Conecte-se agora

Movimento dos Direitos Humanos denuncia: famílias alojadas nos abrigos públicos de Rio Branco estão sendo expulsas sem ter para onde ir

Publicado

em

O coordenador do  Movimento de Direitos Humanos do Acre- MDH/AC, Jocivan Santos, vem denunciando que ás famílias abrigadas no Parque de Exposições Marechal Castelo Branco, estão sendo pressionadas pelas equipes da prefeitura e do governo do estado do Acre com a apoio da Policia Militar, a deixaram os abrigos improvisados mesmo sem terem para onde irem, tendo em vista que alegam a enchente do rio Acre literalmente destruiu as suas moradias.

Josivan disse que “recebi várias ligações dando conta da prisão de um dos ex-abrigados do local aconteceu por ser contrario a retirada das famílias. O cidadão Rosemilson Araujo ficou detido dentro do parque de exposição por varias horas, depois foi encaminhado ao 1º Distrito Policial  sobe a acusação de perturbar o “trabalho público social”, onde permaneceu até 01 hora da madrugada de ontem (18) e foi liberado” relata.

Dado a pressão da PM para que os desabrigados saíssem dos abrigos, [prazo esse estipulado pelas autoridades até as 19h do último sábado], um grupo de ao menos 40 manifestantes decidiram interditar a rodovia AC 40  para chamar a atenção da imprensa. Eles consideram que a retirada é feita de forma “agressiva e arbitrária” do Parque de Exposições.

O assunto imediatamente virou um intenso debate nas redes sociais onde pessoas manifestavam apoio as vítimas da enchente, enquanto o secretária especial do Partido dos Trabalhadores, André Kamai , alegava que “toda assistência estava sendo dada as famílias e que as notícias divulgadas na internet  eram mentirosas um desserviço ao trabalho do governo.

O trabalho de retorno as famílias vítimas da enchente do rio Acre durante a  Operação Volta Para Casa, segundo a coordenação municipal de Defesa Civil, vem sendo feito de forma ordeira e humana e deve ser concluído ainda na manhã desta segunda-feira (19). Quanto as denúncias feitas pelo coordenador do MDH/AC, não quiseram comentar sobre o assunto.

Salomão Matos
Da redação de ac24horas
[email protected]

Acre

Longo participa do lançamento de mutirão de cirurgias na Fundhacre

Publicado

em

O deputado e líder do Governo na Aleac, Pedro Longo, participou nesta terça-feira (17) do evento de lançamento do mutirão de mais de 5 mil cirurgias pela Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre).

Acompanhando o governador Gladson Cameli, o parlamentar destacou que o mutirão é uma conquista importante para as pessoas que aguardam há um tempo pelos procedimentos na fila de espera.

“Quando investimos em saúde, salvamos vidas e cumprimos a nossa missão como representantes do povo. O governador Gladson Cameli é o verdadeiro entusiasta desse avanço tão significativo. A questão das cirurgias já foi um dos maiores gargalos da história desse Estado. Nos sentimos felizes e contemplados”, destacou.

As especialidades ofertadas vão desde cirurgia-geral, vascular, urologia, ginecologia, cabeça e pescoço, até otorrinolaringologia, mastologia e pediatria.

Longo finalizou seu discurso destacando a liderança do presidente da Fundhacre, João Paulo Silva, e o apoio da presidente do Detran, Taynara Martins, que destinou recurso considerável para apoiar o projeto.

Continuar lendo

Acre

Gerlen critica Mazinho por não aplicar emendas de sua autoria

Publicado

em

O deputado Gerlen Diniz (Progressistas) retomou nesta terça-feira (17), durante sessão da Assembleia Legislativa, o debate sobre emendas parlamentares, que têm esbarrado na falta de interesse da prefeitura de Sena Madureira em relação aos recursos alocados por ele.

“O dinheiro pode ser perdido em virtude do período eleitoral. Para se ter uma ideia, o então senador Gladson Cameli alocou emenda para rampa no rio Iaco, mas o equipamento quebrou e nada foi feito para recuperá-lo”, disse Gerlen, relatando outros descasos ocorridos em Sena Madureira.

“Recentemente, pegaram uma usina de asfalto, mas lá em Sena não tem uma rua que não esteja esburacada. Entregaram a usina para uma empresa que a levou para bem longe”, relatou.

“O prefeito se julga Imperador de Sena Madureira e decidiu, sem consultar o Poder Legislativo, comprar um terreno de R$ 2 milhões alegando a implantação de moradias populares. Uma mobilização garantiu a anulação do decreto”, disse Gerlen.

“Aquele gestor acumula 39 ações de impobridade administrativa”, disse Gerlen, afirmando que nada tem sido feito quanto às suas cobranças.

Continuar lendo

Acre

Neném Almeida afirma que cenário no Acre é de terra arrasada

Publicado

em

O deputado Neném Almeida (Podemos) disse nesta terça-feira (17) que o Acre vive profundo abandono. No Parque da Maternidade era lotado de gente praticando esportes nos finais de tarde, mas hoje raramente se vê isso”, citou o parlamentar.

“As ciclovias da BR-364 e do Parque do Tucumã ninguém pedala porque é só buraco. Os centros da juventude estão abandonados. Em qualquer Ceja, em qualquer rua da capital é uma tristeza… o pouco que avançamos está indo para o ralo”, lamentou Almeida.

Segundo o deputado, ao percorrer os municípios do interior é que vê que “está tudo se acabando”, disse, criticando pesquisas que informam ser Gladson Cameli melhor que antecessores imediato.

“O que vejo é destruição, estado arrasado, merendas vencidas e eu me pergunto: será que devemos continuar mais quatro anos?”, disse.

Continuar lendo

Acre

Jenilson: “atual gestão perdeu as condições de cuidar do Acre”

Publicado

em

O deputado Jenilson Leite (PSB) disse nesta terça-feira (17) que o governo tem grandes dificuldades de dialogar com os diversos problemas do Acre, tendo em vista os discursos dos deputados na sessão de hoje.

“São falas de preocupação com os rumos que nosso Estado está tomando. Nosso Estado precisa de um novo direcionamento”, afirmou ele como resumo das queixas e críticas estabelecidas pelos colegas deputados. “Cada dia me animo mais e me comprometo mais com nosso Estado e me predisponho mais para enfrentar os problemas”, disse.

Jenilson alertou que a juventude está atravessando um momento muito ruim, com espaços abandonados e escolas fechadas.

Em relação à conta de luz do acreano, os aumentos comprometem cada vez mais o orçamento das famílias. “A Energisa, no entanto, quer cobrar imposto e inibe a energia solar no Acre”, afirmou o deputado defendendo a implantação de incentivo fiscal para uso da energia solar.

Pré -candidato ao governo, Jenilson Leite fala em modernizar a máquina pública e otimizar o tempo utilizando os processos remotos. “Se a gente não aumenta a participação do setor produtivo, investindo em tecnologia, não geramos mais portas de oportunidade de trabalho”, disse.

O deputado afirmou que há uma discrepância entre a promessa de um mutirão de cirurgias e a falta de material esterilizado na Fundação Hospitalar, o que faz com que a operação tenha que ser adiada.

“Estamos todos percebendo que o Acre precisa de um novo direcionamento. A atual gestão está perdendo as condições de cuidar do povo acreano”, completou.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!