Conecte-se agora

O Voto em nome de Deus!

Publicado

em

Luciano Tavares, da redação de ac24horas
[email protected]

Em ascensão numérica no Acre, o segmento evangélico nunca foi tão usado como agora. Para atrair os votos dos crentes, os candidatos passaram a usar a influencia que seus lideres tem sobre o rebanho para tentar convencê-los. E do conteúdo apelativo não escapa quase nenhum candidato majoritário, principalmente os mais badalados.

“O Brasil está se tornando um país evangélico e a tendência é que os partidos se evangelizem também”, afirma Daniel Sottomaior, presidente da Atea (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos).

Dados do Censo Demográfico 2010, divulgados em junho pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), mostram que a população evangélica no país passou de 15,4% do total para 22,2% nos últimos dez anos e hoje contabiliza 42,3 milhões de pessoas. É a segunda religião com o maior número de adeptos no país, atrás da católica.

Marcus Alexandre, do PT, pela estrutura de governo que possui, é o que tem o apoio dos mais influentes líderes evangélicos do Acre.

Ele tem ao seu lado, o Pastor Agostinho, líder da Igreja Batista do Bosque; Luiz Gonzaga, Presidente da Assembleia de Deus (1º Distrito); Pastor Rodson (Igreja Batista da Liberdade) membro do PR (Partido da República); Apóstola Dayse, Presidenta da Igreja Renovada e pastor Denilson Segóvia, que é deputado estadual e Superintendente da Igreja Quadrangular no Acre.

O candidato a prefeito petista tem até um comitê da família, que é coordenado por evangélicos. O pastor batista, deputado Jamyl Asfury (Pen), dissidente da oposição a Sebastião Viana, é um de seus coordenadores e já fez até aparição no programa de TV do prefeiturável da FPA.

O candidato do PMDB, Fernando Melo, tem ao seu lado o pastor Francivaldo, candidato a vereador do PSD de Petecão, que é braço forte de Denilson Segóvia, na Igreja do Evanglho Quadrangular.

Melo já chegou a ter um vice evangélico, o pastor e coronel Juvenal, que depois desistiu da chapa majoritária para concorrer ao cargo de vereador pelo PP. Quando tinha ao seu lado o policial Juvenal, Fernando Melo tinha por tabela o apoio do pastor Afonso Geber, aliança que depois da separação dos dois ficou em xeque.

Para se aproximar dos evangélicos, Melo ensaia um programa de TV com mensagens para os crentes.

Tião Bocalom (PSDB) acusado pela FPA de não gostar dos evangélicos, jura que terá os crentes como parceiros, caso seja eleito. Ele já teve até um vice de igreja evangélica, o Apóstolo Ildson, nas eleições passadas para governador.

Na TV, Bocalom escalou o Pastor Paulo Machado, importante teólogo, da Igreja Assembleia de Deus de Madureira, para atacar os partidos de esquerda, que são a favor do aborto e do casamento gay.

Única candidata evangélica declarada, a deputada e missionária da Assembleia de Deus, Antônia Lúcia (PSC), tem como estratégia para atrair seus irmãos de igreja o uso da imagem de influentes pregadores.

Os pastores Maycon Gomes e Marco Feliciano, pregadores conhecidos nacionalmente, são usados pela candidata nos programas eleitorais tentando convencer os religiosos de que ela é a candidata que pode abençoar Rio Branco, com seu mandato.

 

Acre

“Mãe de joelho, filho de pé”, diz mãe de Gladson em retorno ao Acre

Publicado

em

A mãe do governador Gladson Cameli (Progressistas) gravou um vídeo para tranquilizar o filho na semana decisiva a cinco dias da votação nas eleições de 2022. Dona Linda Cameli retornou a Rio Branco, capital do Acre, para acompanhar de perto os dias que antecedem o domingo eleitoral, no dia 2.

“Filho, conte sempre comigo. Mãe de joelho, filho de pé. É 11!”, disse a mãe do governador, que estava há alguns dias fora do estado.

