Conecte-se agora

Escola Municipal Antônio Pena, em Sena Madureira, o retrato da educação em preto e branco

Publicado

em

Jairo Carioca,
da redação de ac24horas
[email protected]

O ac24horas inicia nesta sexta-feira (08) uma série de reportagens realizadas através de uma investigação voltada para área de educação no interior do Acre. A produção de Jairo Carioca conta com a contribuição de vários agentes, entre eles: professores, diretores, secretários municipais, secretaria de educação do Estado, políticos e a comunidade. Tem como objetivo, conhecer a realidade da escola acreana que chega aos lugares mais isolados. Como é feita as transformações sociais nesse contexto. Quais os conjuntos de problemas que serão enfrentados pelos próximos gestores?

Nossa viagem começa pelo Rio Iaco. A subida foi no período em que o manancial se apresenta de forma mais volumosa, no famoso inverno amazônico. Cinco dias de barco pelas belezas do subsidiário do Rio Purus. O percurso nos deu uma visão bastante completa e segura do que é fazer educação nessa região. Até chegar à comunidade Santa Ana registramos cenas de legalidade, de ilegalidade, destruição, fome, necessidade, coragem. No coração da selva amazônica, nos deparamos com a luta do homem brasileiro.

– Quem cedeu essa tapera foi a comunidade, o governo não queria construir uma escola! – exclamou o senhor Purú. Ele foi quem recepcionou a caravana composta também por vereadores e deputados estaduais.

O pardieiro que Purú se refere é a escola onde os seus filhos e um total de 15 alunos estudam de primeira à quarta série. Contou-nos ainda o homem de confiança da região, que alguns alunos atravessam igarapés e andam cerca de trinta minutos e até uma hora, para chegar ao local.

– Aqui não chega merenda escolar não. É muito difícil! A gente se vira com o que tem mesmo – acrescentou.

Faltam cadeiras. Não existem bebedouros, carência de professores, não existe instalação hidráulica e nem de banheiros. A escola Antônio Pena é o retrato fiel do que enfrentam alunos do interior. Por aqui, parte dos R$ 17 milhões destinados ao Pró-Acre em 2011 ainda não chegou. Tudo ainda parece ser um sonho na vida da comunidade. Isolada, sem educação, sem saúde e assistência técnica, os sonhos permanecem apenas nas palavras. O verde que cerca a área com esplendor e beleza, fica preto e branco, quando o assunto é educação.

– A gente espera que um dia o governo se lembre da gente aqui!- disse seu Purú.

Em Sena Madureira, a fotografia que mostra a estrutura da escola e de outras encontradas em precárias condições na região, foi pauta de debate na Câmara Municipal. O vereador Josandro Cavalcante [PSDB], cobrou do prefeito Nilson Areal, providências para a construção de escolas dignas para a comunidade. O discurso parece ter encontrado eco. Segundo a secretária de educação do município, professora Maria José, a obra para a construção da Escola Antônio Pena foi licitada.

– Os empreiteiros estão lá dentro da comunidade. Vão retirar madeira na região mesmo, não tem como levar da cidade. É muito longe. A escola foi aberta no ano passado, existe uma contrapartida nos recursos de R$ 8 mil destinados pelo Pró-Acre, se não fosse o esforço do prefeito, não daria para atender a comunidade – destacou a secretária.

A boa notícia chega também para as escolas Barão do Rio Branco, Santa Ana e Tabatinga. Todas em precárias condições. Segundo Maurilho da Costa Silva, coordenador estadual dos subprojetos Escolares, a secretaria de estado de educação e esporte, firmou no final de 2011 termos de convênios e transferiu recursos para os Conselhos e Consórcios Escolares em Sena Madureira, beneficiando 63 escolas rurais da rede estadual. Ao todo, está sendo investido R$ 1,7 milhão.

Ainda de acordo o coordenador, no exercício de 2010, foram firmados 14 termos de convênios, parte ainda em execução, totalizando R$ 717.237,46, beneficiando 35 escolas rurais, sendo 31 da Prefeitura e 4 do Estado. O somatório de recursos aplicados pelo programa somente em Sena Madureira perfaz um investimento entre 2010 e 2011, de R$ 2,4 milhões. O dinheiro deveria beneficiar 98 escolas rurais da rede estadual e municipal de ensino.

– Deveria, por que na prática o que encontramos na zona rural são escolas que como você próprio viu estão todas acabadas – comenta o vereador Josandro.

Alguns prédios encontrados pela Caravana do Iaco, a tinta ainda é do tempo do ex-governador Jorge Viana. A logomarca ainda registra o projeto de Florestania que foi abandonado pelo atual governador Tião Viana.

A professora Maria José disse que assumiu a secretária de educação em abril e que ao chegar à pasta, todas as licitações já haviam sido homologadas. São repassados pelo Fundeb em média, recursos que variam entre R$ 800 à R$ 1 milhão/mês.

LEIA TAMBÉM:

Retrato do abandono: Escola Rural de Epitaciolândia

Inusitado: Boi morre eletrocutado em escola de Brasileia

Acre

César Messias é homologado 1º suplente de Jenilson Leite

Publicado

em

Em convenção realizada na última sexta-feira, 5, o Partido Social Brasileiro (PSB) referendou o nome do ex-deputado federal e presidente da sigla, César Messias, como primeiro suplente.

Messias já foi vice-governador por dois mandatos e ex-prefeito de Cruzeiro do Sul. Ele também foi deputado estadual e federal. Sobre a escolha, Jenilson afirma que a experiência e comprometimento de César fortalece a sua candidatura.

“O nosso grupo é muito qualificado. Nós temos um companheiro, que se hoje nós fossemos comparar essas eleições a uma partida de futebol, nós diríamos que temos um dos melhores técnicos, que é o nosso companheiro César Messias. César te agradeço muito pela firmeza”, declarou o candidato.

Conforme a legislação eleitoral, cada candidato escolhe dois suplentes que não recebem salário no Senado, a menos que o titular do cargo seja afastado e eles tomem posse.

Continuar lendo

Acre

Friale prevê nova onda de frio polar no Acre e temperatura deve cair

Publicado

em

Uma forte onda de frio polar deve chegar ao Acre nesta terça-feira, 9, derrubando a temperatura, cujas mínimas, ao amanhecer dos dias seguintes, pode oscilar entre 11 e 14ºC em Rio Branco, Brasileia, Assis Brasil e cidades próximas.

As rajadas de vento poderão passar de 50km/h, em alguns pontos. Segundo o portal O Tempo Aqui, do pesquisador Davi Friale, todos os municípios do estado serão atingidos por esta massa de ar polar. Em Cruzeiro do Sul e proximidades, as mínimas, vão oscilar entre 15 e 18ºC.

Em Rio Branco, os primeiros ventos desta friagem começarão a soprar a partir do fim da manhã desta terça-feira, dia 9 de agosto, mas será na quarta-feira que as rajadas serão mais intensas. A partir de quarta-feira, os dias ficarão secos e ensolarados e as noites estreladas e frias.

Com informações do O Tempo Aqui

Continuar lendo

Acre

Justiça Federal determina reativação do Conselho Penitenciário do Acre

Publicado

em

Acolhendo parcialmente pedidos feitos em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF), a Justiça Federal deu prazo de 30 dias para que o governo do Acre reative o Conselho Penitenciário do Estado do Acre (Copen), com a adoção de medidas administrativas (apoio logístico, garantia de acesso aos locais e às informações, estrutura física, acesso aos sistemas administrativos) para o seu efetivo funcionamento.

Na instrução do processo, o Estado do Acre alegou que o Copen tem realizado suas funções, porém a decisão demonstra que desde 2015 o Copen está desativado e não há fiscalização das unidades prisionais acreanas. Sobre isso, o juiz federal Jair Araújo Facundes é taxativo ao dizer que “em se tratando de fiscalização da execução penal, o Estado não pode atuar timidamente, uma vez que o sistema penitenciário, no Brasil, é marcado por graves violações aos direitos humanos.”

No julgamento do mérito da ação, serão decididos os outros pedidos formulados pelo MPF, como a remuneração dos integrantes do Copen e a indenização de R$ 1 milhão por danos morais coletivos, a serem destinados à melhoria do sistema penitenciário, em projetos a serem elaborados com o auxílio do Copen, da sociedade civil, das pessoas privadas de liberdade e do MPF.

O andamento da ação pode ser acompanhada pelo número 1006194-83.2022.4.01.3000.

Continuar lendo

Acre

Acre tem mais um caso suspeito da varíola dos macacos registrado

Publicado

em

Uma mulher de 35 anos é o mais novo caso suspeito da varíola dos macacos (Monkeypox) na capital acreana. A paciente deu entrada neste domingo, 7, na UPA Franco Silva, localizada na Sobral, com cefaléia e erupções cutâneas, sintomas da doença.

A Secretaria Estadual de Saúde confirmou que foi feita coleta de amostra para exame laboratorial e que a paciente foi medicada e segue em isolamento domiciliar. Apesar dos sintomas, a paciente informou que não viajou e nem teve contato com pessoas que tenham viajado.

Com esse novo caso, o Acre soma 5 casos suspeitos e 4 descartados. O único caso confirmado da doença em Rio Branco já recebeu alta médica.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!