Conecte-se agora

Sem ramal para retirar a safra, produtores perdem produção no Bom Jesus

Publicado

em

Jairo Barbosa [email protected]

A safra de tangerina, laranja e limão, macaxeira e outras plantações empacaram na propriedade do produtor rural Oranice Ferreira de Araújo, 65 anos, que apostou tudo na plantação. Há quatro meses ele acumula prejuízos e já perdeu cerca de 75% do que plantou por não ter como trazer para o mercado a safra cultivada  durante o inverno.

Seu Araújo e outros produtores moram no ramal Bom Jesus, um trecho de 3 km, que liga o bairro Taquari á Via Verde, estrada construída pelo governo do Acre para servir como principal via de tráfego no entorno de Rio Branco.

Pode até não parecer, mas naquela região periférica do bairro Taquari existem famílias que se dedicam ao cultivo de frutas, verduras e criação de patos e galinhas com a finalidade de abastecer o mercado local. A vontade dos pequenos produtores esbarra no descaso do governo que prometeu por meio do Deracre, recuperar o pequeno trecho e oferecer condições para o escoamento da produção de inverno a verão.

“Uma equipe do governo veio aqui e fez uma reunião com a gente lá na igreja. Eles prometeram que esse ramal ia ganhar o asfalto. Hoje ele ta nessas condições porque durante a alagação, era por aqui que a Defesa Civil retirava as famílias do Taquari. Sem ter como andar carro aqui, como a gente vai vender nossa produção?”, indaga Araújo.

Manoel Salvador da Silva, outro pequeno produtor disse que viu a plantação de laranjas cair e apodrecer no quintal. Ainda conseguiu vender alguma coisa porque enfrentou um trecho levando o produto em um carro de mao.

Ex-operador de maquinas do Exercito, ele até se oferecer para operar gratuitamente o maquinário do Deracre, mas sua proposta foi ignorada.

“Eu me ofereci para trabalhar no ramal com a máquina do Deracre. Passei trinta e cinco anos no Exercito trabalhando  em estradas. Não é uma coisa difícil arrumar isso aqui, mas primeiro a gente precisa do apoio do governo”, disse o aposentado.

Os moradores ainda disseram que as péssimas condições do ramal ainda impõem a eles, outro sofrimento: carregar nas costas as compras do fina do mês. Nenhum  supermercado vende a mercadoria garantia a entrega; nem taxistas concordam em enfrentar o trecho.

“Para chegar com a feira em casa o jeito é carregar nas costas. O pessoal lá da rua que já conhece a gente vai logo dizendo que não entrega aqui, a gente compra lá se quiser. Quer dizer, é uma situação humilhante, né?, lamenta Araújo.

Na altura do km do ramal, um bueiro cedeu e fez desbarrancar parte da estrada. Nas atuais condições de tráfego, somente motos conseguem passar no Bom Jesus.

 

Acre

Colisão entre carro e moto deixa deixa mulher gravemente ferida

Publicado

em

Uma colisão entre um veículo e uma motocicleta deixou Yara Adriana Martins, de 43 anos, gravemente ferida na manhã deste domingo, 26, na Estrada do Francisco, em frente ao Vale do Açaí, em Rio Branco.

De acordo com informações da polícia, Yara trafegava em uma motocicleta de cor preta na estrada quando inesperadamente colidiu com um veículo. Com impacto, a motociclista foi arremessada e colidiu fortemente com a cabeça no assalto e desmaiou.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada, os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos e encaminharam Yara entubada ao Pronto-Socorro de Rio Branco. De acordo com o médico do SAMU, o estado de saúde da paciente é gravíssimo, pois sofreu um traumatismo crânio encefálico.

Policiais Militares do Batalhão de Trânsito isolaram o local do acidente para os trabalhos de perícia.

Continuar lendo

Acre

Governo anuncia convocação para Corpo de Bombeiros e Civil

Publicado

em

Neste sábado, 25, o governador Gladson Cameli (Progressistas) realizou um pronunciamento onde anunciou a retirada da cláusula de barreira do edital do concurso dos bombeiros para a convocação de mais 87 novos aprovados no certame público.

Com a medida, será possível o aumento de 153 para 240 o número de novos profissionais que estarão a serviço dos acreanos.

Outra novidade revelada pelo chefe do executivo acreano, é na Polícia Civil. O governo vai realizar a convocação de mais 30 candidatos para o curso de formação que totalizam um número de 124 novos policiais que estarão nas ruas fortalecendo a segurança pública do Estado.

