Conecte-se agora

Rompidos de vez

Publicado

em

Os deputados do PRP romperam de vez com o presidente Julinho (PRP). O deputado Lira Morais (PRP) entregou a liderança do partido na Aleac, que ficou sem líder. Sem um líder, o PRP perde os três cargos de confiança da liderança, que juntos somavam cinco mil reais.

Medida conjunta

Com isso, familiares de Julinho, que ocupavam os cargos, perderam os salários. Na verdade, os deputados Lira Morais (PRP) e Astério Moreira (PRP) tomaram a medida em comum acordo.

Acordo fechado

Ambos fecharam um compromisso de nenhum deles assumir a liderança do PRP na Aleac.

Troco à altura

Foi um troco dos deputados à forma truculenta como foram tratados pela direção regional.

Medida antipática

Há coisas que não se entendem no PT. Por exemplo: no ano de uma eleição municipal difícil, o senador Anibal Diniz (PT) defender um novo referendo em 2014 sobre o fuso horário.

Fato impressionante

A proposta conseguiu ser rejeitada por quem votou a favor e contra o novo fuso horário.

Apoio de peso

O Dr. Renato Garcia (PT) ganhou um apoio de peso à sua pré-candidatura a prefeito de Plácido de Castro: deputado federal Sibá Machado (PT), com forte base eleitoral naquele município.

Capinando sentado

Dirigentes do PT não estão muito satisfeitos com o que chamam de “falta de empenho e da pouca mobilidade” do candidato a prefeito de Senador Guiomard, André Maia (PT).

Caminho livre

O deputado Jamil Asfury (DEM) conseguiu o aval da direção nacional para a sua candidatura a prefeito de Rio Branco, se precavendo de qualquer golpe a ser tentado na esfera regional.

Para valer

Ao contrário do que alguns pensavam ser a sua decisão uma manobra para buscar um espaço de vice no PSDB ou PP, o deputado Jamil Asfury (DEM) é um candidato a prefeito sem volta.

Com o eleitor

Se o Jamil vai ganhar a eleição é com o eleitor, mas sua candidatura qualifica muito o debate.

 

Segredos que pesam

Notícias que chegam de Sena Madureira dão conta que o vice-prefeito Jairo Cassiano (PDT) deu a volta por cima e pode ser o candidato a prefeito. Cassiano sabe muito do Nilson Areal.

Bomba-ambulante

E como se diz em política, um aliado magoado pode se transformar numa bomba-ambulante.

É o candidato

Está decidido na executiva regional do PSDB: o prefeito de Feijó, Dindim (PSDB), terá legenda para a reeleição. A cúpula tucana não tem outro nome com o mesmo potencial de votos.

Malhada no TCE

A prefeita de Assis Brasil, Eliane Gadelha (PT), tem que reverter sua situação no TCE, onde foi condenada e obrigada a devolver valores, ou ela não poderá disputar a reeleição.

Pegando jeito

Dirigentes do PT estão otimistas com Marcus Alexandre, acham que está pegando jeito para a política e a tendência é da sua candidatura crescer no curso da campanha.

Caminho natural

Com as alianças praticamente formadas, a tendência é do PSD do senador Sérgio Petecão indicar o nome do vice para a chapa de Fernando Melo (PMDB).

Fora da aliança

O PPS, se depender do dirigente Airton Rocha não entra na aliança com o PSDB.

Persona nom grata

O ex-deputado José Bestene (PP) tornou-se uma “persona nom grata” ao PT e, se dependesse do conselho de alguns dirigentes, o prefeito Angelim já tinha tirado a PMRB do seu imóvel.

Principal mentor

Bestene é tido pelos petistas como o mentor do PP deixar a FPA e se juntar com o PSDB.

Tudo em casa

O deputado Walter Prado (PDT) já admite, dentro de um grande acordo, o PDT indicar o vereador Chico Hulk (PDT) vice da prefeita de Tarauacá, Marilete Vitorino (PSD).

Proposta indecente

Carlos Beirute está deixando a direção municipal do PTB. Rechaçou a proposta imoral de não apoiar a candidatura do filho Rodrigo Beirute (PSDC) a vereador para ficar no cargo.

Que coisa louca!

Quem é o pai que deixaria de ficar ao lado do filho para permanecer num cargo decorativo?

Caiu na real

Demorou, mas caiu a ficha do delegado Messias Ribeiro (PSDC), que não terá o apoio do PT na disputa da prefeitura de Brasiléia.

Lição das urnas

A última eleição para o governo, na Capital, deixou uma lição que não deve ser esquecida pelo candidato da FPA, Marcus Alexandre (PT): as obras, muitas, feitas no governo passado, na atual gestão municipal, não tiveram peso eleitoral. O candidato tem que cair na graça do povo. E tampouco a oposição surfe na onda do “já ganhou”, pois, a eleição é uma caixa de surpresas.

Por Luis Carlos Moreira Jorge

Blog do Crica

Petecão, Kassab e a festa do Boi Cagão

Publicado

em

O SENADOR SÉRGIO PETECÃO (PSD) deu ontem na Fazenda Boi Cagão, uma prova de força política ao reunir uma multidão, com candidatos e delegações de todos os municípios, para referendar numa apresentação informal, a sua chapa puxada por ele para governador, o advogado João Tota (PSD) de vice, e a deputada federal Vanda Milani (PROS) para o Senado. Um fato que pode ser destacado é que não foi uma festa com a presença das camadas das elites, mas do povão. Ao trazer para a solenidade o ex-ministro e presidente do PSD, Gilberto Kassab, Petecão mostrou por outro lado o seu prestígio com a direção nacional, que tem a sua candidatura como prioritária, afinal, ambos são amigos de muito tempo.

A forte presença popular leva no sentido de que o senador Sérgio Petecão (PSD), que é muito forte numa campanha, deverá ser um os que vai chegar no segundo turno. Anotem, para conferir no seu devido tempo: o senador Sérgio Petecão (PSD) vai quebrar a banca de institutos de pesquisas que o colocam com baixa aceitação popular. O jogo não começou, de julho em diante é que se vai saber quem é que tem café no bule. Treino é treino, jogo é jogo.

BOM PAPO E HUMILDE

CONVERSEI ontem por um bom tempo com ex-ministro e ex-prefeito de São Paulo. Gilberto Kassab. Bom papo e humilde. Se disse entusiasmado com a festa na Boi Cagão. Sobre a política nacional, Kassab não vê chance para uma candidatura da terceira via decolar e nem indício de mudança na polarização entre Lula e Bolsonaro. Kassab é uma das lideranças políticas das mais expressivas no plano nacional, uma espécie de guru dos bastidores.

CHEGA NO SEGUNDO TURNO

NA VISÃO de Gilberto Kassab, o senador Sérgio Petecão (PSD) vai para o segundo turno e ganhará a eleição.

CONTINUA EMBOLADA

A SITUAÇÃO na chapa majoritária do governador Gladson Cameli continua embolada. Não se sabe, oficialmente, quem será o seu candidato ao Senado, e querem até vetar que ele indique um nome de livre escolha para vice. 

NÃO ACONTECE NEM NA TERRA DO NUNCA

NOS MEUS MUITOS janeiros, nunca vi assessores de um governador se reunirem para deliberar num jantar que, o governante não tem o direito de escolher o seu candidato a vice-governador e vetar nome. Isso não acontece nem na Terra do Nunca das histórias infantis do Peter Pan.

ESTOU VENDO AGORA

É VIVENDO e aprendendo, estou assistindo este filme cômico agora, na sucessão do governador Gladson. Só falta pedirem ao Gladson para entregar a sua cadeira e a caneta, para sentarem e assinarem atos de demissão e contratação. Estão querendo ser mais real que o Rei.

SETE VIDAS

A SENADORA Mailza Gomes (PP), volto afirmar, deve ter sete vidas, porque perdi as contas das investidas para lhe impedir de disputar um novo mandato de senadora, mas ela continua firme no propósito da sua candidatura.

TEM DIREITO

NÃO ENTRO no mérito se vai ganhar ou perder a eleição, não tenho bola de cristal, mas ela tem o direito de postular ser candidata. A senadora Mailza tirou o PP do zero, e fez do partido o grande vencedor do último pleito.

RETARDAR AO MÁXIMO

O EX-SENADOR Jorge Viana (PT) vai retardar ao máximo o anúncio da sua candidatura, quer ver primeiro o resultado do julgamento dos recursos do governador Gladson Cameli, na Operação Ptolomeu.

TOLERÂNCIA ZERO

A EXECUTIVA do MDB vai fechar questão para os candidatos a deputado em torno das candidaturas da Mara Rocha (MDB) ao governo e da Jéssica Sales (MDB) de senadora. O candidato que apoiar o governador Gladson Cameli, o Jenilson Leite ou o Sérgio Petecão, por exemplo, será acionado por infidelidade partidária e perderá a legenda. O MDB está correto na sua posição.

NADA MAIS NATURAL

NADA MAIS NATURAL que a Márcia Bittar (PL) seja candidata ao Senado, defenda as ideias da direita, que seja bolsonarista, na política tem que se ter lado. A avaliação fica para o eleitor, que dirá se acompanha ou não a candidata.  Que seria do amarelo, se todos só gostassem do vermelho? Deixemos as urnas falarem.

DOBRADINHA DE SENA

ANTAGONISTAS na política, a candidata a deputada federal Meire Serafim (União Brasil), apoiada pelo prefeito Mazinho Serafim deverá ser a mais votada em Sena Madureira. E, para deputado estadual o deputado Gérlen Diniz (PP) deverá ser o mais votado à ALEAC.

PARA TODOS OS GOSTOS

SÃO CANDIDATAS a deputada federal a Dra. Suelen (PSD), Jezuíta Arruda (PSD), Lene Petecão (PSD), Rosana Nascimento (PSD), Perpétua Almeida (PCdoB), Nazaré Araújo (PT), Antonia Lúcia (REPUBLICANOS), Meire Serafim (União Brasil), Charlene Lima (PL), Socorro Neri (PP), Michele Mello (PDT) e Keiliane Cordeiro (REPUBLICANOS), nomes e ideologias para todos os gostos.

O AGRO É TECNO, O AGRO É POP, E VAMOS SABER SE TEM VOTO.

 SERIA bom para o debate de ideias, que o pessoal do agronegócio mantivesse as candidaturas ao governo e para senador. O agro é tecno, o agro é pop, e se saberia se teria votos no estado.

O TRISTE FIM

O PSDB, que já foi um partido de alta expressão nacional, se encontra hoje definhado e virou um puxadinho da fracassada terceira via, que até o momento não decolou.

SEM CONVERSA

LIGUEI para o deputado federal Flaviano Melo (MDB) e perguntei se procediam os boatos de que poderia haver uma aliança com o governador Gladson, e como resposta me mandou uma foto sua em campanha, em Acrelândia, ao lado da Mara Rocha.

FRASE MARCANTE

“Não existe amizade na política, existe o jogo de interesses.” Do anedotário da política mineira.

Continuar lendo

Blog do Crica

Mailza mantém sua candidatura ao Senado e joga gasolina para apagar a fogueira do PP 

Publicado

em

O QUE ESTE BLOG já tinha dado em primeira mão esta semana, de que não estava no foco da senadora Mailza Gomes (PP),  desistir de disputar o Senado, mas sim manter a sua candidatura, recebeu a confirmação na noite de ontem (20) pelo vice-presidente do PP, prefeito Tião Bocalom, ao afirmar em entrevista ao ac24horas que, a candidatura da Mailza não tem volta, por ter o apoio dos prefeitos da sigla e da direção nacional do partido. Este cenário bate de frente com o anúncio feito ontem pelo governador Gladson Cameli ao ac24horas, de que a senadora Mailza Gomes (PP) estava fora do páreo e que a vaga de candidato a senador da sua chapa seria indicada pelo senador Márcio Bittar (União Brasil). 

O episódio mostra o clima de conflagração que existe hoje no PP, completamente dividido entre os querem expurgar a senadora Mailza Gomes (PP) para beneficiar a indicação da Márcia Bittar (PL), pelo senador Márcio Bittar (União Brasil); e os que defendem o direito da Mailza de buscar um novo mandato. O PP virou hoje uma central de intrigas por conta da indicação do candidato ao Senado do Gladson Cameli, onde os egos inflamados se engalfinham, e sem ter conseguido formar uma chapa dos sonhos para a Câmara Federal, que ficou mediana para o tamanho de um partido que se encontra no poder.

NÃO PRECISA DE OPOSIÇÃO

COM os assessores que tem no seu círculo palaciano mais fechado, envoltos em intrigas sórdidas para queimar companheiros na briga por espaços, o governador Gladson não precisa nem de oposição, pois, querelas internas detonam mais um governo que os opositores.

INFERNO ASTRAL

A BRIGA entre esses grupos deixou de ser meras discordâncias, mas baixou para os ataques chulos, pessoais, que ferem a honra, mais próprios para o linguajar dos botecos. Longe de um grupo queimar o outro, só prejudica o Gladson, porque lhe tira a paz de governar. E, o que mais um governador precisa é de paz. Ou o Gladson exerce a autoridade, ou a zorra continua.

DISCUTINDO O QUE NÃO EXISTE

O SAUDOSO ex-governador Jorge Kalume já dizia que, na política acreana não se faz previsão além de 24 horas, porque o futuro só a Deus pertence. E, o que se vê é um debate açodado, inócuo, sobre quem será o candidato a governador do grupo palaciano em 2026, quando nem ganharam a eleição de 2022. É o carro adiante dos bois.

CONFESSO QUE NUNCA VI

OLHE QUE tenho décadas no jornalismo político, mas nunca vi um cenário com tantas intrigas em uma sucessão estadual, como na sucessão do Gladson Cameli. Quem manda, impõe, é quem está no poder, e o Gladson não aprendeu essa simples lição. Por isso, a confusão toda.

CAMPANHA NAS BASES

O CANDIDATO a deputado estadual pelo PT, Cesário Braga, tem feito uma campanha baseada na escola antiga do ex-deputado Nilson Mourão e da ex-senadora Marina Silva, de firmar a candidatura nas bases partidárias tradicionais. E, ele conhece a velha guarda um por um.

APOIO DOS CACIQUES

O DEPUTADO federal Alan Rick (União Brasil) garantiu ontem ao BLOG já ter o aval da direção nacional do União Brasil para ser o candidato a senador pela sigla, com base de estar pontuando na cabeça em todas as pesquisas realizadas. Quer integrar a chapa do Gladson.

VAI PARA A JUSTIÇA

O DEPUTADO Luiz Gonzaga (PSDB) vai mesmo buscar o seu direito de disputar a reeleição na justiça. A direção do PSDB fechou questão em não lhe dar legenda.

COMENDO PELAS BEIRADAS

MINGAU quente se come pelas beiradas, é o que o ex-senador Jorge Viana (PT), está fazendo, com reuniões nos municípios. Enquanto os candidatos do poder se esgoelam, ele vende o peixe da sua candidatura ao Senado.

NÃO TEM RECUO

O DEPUTADO FEDERAL Flaviano Melo (MDB) me disse ontem não ter proposta que faça o partido se juntar com o governador Gladson, porque o parido vai comas candidaturas da Mara ao governo e Jéssica a senadora.

FESTA SEM GRAÇA

O PDT anunciou ontem numa festa que o partido apoiará o Gladson Cameli á reeleição. Festa sem graça. Novidade seria o PDT apoiar o a candidatura do Jenilson Leite (PSB) ao governo. É o que bisei aqui neste espaço, que o PDT fazia firula e caminharia com o Gladson. Ora, pois!

COMO VAI FICAR?

O DEPUTADO ROBERTO DUARTE (REPUBLICANOS) continua batendo forte no governador Gladson. Mas seu partido apoiará o governador. Como ficará o Roberto nessa história, ele que é candidato a deputado federal.

POUCO CASO

O CANDIDATO a deputado federal pelo REPUBLICANOS, Israel Milani, não está nem um pouco preocupado com sanções, vai acompanhar a mãe e candidata ao Senado, Vanda Milani, que estará na chapa o senador Petecão (PSD).

SEM ALTERNATIVA

O PT vai mesmo se engajar na candidatura do deputado Jenilson Leite (PSB) ao governo, não tem alternativa, já que o Jorge Viana (PT) disputará o Senado.

NÃO PREPARARAM QUADROS

O QUE acontece é que o PT passou 20 anos no poder no estado, e não formou quadros novos para disputas majoritárias. Fora o JV, o único que poderia disputar o governo é o Marcus Alexandre, mas ele será candidato a deputado estadual.

QUEM FALA A VERDADE?

O GRUPO do Gladson fala que ele tem o aval da direção nacional para tirar a candidatura ao Senado da Mailza Gomes. O grupo da Mailza diz ter aval da direção nacional para ela continuar candidata. Quem fala a verdade?

ANCÔRA FORTE

NÃO tirem de tempo a candidatura a deputada federal da Meire Serafim (União Brasil). Foi a deputada estadual mais votada da última eleição, e é ancorada no bom trabalho que faz o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim.

OUTRA QUE ESTÁ NA BRIGA

CONVERSANDO ontem com amigos de Cruzeiro do Sul que conhecem a realidade política do município, foi me dito que uma das candidaturas mais bem posicionadas na região para deputada federal, é a da Keiliane Cordeiro, esposa do ex-prefeito Ilderlei Cordeiro.

BEM MAIS FRACA

COM o ex-prefeito Raimundo Angelim fora do jogo, a chapa de deputado federal da federação que engloba o PT-PCdoB-PV, ficou bem mais fraca, com tendência de fazer apenas um para a Câmara Federal.

BATEU O PESSIMISMO

A IMPRESSÃO que passa é que o presidente Bolsonaro deu a eleição como perdida, ou não estaria se insurgindo novamente contra as urnas eletrônicas, pelas quais se elegeu. Parece seguir a mesma batida do TRUMP.

FRASE MARCANTE

“Em política, até a raiva é combinada”.  Frase do saudoso ex-deputado federal, Ulysses Guimarães.

Continuar lendo

Blog do Crica

Mailza quebra o silêncio sobre sua candidatura ao Senado

Publicado

em

EM DECLARAÇÃO exclusiva ao BLOG DO CRICA, depois de longo silêncio, a senadora Mailza Gomes (PP) mandou ontem (20), às 23 horas e 50 minutos, a seguinte postagem sobre a manutenção da sua candidatura ao Senado: “Boa noite, Luís Carlos, minha base de apoio deseja que eu saia para o Senado. E trabalhei para isso, estou tentando construir essa candidatura da melhor forma com meu partido. Me afastei uns dias para tratamento de saúde, fiz uma cirurgia, retorno no início do próximo mês para essas definições junto com meu grupo, obrigado e um abraço”.

Traduzindo o texto: não pensa em retirar a sua candidatura ao Senado, como quer o governador Gladson Cameli. E agora. Como é que o boi vai dançar?

Mais política no BLOG DO CRICA

Continuar lendo

Blog do Crica

Gladson Cameli: “Alan Rick será meu candidato ao Senado”

Publicado

em

A FRASE acima foi enviada ao BLOG às 23 horas da noite desta sexta-feira (20), em uma mensagem do governador Gladson Cameli, após um jantar que reuniu o seu grupo político para discutir os nomes da sua chapa majoritária. A escolha do deputado federal Alan Rick (União Brasil), se deu pela sua boa colocação em todas as pesquisas.

A questão do vice ficou para ser decidida em outra oportunidade. Não foi explicado ao BLOG se o Alan Rick (União Brasil) integrará a sua chapa ou se o apoio é independente da senadora Mailza Gomes (PP) manter a sua candidatura a mais um mandato. Com isso fica descartado o apoio à candidatura da Márcia Bittar (PL) ao Senado.

Mais política no BLOG DO CRICA.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2021 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados

error: Conteúdo protegido!