filhos de Campos que estavam em cima do caminhão puxavam o grito “Eduardo guerreiro do povo brasileiro”, acompanhados por aplausos e gritos eufóricos de centenas de pessoas.

A pedido de Renata Campos a cerimônia não terá nenhum momento íntimo, com a presença apenas de familiares e amigos próximos do ex-governador, e será totalmente aberta ao público.

Está prevista uma missa campal comandada pelo arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, para as 10h de domingo. Às 17h, o corpo de Eduardo Campos seguirá para o cemitério de Santo Amaro, onde será enterrado ao lado do jazigo de seu avô, o ex-governador Miguel Arraes (1916-2005).

Centenas de pessoas já estavam em frente ao palácio do Campo das Princesas no início da noite de sábado (16). Trouxeram faixas e cartazes e entoavam cânticos religiosos citando o ex-governador.

Há inúmeras coroas de flores dentro e fora da sede do governo, além de telas pintadas com o rosto de Eduardo Campos. Em destaque estão as coroas enviadas pelo ex-presidente Lula Inácio Lula da Silva e pela ex-primeira-dama Marisa Letícia. Os governos dos EUA e do Canadá também mandaram adornos.

A expectativa é que 120 mil pessoas acompanhem o velório e a missa. Três telões foram instalados fora do palácio para transmitir a cerimônia ao público que eventualmente não conseguir entrar.

Pouco depois das 22h, um grupo de cerca de 300 pessoas chegou ao palácio do Campo das Princesas com fotos das vítimas e velas.

Cantavam o hino de Pernambuco e gritavam: “Eduardo presente agora e sempre” e “Eduardo, guerreiro do povo brasileiro”.

A desempregada Mauricea de Azevedo, 54, chegou ao palácio às 14h e disse que ficaria até o fim do velório. Com duas bandeiras –uma, de Campos; outra, de Miguel Arraes–, ela passou o dia debruçada sobre a grade que separa o público da área reservada para a missa.

“Eduardo e Arraes entraram pela porta da frente deste palácio e saíram no caixão”, disse. “Quero ficar o mais próximo possível”, completou. Em suas mãos, um álbum com fotos de Campos. “Até agora a ficha não caiu.”

A CHEGADA NO RECIFE

Foi ao lado de Marina Silva que Renata Campos, viúva do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, recebeu neste sábado (16) os restos mortais do marido, na base aérea do Recife. Todos os filhos –inclusive o caçula Miguel, de sete meses– acompanharam a mãe.

Apu Gomes-Folhapress

Apu Gomes-Folhapress

Às 23h05 chegaram as caixas fúnebres de Campos e dos três integrantes de sua campanha mortos no acidente aéreo que serão velados na capital de Pernambuco: o jornalista Carlos Percol, o fotógrafo Alexandre Severo Gomes da Silva e o cinegrafista Marcelo de Oliveira Lyra.

Renata e os cinco filhos ficaram à espera da aeronave na pista de pouso, dentro de um ônibus disponibilizado pela Infraero. Junto com a família, estava Marina Silva.

A mãe de Campos, Ana Arraes, e Guel Arraes, tio do ex-governador de Pernambuco, também aguardavam na pista a saída do caixão de Campos do avião da FAB, o que aconteceu pontualmente às 23h15.

Os filhos de Campos vestiam uma camiseta amarela com a frase com que ele encerrou sua entrevista no Jornal Nacional, da TV Globo, um dia antes de morrer: “Não vamos desistir do Brasil”. Renata e Ana Arraes, assim como o bebê Miguel, vestiam roupas claras.

APLAUSOS

Sob aplausos, o caixão de Campos foi levado a um caminhão do Corpo de Bombeiros com ajuda dos dois filhos mais velhos, João Henrique e Pedro.

O caixão de Percol e Severo foram colocados, também sob aplausos, em um outro caminhão dos Bombeiros. Lyra, que não será velado no palácio do Campo das Princesas, foi levado por um carro funerário.

O cortejo fúnebre saiu perto da meia-noite de domingo (17) com destino à sede do governo.

O corpo de Pedro Valadares, ex-deputado federal e assessor pessoal de Campos, também estava no voo para o Recife. Após a parada em Pernambuco, seus restos mortais seguiram no avião da FAB para Aracaju. Ele será velado em Simão Dias (SE), sua cidade natal.

O cortejo percorreu as ruas do Recife até o palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual. É ali que três dos corpos serão velados até o fim da tarde deste domingo (17). Apenas Lyra, por escolha da família, terá o velório realizado no cemitério Morada da Paz.

Nas ruas em torno do aeroporto, dezenas de pessoas esperavam na calçada a passagem dos caminhões.

 

Anúncios

Acre 01

Empresário Marcello Moura diz que “toque de recolher” é uma medida necessária

Publicado

em

Presidente da Acisa diz que momento é de cautela para evitar prejuízos ao comércio e o colapso do sistema de Saúde

O presidente da Associação Comercial (Acisa), Marcello Moura considera necessária a medida anunciada pelo governador Gladson Cameli, na manhã desta sexta-feira, 22, sobre o início do “toque de recolher” das 22h às 6h.

Para Marcello Moura, com o avanço dos casos e das mortes, é preciso que medidas sejam tomadas, para evitar o colapso do sistema de Saúde.

“É uma medida que, no primeiro momento, parece ser ruim para alguns setores do comércio, mas quando levamos em consideração o aumentos dos casos de Covid-19, percebemos que o momento é de medidas que possam contribuir para diminuir o contágio. Nós acreditamos que, todos unidos, logo estaremos retornando à normalidade”, afirmou.

Afirmando que o momento é de união de todas as entidades e o Poder Público, para evitar um colapso do Sistema de Saúde, Marcello Moura lembra que é preciso agir agora, para evitar mais prejuízos ao comércio.

“Já temos o início da vacinação. Mas tudo está apenas começando. Precisamos nos unir e buscar alternativas para evitar prejuízos aos comerciantes e a nossa economia. Com a colaboração de todos, tenho certeza que em breve estaremos com nosso comércio funcionando dentro da normalidade”, disse.

Continuar lendo

Acre 01

Sargento bolsonarista diz que vai praticar tiro ao alvo na cabeça de “esquerdopatas” do Acre

Publicado

em

O acreano Marcos Pires, sargento aposentado do Exército Brasileiro, usou as redes sociais para ameaçar os acreanos que irão participar neste sábado, 23, de um protesto a favor do impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), nas proximidades da Uninorte, marcado para às 15 horas.

A ameaça foi feita em uma publicação na página do ac24horas, que informava o local e a data do protesto. Marcos Pires acabou virando notícia ao ameaçar que iria praticar “sua mira na cabeça de manifestantes”.

“Vou praticar tiro ao alvo em movimento na cabeça de esquerdopatas”, escreveu.

Nas redes, Marcos Pires compartilha materiais de apoio ao uso da hidroxicloroquina em casos da Covid-19, na qual ainda não existe evidência comprovada para o tratamento da doença e demonstra ser um grande fã e apoiador do presidente Jair Bolsonaro.

Ao ac24horas, a assessoria do 4º Bis informou que só iria se manifestar via e-mail ou ofício. O ac24horas tentou contato com Marcos Pires pela mesma rede social, porém não conseguimos um posicionamento acerca de suas declarações nas redes sociais. O espaço está aberto, caso queira expor sua versão dos fatos.

Continuar lendo

Cotidiano

Em fase vermelha, Brasiléia adota medidas para conter avanço de casos de Covid-19

Publicado

em

A Prefeitura de Brasiléia e a Secretaria Municipal de Saúde tem buscado soluções para tentar conter o avanço do novo coronavírus, o número de casos, internações e mortes pela doença que nos últimos dias ligou o alerta em todo o Acre, fazendo com que a regional do Alto Acre regredisse para a faixa vermelha. 

A mudança de faixa foi anunciada em uma coletiva pelo governador Gladson Cameli na sexta-feira, 22, segundo os dados do Comitê Especial de Acompanhamento da pandemia no estado. 

Na fase vermelha, o município de Brasiléia terá que seguir as medidas cautelares e preventivas, conforme publicada no Diário Oficial do Acre na próxima segunda-feira (25), para evitar a proliferação do vírus, protegendo e salvando a vida dos munícipes, permitindo apenas o funcionamento das atividades essenciais. 

Entre as ações de contenção e combate ao coronavírus a equipe da Vigilância em Saúde estará realizando uma blitz de conscientização na cidade, verificando se os estabelecimentos estão seguindo os protocolos de saúde e segurança no trabalho conforme a Organização Mundial de Saúde.

Durante a entrevista para à rádio CBN de Rio Banco, o secretário municipal de Saúde, Joãozinho Melo, destacou que o sistema de saúde e o Hospital Regional do Alto Acre estão com uma grande demanda de casos.

“Tudo que for necessário para diminuir o alto índice de contaminação nós iremos fazer. Tenho certeza que todos os municípios da regional vão fazer sua parte também para conter a pandemia, é muito importante que a população tenha consciência e faça a sua parte, essa não é apenas uma responsabilidade do poder público e sim de cada cidadão”, afirmou.

O Secretário de saúde alertou ainda para a importância do uso de máscara em todos locais de acesso público que é obrigatório, o respeito ao distanciamento entre as pessoas, lavar as mãos, usar álcool em gel e evitar aglomerações.

Continuar lendo

Destaque 3

Academias podem voltar a fechar após inconstitucionalidade apontada pelo MPAC

Publicado

em

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) ingressou com Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) à Lei Municipal de Rio Branco n. 2.373, de 05 de novembro de 2020, que estabeleceu a prática de atividade física e exercício físico, orientados por profissionais da área da Educação Física como essenciais em tempos de crises ocasionadas por pandemias ou endemias.

O órgão afirma não tem o objetivo de determinar o fechamento de academias de ginástica, estabelecimentos afins ou espaços públicos destinados às práticas de exercício físico, mas dar fiel cumprimento à Constituição Federal e à Constituição do Estado do Acre, além da legislação em vigor, que estabelecem que tal matéria é afeta exclusivamente ao Poder Executivo, e mesmo assim, nos termos da jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF), observando critérios técnicos, científicos e a orientação das autoridades de saúde pública, no caso específico de cada situação.

“Não podendo ser estabelecido de forma aleatória, sem qualquer fundamentação ou critério, principalmente, através de lei de iniciativa parlamentar, como ocorreu”, acrescenta o procurador-geral adjunto Sammy Barbosa Lopes.

O objetivo é proteger a sociedade no período atual de pandemia de Covid-19. “E, ao mesmo tempo, cumprir as orientações técnicas, científicas e das autoridades de saúde pública, conforme determina o STF em diversos julgados recentes. Mas, sobretudo, visa efetivar direitos fundamentais assegurados expressamente no texto da Constituição Federal, tais como o direito à vida e o direito à saúde”, ressalta.

Fonte: Ascom/MPAC

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas