Conecte-se agora

Polícia Federal multa Bradesco por usar bancários para transportar valores no Acre

Publicado

em

Uma mesma agência do Bradesco no centro de Rio Branco, a capital do Acre, foi multada em R$ 127,6 mil pela Polícia Federal em nove processos pela mesma ilegalidade: utilização de bancários para efetuar transporte de valores. A punição foi aplicada na quarta-feira (18), durante a 93ª reunião da Comissão Consultiva para Assuntos de Segurança Privada (CCASP), em Brasília.

Os processos foram abertos em 2009. O transporte de numerário era feito em veículos dos funcionários e em táxi, sobretudo, para a agência dos Correios. Na época, o Bradesco atuava como Banco Postal, atividade que desde janeiro deste ano está sendo operada pelo Banco do Brasil.

“Entra ano, sai ano e o Bradesco foi mais uma vez multado pelo descumprimento da lei federal nº 7.102/83, na medida em que utilizou bancários para uma função que é atribuição de vigilantes armados, através de carros-fortes”, destaca Ademir Wiederkehr, secretário de imprensa e representante da Contraf-CUT na CCASP. “Mas desta vez o banco extrapolou”, avalia.

“Esses nove processos envolvendo a mesma agência mostram o descaso do Bradesco com a proteção da vida dos funcionários, expostos ao risco de assaltos por quadrilhas que cada vez mais atiram para matar. Também revelam que o banco não se importou com a autuação pela Polícia Federal, pois seguiu repetindo nove vezes a mesma ilegalidade. Além disso, comprovam que não procede a alegação dos bancos de que o problema é restrito a regiões distantes do país, sendo que o abuso ocorreu no centro da capital do Acre”, aponta o diretor da Contraf-CUT.

A utilização de bancários para transporte de numerário contraria também a cláusula 30ª da Convenção Coletiva de Trabalho 2011/2012, onde consta que a Fenaban adotará, juntamente com as respectivas instituições bancárias representadas, providências para coibir o transporte de valores realizado de forma distinta das regras previstas na legislação e das portarias da Polícia Federal.

“Cobramos o cumprimento desta cláusula por todos os estabelecimentos do Bradesco e dos demais bancos”, ressalta Ademir. “Os bancos possuem recursos financeiros abundantes para contratar serviços de carros-fortes que hoje atendem o Brasil inteiro”, sustenta.

Multas não surpreendem bancários do Acre

A diretoria do Sindicato dos Bancários do Acre não ficou surpresa com as multas aplicadas pela Polícia Federal, informando que o Bradesco tem sido contumaz na utilização de funcionários para transporte de valores.

Foi lembrado que em julho do ano passado um acidente de trânsito no quilômetro 26 da Estrada de Porto Acre, cidade a 90 quilômetros de Rio Branco, matou três funcionários do Bradesco que estavam transportando valores do banco.

Morreram o gerente administrativo da agência Bosque, Marcos Vinicius Silva e Silva, de 25 anos, Marlene Aparecida Belo, de 46 anos, que seria gerente regional do Bradesco na cidade de Porto Velho, e ainda o funcionário Hítalo Talo Gaiaso, também de 25 anos.

O Sindicato recorda também a decisão da Justiça do Trabalho, que condenou o Bradesco a pagar indenização por danos morais no valor de R$ 918 mil a um bancário que realizava o transporte de valores para cidades do interior do Acre.

Na sentença, o juiz da 4ª Vara do Trabalho de Rio Branco, Edson Carvalho Barros Júnior, entendeu que o reclamante foi submetido a grave risco de vida ao transportar valores, com o objetivo de obter lucro fácil, transgredindo assim a legislação específica.

“Não há dúvida que a reclamada sujeitou o reclamante a grave risco, o que naturalmente causou grande apreensão e medo. O abalo psicológico causado equivale ao dano moral e é indenizável. O ato da reclamada transgrediu a lei nº 7.102/83 …”, sentenciou o juiz.

O Sindicato ainda cita o caso de uma funcionária do Bradesco, com 22 anos de casa, que foi demitida e já anunciou que irá à Justiça do Trabalho para buscar seus direitos. Ela fazia transporte ilegal de valores utilizando o próprio veículo para municípios no interior do Acre.

Na Campanha Nacional dos Bancários de 2011, o Sindicato promoveu uma manifestação no dia 15 de setembro, em frente à agência Centro do Bradesco, em Rio Branco, criticando a falta de segurança no trabalho. Os trabalhadores protestaram contra a política do banco de fazer transporte irregular de valores. Eles lembraram o caso dos três funcionários mortos em acidente de carro na estrada de Porto Acre.

No próximo dia 22 de maio ocorre uma audiência no Ministério Público do Trabalho sobre o transporte ilegal de valores feito pelo Bradesco no Acre.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Acre

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Acre registra mais duas mortes e 39 novos casos de Covid-19

Publicado

em

Em boletim divulgado nesta segunda-feira, 02, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), registrou 39 novos casos de infecção por coronavírus, sendo todos confirmados por exames RT-PCR, fazendo com que o número de infectados salte para 87.186 nas últimas 24 horas.

Duas notificações de óbitos foram registradas nesta segunda-feira, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 1.802 em todo o estado. De acordo com o boletim, 27 pessoas seguem internadas entre leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e de enfermaria.

Até o momento, o Acre registra 239.015 notificações de contaminação pela doença, sendo que 151.816 casos foram descartados e 13 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. 84.869 pessoas já receberam alta médica da doença.

Continuar lendo

Acre

Imunização de adolescentes em Rio Branco deve iniciar nesta semana

Publicado

em

A Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco (Semsa) deverá iniciar a vacinação contra Covid-19 de adolescentes nesta semana. Segundo a assessoria da Semsa, a imunização começará pelos adolescentes de 17 anos com ou sem comorbidades. O imunizante utilizado será da Pfizer.

Segundo a pasta, o que falta ainda para o início da vacinação desse público é uma autorização da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que deverá ser reunir nesta segunda-feira, 02, ou terça-feira (03).

A Semsa afirmou que a decisão de começar apenas com uma faixa-etária ocorre devido ao público alvo de adolescentes entre 12 a 17 anos ser muito grande em Rio Branco. Ao total, são 50 mil, segundo dados colhidos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

Segundo levantamento da equipe do ac24horas junto à Semsa, mais de 193 mil pessoas adultas já foram imunizados com a primeira dose, sendo que 61.798 pessoas já completaram o ciclo de imunização com as duas doses ou dose única, ou seja, mais de 70% da população [284 mil] de Rio Branco já tomou a primeira dose.

Continuar lendo

Acre

Integrantes do cadastro de reserva da PM acampam na Aleac

Publicado

em

Na manhã desta segunda-feira, 2, os integrantes do Cadastro de Reserva (CR) do último concurso da Polícia Militar do Acre acamparam em frente à Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) em busca da convocação do restante dos membros que ficaram de fora da última convocação.

Vanessa Morais, integrante do cadastro de reserva, contou que a manifestação surgiu após a declaração do governador Gladson Cameli em realizar novos concursos em 2021. Para ela, seria interessante a atual gestão aproveitar o restante do cadastro de reserva, algo em torno de 250 aprovados.

“O motivo de sempre, cobrar a convocação. Ao todo, eram 450 em manifesto na Aleac, na última vez ele prometeu chamar todos, teve a solenidade e foram anunciados e o número caiu para 325. Na convocação diminuiu para 200”, declarou.

A integrante se posicionou favorável ao anúncio do governador de que enviará a Aleac um PL para o remanejamento de dos aprovados para o Corpo de Bombeiros. “Em uma reunião a defasagem é de 125 militares, não contempla a todos. A manifestação começou hoje pela manhã às 8 horas e não tem hora para acabar”, ressaltou.

Continuar lendo

Acre

Matriarca da família Sales, Altiva Rodrigues morre em Brasília

Publicado

em

Em Brasília, nesta segunda-feira, 02, faleceu no Hospital Santa Lúcia, a matriarca da família Sales, Altiva Rodrigues Costa, 90 anos, vítima de um colapso no coração.

Dona Altiva é mãe do secretário municipal de Meio Ambiente, Normando Sales. Ela deixa 26 netos, nove bisnetos nascidos e dois a caminho.

A informação foi confirmada em nota publicada pela prefeitura de Rio Branco, assinada pelo prefeito Tião Bocalom (Progressistas).

“Toda a equipe da Prefeitura de Rio Branco lamenta a perda da matriarca da família Sales. Que Deus conforte a família e os amigos neste momento de dor e sofrimento”, diz em nota.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas