Conecte-se agora

O Adeus ao combativo Hélio Saraiva, ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Acre

Publicado

em

Hélio Saraiva faleceu às 06h20, desta quarta-feira, na UTI do Pronto Socorro, aos 77 anos, em decorrência de falência múltipla de órgãos. Ele sofria com diabetes e problemas renais.

Natural de Manuel Urbano, o conselheiro aposentado do Tribunal de Contas do Estado atuou na instituição durante 16 anos, entre 1989 e 2005, ano em que se aposentou.

Ele foi indicado para o cargo pelo então governador do Acre, Flaviano Melo. Mas antes também foi Procurador Geral do Estado, nomeado pelo na época governador Nabor Junior.

Formou-se em direito pela Universidade Federal do Acre. Foi advogado da União, e nos anos de 1970 ganhou notoriedade por advogar na causa agrária.

Na Procuradoria do Estado, atuou na comissão tripartite, em parceria com o IBGE, nas discussões sobre a demarcação dos limites territoriais entre o Acre, o Amazonas e Rondônia. Conhecedor do tema, Hélio Saraiva era defensor ferrenho da inclusão das vilas Extrema e Califórnia ao território Acre.

Era também conhecido por gostar de debates e ser combativo na defesa de suas ideias. “Era um conselheiro de opiniões fortes e às vezes até extremas. O Acre perdeu”, disse o conselheiro aposentado, Isnard Leite, que foi colega de trabalho de Saraiva.

No velório do conselheiro, na sede do TCE, amigos, familiares e autoridades do Acre deram o seu Adeus.

“Esse é um momento que a gente deve estar junto da família. Sempre foi crítico, duro nas suas posições e não arredou em nenhum momento de lutar por dias melhores por nosso estado”, disse o Presidente do TCE no Acre, Ronald Polanco.

“Ele era um estudioso sobre o Acre. Antes de ele morrer eu conversava com ele assuntos de geografia e perguntava a ele: pai como é que o senhor sabe tanto desse assunto? Ele me respondia humildemente: Eu estudei sobre isso minha filha”, diz emocionada Hélida, uma das filhas de Saraiva.

O conselheiro aposentado era casado com Ercilda Araújo de Freitas. Ele era pai de Heleane, Helen, Hélida e Junior.

O corpo dele será sepultado nesta quinta-feira, no cemitério São João Batista, às 15h.

Luciano Tavares, da redação de ac24horas
[email protected]

Cotidiano

Sine do Acre oferta 27 vagas de emprego nesta sexta-feira em Rio Branco

Publicado

em

O Sistema Nacional de Empregos do Acre (Sine), está disponibilizando 27 vagas de emprego para várias áreas em Rio Branco, nesta sexta-feira, 30.

As oportunidades de trabalho são rotativas, ou seja, são divulgadas para o dia, podendo ou não estar mais disponíveis para a data seguinte. O atendimento está sendo feito exclusivamente via telefone, mas presencialmente continua sendo na Organização em Centros de Atendimento (OCA).

Para se candidatar, é necessário que o candidato esteja com o cadastro atualizado. Aqueles que precisam fazer o registro na instituição, devem ter em mãos os seguintes documentos: Carteira de Trabalho, Identidade/CPF, Título de Eleitor, comprovante de escolaridade e de endereço.

O cidadão poderá verificar se a vaga ainda está disponível através dos telefones (68) 3224-5094 (68) 3224-1519, (68) 3223-6502 ou (68) 0800 647 8182.

Continuar lendo

Cotidiano

Tempo será seco e ensolarado com noite fria nesta sexta-feira no Acre

Publicado

em

A incursão de ar polar deixa o tempo firme, seco, com sol, nuvens e ventilado nesta sexta-feira, 30, no Acre. Os termômetros marcam a máxima de 30°C na maioria dos municípios.

Não chove em Rio Branco, Brasileia e Sena Madureira, que terão ventos soprando ininterruptamente entre fracos e moderados. Já em Cruzeiro do Sul e Tarauacá tem a probabilidade de chuvas pontuais.

Temperaturas:

– Rio Branco, Senador Guiomard, Bujari e Porto Acre, com mínimas oscilando entre 17 e 19ºC, e máximas, entre 28 e 30ºC;

– Brasileia, Epitaciolândia, Xapuri, Capixaba, Assis Brasil e Santa Rosa do Purus, com mínimas oscilando entre 17 e 19ºC, e máximas, entre 29 e 31ºC;

– Plácido de Castro e Acrelândia, com mínimas oscilando entre 17 e 19ºC, e máximas, entre 28 e 30ºC;

– Sena Madureira e Manuel Urbano, com mínimas oscilando entre 18 e 20ºC, e máximas, entre 28 e 30ºC;

– Tarauacá e Feijó, com mínimas oscilando entre 18 e 20ºC, e máximas, entre 29 e 31ºC;

– Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves, com mínimas oscilando entre 19 e 21ºC, e máximas, entre 26 e 28ºC;

– Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Jordão, com mínimas oscilando entre 18 e 20ºC, e máximas, entre 27 e 29ºC.

Continuar lendo

Cotidiano

Inmet emite alerta laranja no Acre de perigo de tempestade com ventos e queda de granizo

Publicado

em

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) o estado do Acre está em alerta laranja de perigo com chances de tempestade, até a manhã da sexta-feira, 30. O aviso foi publicado nesta quinta-feira, 29.

Além disso, a previsão aponta chuvas entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos de 60 a100 km/h e queda de granizo, além do corte da energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos.

Nos casos de emergência, é preciso entrar em contato com a Defesa Civil, no telefone 199 ou com o Corpo de Bombeiros, no 193.

Continuar lendo

Cotidiano

Prefeitura de Rio Branco é multada por não resolver irregularidades em escola rural

Publicado

em

Uma multa imposta a prefeitura de Rio Branco foi mantida pela 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Acre devido o descumprimento da administração municipal em resolver irregularidades na Escola Municipal Rural Rio Branco da Capela.

De acordo com a Ação Civil Pública, o local funciona como um espaço alternativo da Escola Terezinha Migueis, mas não há o fornecimento regular de alimentação com o cardápio elaborado por nutricionista. Além disso, existe a necessidade de adequações estruturais, obtenção de alvará sanitário e certificado do Corpo de Bombeiros, que garantam a salubridade da área e segurança aos alunos e docentes.

Foi estabelecido o prazo de 60 dias para o cumprimento da sentença, sob pena de multa diária no valor de R$ 1 mil, caso a solicitação não seja realizada, mas a prefeitura alegou ausência de dotação orçamentária prévia para o atendimento da demanda.

Passado os dias determinado, o Ministério Público verificou que a escola continua funcionando com irregularidades. “Ao que tudo indica não foi questão orçamentária, posto que a reforma, é a parte que mais exige do orçamento e foi levada a efeito”, denunciou o Parquet.

O Colegiado determinou que a multa seja mantida para que assim talvez as necessidades sejam atendidas e o município tome as providências necessárias.

“É forçoso reconhecer que a omissão importa em patente violação à proteção constitucional assegurada a crianças e adolescentes, negligenciando a segurança do ambiente escolar e, via de consequência, afetando de forma direta o desenvolvimento educacional dos estudantes”, enfatizou o relator do processo, o desembargador Junior Alberto.

A decisão foi publicada na edição n° 7.155 do Diário da Justiça Eletrônico desta quinta-feira, 29.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.