Conecte-se agora

Denise Bonfim é empossada como desembargadora no Tribunal de Justiça do Acre

Publicado

em

Ray Melo,
da redação de ac24horas
com informações do TJ-Acre
[email protected]

O Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) empossou na noite de sexta-feira, 27, Denise Bonfim, como desembargadora. A solenidade aconteceu na sede do TJ e reuniu representantes dos poderes Legislativo e Judiciário.

O governador Sebastião Viana (PT) foi representado pelo vice-governador César Messias (PSB). O desembargador Roberto Barros foi responsável pelo discurso de boas-vindas a Denise Bonfim em nome da corte.

O discurso abordou a carreira de magistrada de Denise Bonfim, que iniciou a vida jurídica atuando como advogada de 1992 a 1993. A desembargadora atuou como juíza substituta nas comarcas de Sena Madureira e de Rio Branco.

Denise Bonfim foi escolhida como desembargadora, pelo critério de merecimento. A magistrada exercia o cargo de juíza da 2ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco. Bonfim assume a 10ª vaga de desembargador criada no ano passado.

A lei sancionada pelo governador Sebastião Viana, elevou o número de cargos de desembargadores, que passou de 9 para 11 em 2012. A próxima vaga será preenchida em 2013, fechando a nova composição do TJ-Acre.

 Trajetória profissional

Filha de Ariolino Aquino Bonfim e Erato Maria de Belém Castelo Bonfim (Dona Ziza), Denise Castelo Bonfim é natural de Rio Branco (AC), tem 46 anos e é mãe de dois filhos: Pedro e Tiago Castelo Bonfim Minassa.

É graduada em Letras-Inglês, pela Universidade Federal do Espírito Santo, e em Direito, pelo Centro Superior de Ciências Sociais de Velha Velha (ES), onde foi diplomada no ano de 1986, com apenas 19 anos. Possui MBA em Poder Judiciário, pela Fundação Getúlio Vargas (2008).

Durante o ano de 1992, exerceu advocacia na cidade de Vila Velha, até ser nomeada assessora da Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Acre.

Iniciou sua trajetória na magistratura acreana em 9 de dezembro de 1993, quando foi empossada no cargo de juíza de Direito substituta, tendo iniciado suas atividades na 2ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco.

No ano seguinte, atuou na 4ª Vara Criminal da Comarca da Capital e, em março de 1994, foi designada para responder pela Comarca de Sena Madureira.

Em 1995, atuou na 1ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco e na Comarca de Senador Guiomard. Durante esse ano, também exerceu suas atividades na atual Vara de Registros Públicos da Capital.

No mesmo período, Denise Bonfim foi indicada para compor a Comissão do Concurso de Servidores do TJAC, na qualidade de Coordenadora Adjunta, quando também foi designada para atuar junto ao Projeto Cidadão.

Durante sua trajetória como magistrada, respondeu, ainda, pelas 4ª e 5ª Varas Criminais de Rio Branco, pela 2ª Vara Cível, e pelo Juizado Especial Cível, todas unidades da Capital.

Em agosto de 1996, Denise Bonfim foi empossada no cargo de Juíza de Direito de 2ª Entrância da Comarca de Sena Madureira, após processo de promoção pelo critério de antiguidade.

Já no ano de 1997, exerceu sua jurisdição nas Comarcas de Senador Guiomar e Capixaba. Posteriormente, em 1999, entrou em exercício na Vara de Delitos de Tóxico e Acidentes de Trânsito de Rio Branco. No mesmo ano, foi promovida, por antiguidade, ao cargo de juíza de Direito de Entrância Especial da Vara de Execuções Penais da Comarca de Rio Branco.

Após processo de remoção, em 10 de março de 2000, a juíza tomou posse na 2ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco, unidade na qual permanece até hoje. Entre os anos 2000 e 2006, a juíza atuou como membro suplente e titular das Turmas Recursais dos Juizados Especiais do Estado.

Atuou, ainda, em 2001, no Juizado Especial Criminal da Capital e nas Comarcas de Capixaba, Acrelândia, Plácido de Castro e Senador Guiomard. No ano de 2003 também exerceu suas atividades na 3ª Vara Criminal de Rio Branco, em 2004 exerceu a Diretoria do Foro de Rio Branco e, em 2006, atuou na Vara do Tribunal do Júri da Capital.

No Tribunal Regional Eleitoral do Acre, Denise Bonfim também foi membro efetivo da classe de juiz de Direito, durante os biênios 2007-2009 e 2009-2011. Nesse período, entre fevereiro e abril de 2011, atuou como Corregedora Regional Eleitoral.

Acre

Presidente do Hospital de Amor agradece emendas de Alan Rick

Publicado

em

O parlamentar, que disputa as eleições deste ano para o Senado, diz que seguirá na luta pela melhoria do atendimento as pessoas com câncer no Acre_

O presidente nacional do Hospital de Amor de Barretos, Henrique Prata, gravou um vídeo de agradecimento pelo apoio do deputado federal Alan Rick, candidato a
senador pelo União Brasil. Ao logo dos mandatos como deputado, Alan Rick destinou R$ 950 mil para o custeio da assistência as pessoas com câncer atendidas pela instituição. Só em 2021, foram R$ 200 mil.

“Os recursos destinados foram de extrema importância, pois nos deram a possibilidade de oferecer um atendimento de qualidade aumentando as chances de diagnóstico e tratamento na fase inicial da doença. Que Deus abençoe por esse coração generoso” – disse o presidente no vídeo.

O Hospital de Amor tem unidades espalhadas em 12 estados do país, inclusive no Acre, além das unidades móveis. Em 2022, a instituição completou 60 anos oferecendo atendimento médico humanizado e gratuito a pacientes com câncer do SUS.

Além dos recursos destinados ao Hospital de Amor, Alan Rick também direcionou emendas para o Hospital do Câncer do Acre (UNACON), que está sendo reformado e ampliado, e para o Centro de Controle Oncológico do Acre (CECON) que ganhará uma sala de pequenas cirurgias e equipamentos para o laboratório de histopatologia, o que agilizará o diagnóstico de câncer.

O parlamentar defende que o Acre precisa melhorar a assistência a pessoas com a doença. “Muita gente ainda precisa sair do nosso estado para tratamento em Porto Velho, em São Paulo…é um sofrimento. E quando consegue vaga porque são milhares de pessoas em busca de uma vaga. A estruturação do Hospital Oncológico do Acre é uma luta minha. O UNACON precisa ser definitivamente concluído, vamos seguir lutando por isso, pela instalação da unidade emergencial e dos novos serviços de oncologia.” – concluiu.

 

Continuar lendo

Acre

Marcio Bittar participa de reunião com pastores na capital

Publicado

em

O senador licenciado e candidato ao governo do Acre pelo União Brasil, Marcio Bittar, participou na manhã deste sábado (24) de uma reunião política com pastores, entre os quais Antônio José, candidato a deputado federal. No encontro estava ainda o candidato a deputado estadual Josemir Anute. Na noite anterior Bittar esteve na Vila do V, em Porto Acre, para prestigiar encontro realizado pelo também postulante a uma cadeira na Assembleia Legislativa, professor Luan Luz.

Em ambos os encontros, Bittar lembrou a importância, para o Acre, da reeleição do atual presidente da República. “Bolsonaro já fez muito pelo Estado nestes quatro anos, e vai fazer muito mais no próximo mandato”, disse ele.

Aos pastores e fiéis presentes na reunião deste sábado, ele lembrou que Bolsonaro é contra o aborto e a descriminalização das drogas, duas pautas defendidas pelo principal adversário político do presidente nas eleições deste ano.

“Bolsonaro é a favor da vida, e já provou que reconhece a maior votação que o Acre, proporcionalmente, lhe deu na eleição de 2018. Nós vamos repetir esse feito, e é por isso que peço votos para ele por onde tenho passado”, disse Bittar.

O senador licenciado lembrou ainda que, durante a pandemia, foi Bolsonaro quem providenciou 1,5 milhão de doses de vacina para os acreanos e os respiradores que salvaram centenas de vidas.

Entre os feitos do presidente em prol dos acreanos, Bittar elencou ainda importantes obras de infraestrutura na capital e no interior do Estado, a exemplo dos viadutos a serem construídos em Rio Branco, o anel viário de Brasileia e Epitaciolândia e a pavimentação da Estrada da Variante, em Xapuri.

“Foi com o apoio do Bolsonaro que consegui, como relator do orçamento, enviar mais de 1 bilhão de reais para todas as prefeituras e para o governo do Estado”, concluiu Marcio Bittar.

Continuar lendo

Acre

No Acre, ex-flamengo Léo Moura pede voto para Alan Rick

Publicado

em

O programa em que o ex-lateral do Flamengo, Léo Moura, pede que o Acre eleja Alan Rick Senador começou a circular no horário eleitoral gratuito das TVs e rádios nesta sexta-feira, 23. O candidato replicou a peça em suas redes sociais.

Léo Moura esteve no Acre na última quarta-feira, 21, para visitar o núcleo da escolinha de futebol Passaporte para Vitória, na Cidade do Povo, em Rio Branco. O Acre ganhou dois núcleos da escolinha com emenda destinada por Alan Rick e já contempla 600 crianças e adolescentes gratuitamente. O segundo funciona em Cruzeiro do Sul.

No programa eleitoral gravado no campo da Cidade do Povo, construído com emenda de Alan Rick, Léo agradeceu a destinação dos recursos para instalação dos núcleos. “Graças a você esse projeto chegou aqui no Acre, fruto de emenda sua. Estou muito feliz por essas crianças estarem sendo beneficiadas por esse projeto. Então, quero fazer um pedido a população: no dia 2 de outubro, para o Senado, é Alan Rick 444”, disse.

Alan Rick tem dito em entrevistas que deseja expandir o projeto. “Esse é um trabalho social muito importante, ocupa parte do contraturno escolar das crianças e adolescentes, ensina valores, forma cidadãos, além de criar a oportunidade de desenvolver talentos. Quem sabe surjam novos craques como o goleiro Weverton, acreano, como o próprio Léo, que nasceram em famílias sem condições financeiras de matricula-los em uma escolinha de futebol particular. Se Deus quiser, poderemos instalar núcleos do Passaporte para Vitória em outros municípios acreanos”, disse em entrevista ao jornalista José Alex.

Continuar lendo

Acre

Relator decide na próxima semana se aceita denúncia contra Gerlen

Publicado

em

Nesta próxima semana, o desembargador Laudivon Nogueira, vai decidir se aceita ou não a denúncia de crime eleitoral supostamente praticado pelo deputado estadual Gerlen Diniz, Progressistas.

Gerlen, que é candidato a deputado federal, foi denunciado à justiça eleitoral por ter pedido voto na tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) durante discurso realizado na sessão realizada pelo parlamento estadual no último dia 13 de setembro.

Após ser alertado por outros parlamentares de que poderia estar incorrendo em possível crime eleitoral, Gerlen Diniz pediu que seu pedido de voto fosse retirado das notas taquigráficas e o vídeo da sessão foi retirado das redes sociais.

No processo enviado à justiça eleitoral, é pedido uma ação de investigação judicial eleitoral já que Gerlen teria cometido crime eleitoral ao pedir votos em um setor público, o que é vedado pela lei.

De acordo com a assessoria do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE), o desembargador Laudivon Nogueira, relator, deve manifestar seu voto em relação ao processo durante a próxima semana, ainda antes da eleição.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.