Cameli já confirmou sua participação no debate entre os sete candidatos ao governo do estado, cujo está pela reeleição, e que ocorre na noite de hoje na Rede Amazônica do Acre.

play-rounded-fill
Continuar lendo

Acre

Gladson confirma ida ao debate da TV Acre: “Vou discutir propostas”

Publicado

em

A Rede Amazônica (afiliada Rede Globo) promove o debate entre os candidatos ao governo do Acre, nesta terça-feira, 27, às 21h30. A presença de Gladson Cameli (Progressistas) está confirmada. A participação do gestor, que busca a reeleição, estará focada na apresentação de propostas para desenvolver o estado e melhorar a vida das pessoas.

No debate, Gladson terá a oportunidade de mostrar as ações realizadas no primeiro mandato e explanar os principiais pontos do novo Plano de Governo nas áreas da saúde, educação, segurança pública, infraestrutura e geração de empregos.

Cameli espera que o debate seja pautado pelo respeito entre os candidatos e, principalmente, a exposição de propostas aos eleitores. Porém, se o objetivo não for alcançado, Gladson não cairá na provocação de seus adversários.

“A cada ataque deles, apresentarei nossos projetos que vão melhorar a vida do nosso povo. Vou ao debate para discutir propostas. O Acre tem pressa para crescer e, como governador, quero criar as condições necessárias para que o nosso estado seja uma terra de oportunidades para todos”, pontuou o candidato.

Continuar lendo

Acre

Apoiador de Adailton declara apoio a Vanda e causa atrito no PSB

Publicado

em

A aparição do presidente em exercício do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde (Sintesac) Jean Marcos, declarando apoio à candidatura de Vanda Milani ao Senado da República, causou um verdadeiro burburinho no setor da saúde. O que ocorre é que Jean é presidente em exercício do segundo maior sindicato, ocupando a vaga provisória do presidente Adailton Cruz, que é vereador, e se licenciou do cargo para disputar uma vaga na Aleac pelo PSB.

A atitude do sindicalista chamou atenção, já que Adailton, que tem em Marcos um dos principais apoiadores, é do mesmo partido e apoia a candidatura de Jenilson Leite ao Senado da República. O próprio Jenilson não negou a insatisfação de ver o atual gestor do sindicato hipotecando apoio à Millani.

“Lamentável o coordenador de campanha do nosso candidato Adailton Cruz e presidente de um sindicato que tanto ajudamos fazer isso com minha candidatura ao Senado. O servidor não merece esse tipo de jogo eleitoreiro”, afirmou Jenilson.

O ac24horas procurou Adailton Cruz. O vereador e candidato a deputado estadual afirmou que foi surpreendido com a informação. “Isso não tem a minha participação. Não sei os motivos que levaram o Jean a tomar essa decisão. Eu sou Jenilson e não há nenhum motivo para que a classe da saúde não esteja com o Jenilson para o Senado. Inclusive, ainda hoje vou gravar um comunicado falando do apoio à candidatura do Jenilson para que não paire nenhuma dúvida”.

Adailton, no entanto, negou que Jean Marcos seja seu coordenador de campanha. “Apesar de ser um apoiador nosso, o Jean não é o nosso coordenador. Essa informação não procede”, afirmou.

Continuar lendo

Acre

PF cumpre mandado de busca e apreensão sobre compra de votos

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira, 27, no município de Jordão/AC, a Operação Arbítrio. Um mandado de busca e apreensão foi realizado com a finalidade de se obter outras provas materiais acerca da possível compra de votos na região. O nome da operação faz referência à liberdade de escolha dos representantes por meio do direito ao voto.

De acordo com a elementos informativos colhidos, o investigado alvo da operação que não teve seue nome revelado se utilizava de um grupo de WhatsApp conhecido na cidade para aliciar os eleitores a “chegarem junto” a um determinado candidato.

Áudios e fotografias corroboram para a prática ilícita e foram fundamentais para embasar a medida cautelar concedida pela 5ª Zona Eleitoral.

A investigação segue em andamento com tipificação de Corrupção Eleitoral, além de outros crimes previstos.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.