Conecte-se agora

Marcus Alexandre grava programa de TV e rádio e faz caminhada no Boa União

Publicado

em

Luciano Tavares, da redação de ac24horas
[email protected]

O candidato do PT a prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre tem compromisso durante toda a manhã desta quarta-feira, na Companhia de Selva, onde grava programa eleitoral para o rádio e a TV.

À tarde, às 17h, o petista faz caminhada com a militância da FPA, no bairro Boa União. O candidato encerra sua agenda em reunião com apoiadores em seu comitê central.

Acre

Petecão garante restabelecer PCCR durante encontro do SINTEAC

Publicado

em

O candidato a governador do Acre, Sérgio Petecão (PSD), se reuniu na manhã desta quinta-feira, 29, com a direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Acre – SINTEAC, para falar sobre as propostas de governo dele para a categoria.

A reunião atendeu um convite do próprio Sindicato, que também chamou outros candidatos para conversar sobre o tema. Segundo a presidente em exercício do SINTEAC, Vânia Líbio, “foi um momento ímpar, estamos apresentando ao candidato uma carta compromisso com as reivindicações dos trabalhadores, esperamos que seja bem recebida”.

Entre as reivindicações contidas no documento, está a revogação de mudanças feitas pelo atual governo no plano de cargos e carreira dos trabalhadores, que têm sido amplamente contestadas por professores e pessoal de apoio.

Nesse sentido, Petecão afirmou que “eu quero sentar com o sindicato e tomar as decisões junto com a classe. A nossa prioridade é restabelecer o plano de cargos e carreira do servidor, porque existe uma insatisfação generalizada. Esses trabalhadores se sentiram traídos por este governo”, declara o candidato.

O Sinteac é o maior sindicato de trabalhadores do serviço público do Acre, agregando professores, funcionários e pessoal de apoio da área de Educação, tendo se notabilizado por liderar greves contra o atual governo em defesa dos interesses da classe.

Continuar lendo

Acre

Eleições 2022: saiba para quem o voto é obrigatório e facultativo

Publicado

em

Mais de 156 milhões de eleitores, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), escolherão, no próximo domingo (2), os nomes que vão ocupar os cargos de presidente da República, governador, senador e deputado federal, estadual ou distrital.

Você sabe para quem o voto é obrigatório e quem pode optar por não votar? O parágrafo 1º do Artigo 14 da Constituição estabelece duas categorias do eleitorado para as quais o voto é obrigatório ou facultativo nas eleições. Conforme o dispositivo, o alistamento eleitoral e o voto são obrigatórios para os eleitores maiores de 18 anos, sendo facultativo para os analfabetos e os maiores de 70 anos, bem como para os maiores de 16 e menores de 18 anos.

Para o TSE, o voto, mesmo para quem o direito de não votar, é fundamental. “O exercício da cidadania começa pela escolha dos representantes da população para os cargos dos Poderes Executivo e Legislativo nas esferas federal, estadual ou municipal. Por isso, é muito importante que todos os eleitores – mesmo aqueles para os quais o voto é facultativo – compareçam às urnas eletrônicas no domingo (2), primeiro turno das eleições gerais, e no dia 30 de outubro (em eventual segundo turno) para contribuir com a definição do destino do país”, ressalta o tribunal.

Números

De acordo com dados da Justiça Eleitoral, divulgados em 15 de julho, houve aumento de 6,21% do eleitorado desde as últimas eleições gerais do país, em 2018. À época, o número de eleitores habilitados a votar era de 147.306.275. Nas Eleições 2022, são 2.116.781 jovens de 16 e 17 anos aptos a votar de maneira facultativa. Em 2018, essa faixa etária atingiu 1.400.617. Esse número corresponde aos eleitores com 16 e 17 anos que terão essa idade no dia 2 de outubro, data do primeiro turno do pleito.

Também em relação a 2018 houve crescimento de 51,13% nessa faixa etária do eleitorado. Segundo a Justiça Eleitoral, o aumento é resultado, principalmente, das ações promovidas durante a Semana do Jovem Eleitor. Somente nos quatro primeiros meses de 2022, o Brasil ganhou mais de 2 milhões de eleitores jovens.

O eleitorado acima de 70 anos também aumentou. O salto foi de 23,82%, passando de 12.028.608 em 2018 para 14.893.281 em 2022. Esse número representa 9,52% de todo o eleitorado habilitado a votar em 2 de outubro.

Continuar lendo

Acre

Propaganda eleitoral gratuita, comícios e debates terminam hoje

Publicado

em

Termina nesta quinta-feira (29) o prazo para a realização de comícios, debates no rádio e na televisão e da propaganda eleitoral gratuita. O TSE, no entanto, informa que, no caso de comícios de encerramento de campanha, eles poderão ser prorrogado por mais duas horas.

Hoje é também a data limite para que os tribunais regionais eleitorais divulguem, na internet, os pontos de transmissão de dados. Esses locais devem ser distintos daqueles de funcionamento da junta eleitoral.

A partir desta quinta-feira, começa o prazo que permite ao juízo eleitoral ou ao presidente da mesa receptora, expedir salvo-conduto em favor de eleitora ou eleitor que venha a sofrer violência moral ou física na sua liberdade de votar.

Amanhã, será o último dia para divulgação paga, na imprensa escrita, de anúncios de propaganda eleitoral. Será também o último dia para a publicação do edital de convocação de representantes do Ministério Público, da Ordem dos Advogados do Brasil e de fiscais e delegados dos partidos políticos, das federações de partidos e das coligações, “para acompanhar a emissão da Zerésima [comprovante de que não há nenhum voto na urna] do Sistema de Gerenciamento da Totalização”.

Continuar lendo

Acre

Militantes ligados a Márcio Bittar são coagidos por faccionados

Publicado

em

IMAGEM ILUSTRATIVA

Em publicação feita nas redes sociais, a médica e candidata a vice-governadora pelo União Brasil, denunciou a coação praticada contra militantes da candidatura dela e de Márcio Bittar, concorrente ao governo. O fato ocorreu no bairro Pista, na Baixada da Sobral, enquanto equipes da campanha que atuavam nas ruas da região foram abordadas por pessoas desconhecidas.

De acordo com os relatos feitos à candidata, durante a entrega de folhetos e bate papo com os moradores da localidade, algumas pessoas foram até os militantes do União Brasil para avisar que eles precisavam se retirar do bairro o mais rápido possível. Além disso, os membros da equipe de rua foram questionados pelos nomes, onde residiam e diversas outras perguntas de informações pessoais.

“Falaram para as pessoas da nossa equipe que eles não podiam mais entregar panfletos na Baixada da Sobral e que não eram para fazer mais nenhum ato de campanha na região. Os nossos militantes também contaram que esses grupos afirmaram estar cumprindo as ordens de um chefe. Foram duas abordagens simultâneas, uma na Rua Rádio Farol e outra no Ginásio Coberto”, declarou a médica.

“É um fato complicado, mas deixo um recado ao candidato ao governo. Perder faz parte da vida e temos que crescer com isso. Quando a gente entra em uma competição, só há dois caminhos: a vitória ou a derrota. Ganhando ou perdendo as eleições, não mudarei. Minha grande vitória são as amizades que fiz na Sobral nos três anos em que atendi em unidades de saúde da região”, complementou ela.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.