Continuar lendo

Acre

Voos de Rio Branco para Cruzeiro do Sul por R$ 605; veja mais ofertas

Publicado

em

Crédito: Tudo Viagem

Depois de várias semanas sem lançar promoções para os passageiros do Acre, neste final de semana a Gol está vendendo passagens aéreas com descontos especiais para embarque em Rio Branco. Nos voos diretos da capital acreana para Cruzeiro do Sul a ida e volta para viagem no mês de setembro estão sendo vendidas neste final de semana por R$ 605,18, valor com taxas inclusas. (Veja detalhes na imagem abaixo).

De Rio Branco para Manaus, também em voo direto da Gol, a nossa equipe encontrou passagens aéreas de ida e volta por R$ 617,40. Essa promoção está disponível para viagem no mês de agosto deste ano. Os voos diretos da Gol decolam da capital acreana às terças-feiras e retornam do Amazonas sempre às quartas-feiras. De Manaus para Rio Branco o valor das passagens aéreas é o mesmo.

Garanta aqui passagens Rio Branco/Cruzeiro do Sul por R$ 605,18

Os outros destaques são as passagens aéreas de Rio Branco para São Paulo por R$ 1.147,48, Brasília R$ 1.148,00, e nas viagens para Curitiba há opções de voos de ida e volta saindo do Acre pelo valor de R$ 1.117.33. As promoções são para viagens nos meses de agosto, setembro, outubro e novembro deste ano, exceto nos feriados.

As passagens aéreas são de ida e volta e incluem todas as taxas. As promoções terminam às 8 horas de segunda-feira (27/6).

Passagens aéreas de ida e volta com taxas inclusas

Partindo de Rio Branco

Chegando em Manaus por R$ 617

Chegando em Cruzeiro do Sul por R$ 605

Chegando em Brasília por R$ 1148

Chegando em São Paulo por R$ 1147

Chegando em Rio de Janeiro por R$ 1664

Chegando em Belo Horizonte por R$ 1784

Chegando em Curitiba por R$ 1117

Faça aqui a sua pesquisa e garanta desconto para outras datas na compra das passagens aéreas

Comprou as passagens? Faça aqui a reserva do hotel com descontos especiais

Lei aqui outras notícias sobre viagens e promoções

Atenção: O  ac24horas não vende passagens aéreas, pacotes de viagens ou reservas de hotéis. O site apenas divulga as promoções, ficando o leitor livre para escolher a melhor opção.

Continuar lendo

Acre

Famílias que não zelam por túmulos na capital correm risco de perdê-los

Publicado

em

Em recente entrevista à imprensa local, o secretário de Cuidados com a Cidade, Joabe Lira, convidou as pessoas que têm parentes sepultados em cemitérios da capital, mas que não estão zelando pelos túmulos, que passem a tomar essa providência. O objetivo do alerta é evitar os tumultos que ocorrem todos os anos no Dia de Finados.

O setor especializado da Prefeitura de Rio Branco marcou, inclusive, uma data limite para que as pessoas possam reformar e até construir os túmulos, que é o dia 19 de outubro. A partir desta data, apenas depois do Dia de Finados. Joabe Lira não falou a respeito, no entanto, existe uma Lei Municipal, a nº 8.809, que permite com que o município tome posse das sepulturas abandonadas ou em ruínas.

De acordo com Joab Lira, o município já fez sua parte no que se refere a limpeza dos cemitérios, melhorando a estrutura do calçamento e administrativa, e que agora cabe às pessoas que possuem parentes sepultados fazer a sua parte com a manutenção dos túmulos.

“Para que na semana que antecede o Dia de Finados não tenhamos nem um tipo de tumulto, estamos chamando agora para que as pessoas venham fazer essas manutenções”, finalizou o secretário.

A lei municipal que responsabiliza o município pela administração, construção, funcionamento, fiscalização de cemitérios e serviços funerários, diz em seu artigo 16 que o Poder Público pode tomar posse de sepulturas abandonadas ou em ruínas. Sendo considerado abandonado ou em ruínas, os túmulos com mais de 10 sem manutenção.

Nesse caso, o proprietário deverá ser convocado através de correspondência e editais publicados em jornais de grande circulação na região para fazer as devidas reformas em 90 dias. Esgotado esse prazo, os tumultos serão destruídos e os restos mortais levados para o ossuário, onde são depositados. A partir daí o Poder Público toma posse.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!