Conecte-se agora

Secretaria de Saúde adia reunião para não comprar remédios á paciente renais

Publicado

em

Jairo Barbosa – jbjurua@gmail.com

A presidente da Associaçao dos Pacientes que Fazem Tratamento renal da rede Pública de saúde do Acre (HAPARTAC), Berenice Sales da Silva, denunciou nesta terça feira, uma manobra da Secretaria Estadual de Saúde, que foi vital para iniciar o processo de compra do principal medicamento para os pacientes renais que enfrentam a longa e dolorosa hemodiálise.

Há cerca de um mês, por meio da assessoria de gabinete do Palácio Rio Branco, a Associaçao conseguiu agendar uma reunião com o representante da Secretaria de Saúde para justificar a necessidade da compra e do fornecimento do medicamento cinacalcet, vital para aliviar dores das pessoas que fazem hemodiálise. O encontro estava marcado para ontem á tarde, no gabinete do sub secretário de saúde do estado, Amsterdam Sandres, mas foi cancelado em cima da hora, sob a alegação de que Sandres iria despachar com o governador.

Para a reunião a Associaçao havia mobilizado sessenta pacientes do interior do estado, que chegaram na capital por volta do meio dia e passaram a aguardar o momento do encontro. A maioria deles depende do consumo diário do medicamento que na rede particular custa R$ 599,00, cada caixa com trinta comprimidos.

Berenice disse que ficou indignada pelo pouco caso que foi dado aos pacientes diante de umna situação tão grave. Ela explicou que na verdade o estado não é obrigado a fornecer o medicamento, mas graças a mobilização da Hapartac, o governo já emitiu vários lotes do remédio, e repentinamente suspendeu o fornecimento. Isso motivou o surgimento de uma ação coletiva no MPE, onde os associados cobram do estado a responsabilidade pela saúde publica.

“A gente só está tentando garantir um direito publico do cidadão que é o direito á saúde,e portanto, a saúde está ligada ao fornecimento de medicamentos. Essa reunião estava marcada há mais de um mês, e em cima da hora eles ligam e desmarcam. A moça que me ligou disse que o Amsterdam iria se reunir com o governador e ainda debochou dizendo que a gente na era mais importante que o governador. Claro que não somos, nem queremos, só exigimos respeito”, disse Berenice que ontem á tarde saiu á procura de auxilio financeiro para custear as despesas de hospedagem e alimentação dos pacientes que vieram do interior.

A presidente da Associaçao disse que vai protocolar novo pedido para um encontro dessa vez com a secretária de Saúde Suely Melo, e nesse intervalo, procurar novamente o Ministério Público Estadual, para cobrar celeridade na ação em favor dos pacientes renais.

 

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas