Conecte-se agora

Imprensa brasileira cobriu mal a Copa em seu País

Publicado

em

A imprensa brasileira sempre colocou a Alemanha como favorita ao título da Copa. E acertou! Mas a mídia foi mal na avaliação do Brasil para sediar o megaevento e meia-boca na hora de dizer sobre os rumos da seleção brasileira durante a competição.

A mídia nacional até que tentou consertar durante a competição dos deslizes que teve pré-evento com relação à infraestrutura para receber o torneio, mas já era tarde.

Ela mostrou incapacidade de cruzar dados básicos, como, por exemplo, que os aeroportos não teriam tanto caos assim já que os voos de negócios no Brasil simplesmente não existiriam – e 80% deles é que movimentam os terminais aeroportuários. Portanto, os turistas poderiam ocupar facilmente essa janela. A conta era simples e as próprias companhias falavam disso desde o início do ano.

Achava que não teria hospedagem para todo mundo, quando, na verdade, o problema maior eram os preços proibitivos cobrados pelos hotéis, que acabaram abaixando o valor da diária antes do Mundial.

Com relação à segurança, não conseguiu apontar com clareza quais seriam os riscos reais para os turistas. Preferiu colocar no mesmo saco a violência produzida em comunidades controladas pelo tráfico e pela banalidade que nem o Estado nem o turista tem o menor interesse de ir – embora o Estado tivesse obrigação disso.

Sobre os estádios, era claro que seriam entregues a tempo porque se tratavam de projetos mais óbvios. Sem arenas não tem Copa. Nesse item até quase acertou apontando os problemas deles, apesar de prontos, pouco antes da realização dos jogos.

Também quase acertou ao relacionar o descalabro dos projetos de mobilidade inconclusos nas cidades-sede, mas não conseguiu separar o que era discurso eleitoreiro e o que de fato seria importante fazer para a Copa e o seu legado.

O resultado da Alemanha sobre a Argentina na finalíssima do Mundial é fruto de um trabalho longo e árduo, desde a desclassificação prematura na Eurocopa de 2000. A mídia sabia disso. Resolveu no final da Copa colocar o assunto na capa dos portais de notícias e nos jornais, até para mostrar o caminho que a seleção brasileira pode tomar para voltar a vencer.

Já a cobertura do dia a dia da equipe do Brasil foi mais uma vez ufanista, com pouco apontamento crítico e muito oba-oba. E veio a primeira partida em que foi mal, a segunda pior ainda e na terceira, jogou com um cachorro morto chamado Camarões. Nas oitavas, quase foi eliminado. Nas quartas, jogou com uma amedrontada Colômbia (não sei de quê!).

Depois, vieram às falhas contra a Alemanha e a Holanda de um time medíocre, de jogadores idem, e de um esquema tático arcaico. Descoberto isso ao vivo, sem cortes, resolveu dar o nome aos bois. E sair do ridículo discurso “sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor”.

O jornalismo tupiniquim só se salvou na cobertura do chamado “servição”, de como chegar ao estádio e onde assistir, o movimento das torcidas, os boletins de ocorrência corriqueiros de furtos, brigas entre torcedores e cambistas – talvez tenha se saído bem aqui porque se livrou de ideologias e pieguices.

Seria bom a imprensa brasileira repensar a cobertura da Copa no Brasil. Vem aí os Jogos Olímpicos Rio 2016. Quem sabe passamos a errar menos para os nossos leitores, telespectadores e ouvintes.

Anúncios

Cotidiano

Ministério da Agricultura suspende licença de pescador no Acre e outros Estados

Publicado

em

Secretaria de Aquicultura e Pesca (SAP), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), publicou nesta quinta-feira (4) a Portaria SAP/MAPA nº 67/2021, que suspende 769 licenças de pescador profissional, por até 60 dias, no Distrito Federal e em 11 estados (Acre, Amazonas, Amapá, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba e Santa Catarina).

A suspensão ocorre após a identificação de fortes inconsistências e indícios de irregularidades nas licenças. No Acre, uma licença foi suspensa.

A portaria é fruto do trabalho conjunto da SAP com a Polícia Federal, INSS, Dataprev, Secretaria Especial de Previdência e Trabalho (SEPRT/ME) e Caixa Econômica Federal, no combate às irregularidades no Registro Geral da Atividade Pesqueira – RGP e no seguro-defeso.

Todos os suspensos terão direito à ampla e plena defesa e podem apresentar recurso administrativo no prazo de dez dias úteis, a contar do dia 10 de março, data em que a portaria entra em vigor.

“Seguimos juntos com interlocução e cooperação entre os órgãos do Governo Federal para garantir o respeito ao setor pesqueiro e o protagonismo dos verdadeiros pescadores”, destaca a coordenadora-geral de Registro da Aquicultura e da Pesca, Juliane Arnaud.

Veja a portaria: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-sap/mapa-n-67-de-3-de-marco-de-2021-306518567

Continuar lendo

Cotidiano

Lista de espera do Prouni do 1º semestre de 2021 está disponível para consulta

Publicado

em

A lista de espera do Programa Universidade para Todos (Prouni) do 1º semestre de 2021 está disponível na página do programa. Prevista para sair na sexta-feira (5) a divulgação da lista foi antecipada para o final da tarde de hoje (4), segundo o Ministério da Educação (MEC).

O prazo para os pré-selecionados comprovarem as informações da inscrição continua o mesmo: de 8 a 12 de março. Os documentos para comprovação devem ser entregues na instituição para a qual o estudante foi pré-selecionado. A instituição precisa entregar ao estudante o protocolo de recebimento da documentação.

“O candidato deve ficar atento quanto à exigência de entrega de documentos adicionais, caso seja julgada necessária pelo coordenador do Prouni na instituição. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará na reprovação do candidato”, diz nota do MEC.

O Prouni é um programa de acesso ao ensino superior que oferece bolsas de estudo integrais, ou parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade, para estudantes de baixa renda.

O programa deste semestre utilizou as notas da edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019 por causa da alteração na data do exame de 2020 em decorrência da pandemia de covid-19. A seleção do Prouni para o 2º semestre de 2021 utilizará a nota do Enem de 2020.

O Prouni recebeu 599.223 inscrições no 1º semestre deste ano, sendo que cada candidato pode escolher até duas opções de curso. Foram ofertadas bolsas para 13.117 cursos de graduação em 1.031 instituições privadas de ensino superior no país. A oferta foi de mais de 162 mil bolsas de estudo.

*Com informações do MEC

Continuar lendo

Cotidiano

Mulheres gastam o dobro do tempo de homens com afazeres domésticos no Acre

Publicado

em

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)n apresentou nesta quinta-feira (4) a segunda edição do estudo Estatísticas de gênero: indicadores sociais das mulheres no Brasil, com informações fundamentais para análise das condições de vida das mulheres no Acre.

Segundo esse estudo, no Acre, em 2019, as mulheres dedicaram aos cuidados de pessoas ou afazeres domésticos quase o dobro de tempo que os homens: 20,4 horas contra 11,0 horas.

A sistematização de indicadores sociais que retratam a sociedade acreana e subsidiam a formulação de políticas públicas é agenda permanente de trabalho do IBGE, tendo como base a produção de relatórios sociais, cujo eixo estruturador são as persistentes desigualdades sociais evidenciadas nos mais distintos aspectos da vida da população. Essa trajetória se pauta pela análise e discussão da qualidade de vida das pessoas, da realização de direitos, da equalização de oportunidades e da universalização da cidadania.

O recorte por cor ou raça indica que as mulheres pretas ou pardas estavam mais envolvidas com os cuidados de pessoas e aos afazeres domésticos, com o registro de 21,3 horas semanais em 2019, ante 19,2 horas para mulheres brancas.

Para os homens, contudo, o indicador pouco varia quando se considera a cor ou raça ou região. Mesmo para as mulheres que se encontram ocupadas, o seu maior envolvimento em atividades de cuidados ou afazeres domésticos tende a impactar na forma de inserção delas no mercado de trabalho, que é marcada pela necessidade de conciliação da dupla jornada entre trabalho remunerado e não-remunerado.

Continuar lendo

Cotidiano

Rios apresentam vazante, mas preocupa Defesa Civil: “momento é de observação”

Publicado

em

O relatório de inundação da Defesa Civil do Acre, publicado nesta quinta-feira (4) indica que o nível dos rios continuam apresentando vazante, porém, de modo instável.

O Rio Acre, em Rio Branco, diminuiu em 74 cm seu nível de água; o Purus em 68; o Iaco em 66 e o Tarauacá em 46 cm. Por outro lado, houve aumento no nível das águas do Rio Juruá, 11 cm; e do Envira, 23cm.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil Estadual, coronel Eudemir Bezerra, a maioria dos rios está abaixo da cota de alerta, com exceção do Juruá, que está acima da cota de alerta e abaixo da cota de transbordamento; e do Iaco, que está acima da cota de transbordamento.

“O momento agora é de observação, assim que tivermos certa segurança de que não teremos novas cheias, aí entramos com a fase de limpeza, recuperação e reconstrução”, destacou o coordenador.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas