Rio Iáco volta a subir e famílias retornam para os abrigos

Diversas famílias que já estavam em casa tiveram que voltar para os abrigos devido à cheia do rio Iáco, em Sena Madureira. De sábado para domingo, o nível das águas subiu 21 centímetros.


Os números Defesa Civil indicam que hoje o nível do rio é de 16,36 metros, acima da cota de transbordamento, que é de 15,20 metros.


Das 1.500 famílias expulsas de casa pelas águas na primeira enchente, grande parte permanece na casa de parentes ou em abrigos oferecidos pela prefeitura. Prevendo uma nova cheia do rio, a Defesa Civil desautorizou o retorno dos desabrigados, mas como alguns descumpriram a advertência, agora tiveram que sair novamente por causa da segunda enchente.


Locais onde o trânsito já havia sido liberado voltaram a ficar inundados nas ultimas horas, como é o caso de ruas, como Maranhão e Bolevard Cafezal (bairro Cafezal), Benjamin Constant e Piauí (Centro).


Na manhã deste domingo, o representante da CMDC, Carlos D’Ávila, recebeu notícias otimistas sobre vazante nas cabeceiras dos rios que influenciam diretamente na cheia aqui na cidade.


Escolas da rede estadual retomam aulas hoje em Sena


A Secretaria Estadual de Educação confirmou para hoje o início do ano letivo em Sena Madureira. Segundo o coordenador do núcleo do SEE, Marcos Sampaio, as aulas serão iniciadas somente nas escolas que não foram ocupadas pelos desabrigados da enchente.


Nas escolas Instituto Santa Juliana, Dom Julio Mattioli e Assis Vasconcelos as aulas não tem previsão para começar, segundo orientação da Defesa Civil.


Na rede municipal a data para o início das aulas ainda não foi confirmada.


Da redação com informações do site Sena em Destaque


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido
plugins premium WordPress