Conecte-se agora

Vereadores da base e secretários de Angelim tomam uma surra de vara verde durante sessão itinerante na Nova Estação

Publicado

em

Jairo Carioca,
da redação de ac24horas
[email protected]

A ausência do prefeito Raimundo Angelim, do PT, na manhã de hoje (15) na sessão itinerante realizada na Nova Estação e adjacências, deixou os vereadores da base de sustentação numa verdadeira “saia justa”.  Os seis secretários presentes ao evento requerido pelo vereador Cabide tomaram uma surra de vara verde. “Nós viemos aqui para falar com o prefeito”, disse o senhor Valdemar Oliveira. Rechaçando o tom de cobranças, o presidente da sessão, vereador Elias Campos [PRP], disse que “o prefeito hoje aqui é representado pelos secretários”.

Não adiantou muito. De cada cinco cobranças feitas pelos moradores que se inscreveram, três foram relacionadas à melhoria do transporte coletivo. “Os ônibus chovem dentro, demoram muito e andam lotados”, disse Anazildo Vieira. A falta de sinalização em frente à escola São Francisco também gerou várias reclamações por parte dos vereadores.

Gidson Mendes, disse que há dois anos engenheiros passaram na travessa Altamira e Arnoldo Barros, prometendo pavimentação que não aconteceu. Mendes também cobrou a conclusão da obra do Igarapé Fundo, canal que corta parte do bairro Nova Estação.

– Os cursos de microcrédito também ficaram na palavra, não aconteceram. Quero saber também o que aconteceu com a titulação dos bairros, vocês só sabem vir aqui quando é para pedir votos  – acrescentou Mendes.

Ainda de acordo os moradores, na Rua Marivan Oliveira, há 25 anos nunca caiu água. “Só vem a conta pra gente pagar”, disse Anazildo Vieira. Outro tom pesado das criticas feitas à administração municipal vieram dos moradores do bairro Monte Alto. Segundo os moradores, um esgoto a céu aberto contamina os poços da região.

Para oposição foi um prato cheio. Criticando a ausência do prefeito, o vereador Anute [PPS], disse que “o prefeito Raimundo Angelim não atende nem quem tem mandato, quanto mais o povo”. Anute disse que a recuperação da cidade de Rio Branco em bairros que não foram alagados, “é mais um atestado de incompetência dado ao município”, acrescentou.

O líder do prefeito, vereador Gabriel Forneck, disse que as obras pararam em algumas ruas por causa da intensificação do verão. Forneck agradeceu a presença dos moradores e garantiu que os problemas da comunidade serão resolvidos no verão. Ele não falou se o prefeito Raimundo Angelim foi ou não convidado para o evento.

Para o vereador Alisson Bestene, o discurso do líder do prefeito lhe causou surpresa. “A propaganda diz que o Ruas do Povo é construindo de inverno a verão! Mudou o discurso?”, questionou o progressista. Ele cobrou ainda o cumprimento dos acordos do Programa de Gestão Participativa, que segundo o vereador “foi abandonado pelo prefeito Angelim”.

O diretor da Emurb, Jakson Pinheiro disse que as obras do bairro estão contempladas pelo PAC através do Pró-Transportes. R$ 7,8 milhões é o montante de recursos que devem ser investidos durante o verão. Segundo o secretário, serão executadas 34 ruas, 9 km de vias, 18 vias de sarjetas e 24 metros de calçadas.

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Acre já tem 19 cidades vacinando pessoas de 18 anos contra Covid-19

Publicado

em

Dos 22 municípios acreanos, pelo menos 19 já estão imunizado pessoas acima de 18 anos contra os efeitos da Covid-19. Até esta segunda-feira, 26, só os municípios Bujari, Jordão e Porto Acre não constam vacinando o público mais jovem amparado pela campanha de vacinação.

O feito só foi possível após a chegada de mais doses da vacina contra o novo coronavírus destina a essa faixa etária. À reportagem do G1 no Acre, a prefeitura de Bujari informou que só deverá iniciar a vacinação aos mais jovens a partir desta terça-feira (27).

O município de Santa Rosa do Purus foi o que primeiro a ampliar a imunização às pessoas acima de 18 por conta da pouca procura pelas doses.

Rio Branco começou nesta segunda a vacinar esse público em 12 pontos de vacinação, que funcionam das 8h às 16. Até o momento, o estado recebeu 686.170 doses de vacinas e aplicou 442.500. Desse total, 329.826 para a primeira dose, 104.216 da segunda e 8.458 dose única.

Continuar lendo

Acre

Acre registra mais uma morte e 35 novos casos de Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) em boletim divulgado na tarde desta segunda-feira, 26, informou o registro de 35 novos de infecção por coronavírus, sendo seis confirmados por exames RT-PCR e 29 resultados de testes rápidos, fazendo com que o número de infectados salte para 86.987 nas últimas 24 horas.

Uma notificação de óbito foi registrada nesta segunda, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 1.797 em todo o estado. O óbito era de uma moradora de Cruzeiro do Sul, M.G.S., de 58 anos, que deu entrada no dia 4 de julho, no Hospital Regional do Juruá.

Até o momento, o Acre registra 237.616 notificações de contaminação pela doença, sendo que 150.621 casos foram descartados e 8 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 83.122 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 29 seguem internadas até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a Covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Continuar lendo

Acre

Gerente de loja assaltada no Juruá diz que 190 atendido em Rio Branco favorece o crime

Publicado

em

O gerente de uma loja assaltada no último sábado, 24, no bairro Aeroporto Velho, na cidade de Cruzeiro do Sul, Wilson Perim, reclama que o direcionamento das ligações do 190 para Rio Branco, que por sua vez  aciona a base de Cruzeiro do Sul, atrasa a ação da Polícia Militar e favorece o crime e as fugas.

Ele relata que a Polícia Militar estava há menos de 2 quilômetros da loja na hora do crime, mas apareceu no local cerca de 10 minutos depois de ser acionada. Ele conta  que a ligação para o 190 foi atendida em Rio Branco, que acionou as guarnições de Cruzeiro.

“Esse tempo que se perde entre ligação de Cruzeiro do Sul para Rio Branco e depois de volta pra Cruzeiro favorece o crime, os bandidos e a fuga deles. Fui assaltado 2 vezes em 9 meses e agora o prejuízo foi de R$ 36.800. Os policiais na hora da ligação estavam posicionados na escola Juscelino Kubitschek, a menos de 2 quilômetros da loja. Se houvesse rapidez nessa comunicação, os assaltantes poderiam ser pegos em flagrante , pois os assaltantes ficaram aproximadamente 6 a 8 minutos na loja”, desabafa preocupado.

No vídeo é possível ver  os assaltantes renderem uma cliente e duas vendedoras e sendo agressivos com uma das funcionárias da loja, que é mantida presa pelo pescoço pelo criminoso.

O comandante do Centro Integrado de Segurança Pública – CIOSP Acre, tenente-coronel Casagrande, explica que a mudança trouxe um ganho para os usuários,  já que a central na capital tem um efetivo maior para atender as ligações e repassar os casos para cada município.

Segundo ele, esse sistema será modificado com a chegada de smartphone, que serão destinados para as guarnições de Cruzeiro do Sul, quando o intermediário será eliminado. “O Ciosp atenderá em Rio Branco e passará a ocorrência direto para as guarnições de Cruzeiro do Sul por meio dos smartphones sem passar por uma base, como ocorre atualmente. Os aparelhos estão sendo  adquiridos”, relata.

Veja o vídeo:

Continuar lendo

Acre

Idosos encaram longas filas para realização da prova da vida no Acre

Publicado

em

Na manhã desta segunda-feira, 26, a agência do Bradesco, localizada na região central, registrou longas filas, em Rio Branco. A fila reúne dezenas de pessoas, muitos deles idosos, que desciam a rua Arlindo Leal.

As longas filas ocorrem devido a suspensão desde março por conta da pandemia da covid-19, da prova de vida para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que foi retomada no 1º de junho. No Acre, são esperados cerca de 100 mil beneficiários para passar pelo procedimento.

O objetivo é evitar fraudes e pagamentos indevidos, garantindo a manutenção do benefício. Desde março de 2020, a exigência da prova de vida estava suspensa pelo INSS por causa da pandemia.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas