Conecte-se agora

Senador critica favorecimento do Acre no Mais Médicos

Publicado

em

O Amapá pediu 129 médicos e só recebeu dez, coisa de 7%. Já o Acre solicitou 184 e ficou com cinquenta até agora (27%).

O colunista Lauro Jardim, responsável por editar a página Radar Online, do site da Revista Veja na internet, publicou nesta segunda-feira, 30, a informação de que o senador do Amapá, Randolfe Rodrigues (PSOL) criticou o governo federal por priorizar o envio de profissionais do Programa Mais Médicos para o Acre em relação ao seu Estado.

De acordo com Lauro Jardim, a liderança do PSOL no Senado procurou saber a quantas anda o xadrez do Mais Médicos pelo país e levantou no Ministério da Saúde o número de profissionais requisitados e quantos foram enviados para cada estado até agora.

O Amapá pediu 129 médicos e só recebeu dez, coisa de 7%. Já o Acre solicitou 184 e ficou com cinquenta até agora (27%).

Segundo o jornalista, Randolfe Rodrigues não gostou da situação e atribui o caso a perseguição política.

“Qual a diferença entre o Acre e o Amapá, se ambos estão entre os estados mais carentes de médicos? A diferença é que o Acre é governado pelo PT e recebe o que pede, e o governador do Amapá é do PSB. A diferença é só esse”, disse o senador que nas ultimas eleições esteve no Acre pedindo voto para o candidato da Frente Popular a Prefeitura de Rio Branco, Marcus Viana.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas