Conecte-se agora

Escola Municipal Antônio Pena, em Sena Madureira, o retrato da educação em preto e branco

Publicado

em

Jairo Carioca,
da redação de ac24horas
[email protected]

O ac24horas inicia nesta sexta-feira (08) uma série de reportagens realizadas através de uma investigação voltada para área de educação no interior do Acre. A produção de Jairo Carioca conta com a contribuição de vários agentes, entre eles: professores, diretores, secretários municipais, secretaria de educação do Estado, políticos e a comunidade. Tem como objetivo, conhecer a realidade da escola acreana que chega aos lugares mais isolados. Como é feita as transformações sociais nesse contexto. Quais os conjuntos de problemas que serão enfrentados pelos próximos gestores?

Nossa viagem começa pelo Rio Iaco. A subida foi no período em que o manancial se apresenta de forma mais volumosa, no famoso inverno amazônico. Cinco dias de barco pelas belezas do subsidiário do Rio Purus. O percurso nos deu uma visão bastante completa e segura do que é fazer educação nessa região. Até chegar à comunidade Santa Ana registramos cenas de legalidade, de ilegalidade, destruição, fome, necessidade, coragem. No coração da selva amazônica, nos deparamos com a luta do homem brasileiro.

– Quem cedeu essa tapera foi a comunidade, o governo não queria construir uma escola! – exclamou o senhor Purú. Ele foi quem recepcionou a caravana composta também por vereadores e deputados estaduais.

O pardieiro que Purú se refere é a escola onde os seus filhos e um total de 15 alunos estudam de primeira à quarta série. Contou-nos ainda o homem de confiança da região, que alguns alunos atravessam igarapés e andam cerca de trinta minutos e até uma hora, para chegar ao local.

– Aqui não chega merenda escolar não. É muito difícil! A gente se vira com o que tem mesmo – acrescentou.

Faltam cadeiras. Não existem bebedouros, carência de professores, não existe instalação hidráulica e nem de banheiros. A escola Antônio Pena é o retrato fiel do que enfrentam alunos do interior. Por aqui, parte dos R$ 17 milhões destinados ao Pró-Acre em 2011 ainda não chegou. Tudo ainda parece ser um sonho na vida da comunidade. Isolada, sem educação, sem saúde e assistência técnica, os sonhos permanecem apenas nas palavras. O verde que cerca a área com esplendor e beleza, fica preto e branco, quando o assunto é educação.

– A gente espera que um dia o governo se lembre da gente aqui!- disse seu Purú.

Em Sena Madureira, a fotografia que mostra a estrutura da escola e de outras encontradas em precárias condições na região, foi pauta de debate na Câmara Municipal. O vereador Josandro Cavalcante [PSDB], cobrou do prefeito Nilson Areal, providências para a construção de escolas dignas para a comunidade. O discurso parece ter encontrado eco. Segundo a secretária de educação do município, professora Maria José, a obra para a construção da Escola Antônio Pena foi licitada.

– Os empreiteiros estão lá dentro da comunidade. Vão retirar madeira na região mesmo, não tem como levar da cidade. É muito longe. A escola foi aberta no ano passado, existe uma contrapartida nos recursos de R$ 8 mil destinados pelo Pró-Acre, se não fosse o esforço do prefeito, não daria para atender a comunidade – destacou a secretária.

A boa notícia chega também para as escolas Barão do Rio Branco, Santa Ana e Tabatinga. Todas em precárias condições. Segundo Maurilho da Costa Silva, coordenador estadual dos subprojetos Escolares, a secretaria de estado de educação e esporte, firmou no final de 2011 termos de convênios e transferiu recursos para os Conselhos e Consórcios Escolares em Sena Madureira, beneficiando 63 escolas rurais da rede estadual. Ao todo, está sendo investido R$ 1,7 milhão.

Ainda de acordo o coordenador, no exercício de 2010, foram firmados 14 termos de convênios, parte ainda em execução, totalizando R$ 717.237,46, beneficiando 35 escolas rurais, sendo 31 da Prefeitura e 4 do Estado. O somatório de recursos aplicados pelo programa somente em Sena Madureira perfaz um investimento entre 2010 e 2011, de R$ 2,4 milhões. O dinheiro deveria beneficiar 98 escolas rurais da rede estadual e municipal de ensino.

– Deveria, por que na prática o que encontramos na zona rural são escolas que como você próprio viu estão todas acabadas – comenta o vereador Josandro.

Alguns prédios encontrados pela Caravana do Iaco, a tinta ainda é do tempo do ex-governador Jorge Viana. A logomarca ainda registra o projeto de Florestania que foi abandonado pelo atual governador Tião Viana.

A professora Maria José disse que assumiu a secretária de educação em abril e que ao chegar à pasta, todas as licitações já haviam sido homologadas. São repassados pelo Fundeb em média, recursos que variam entre R$ 800 à R$ 1 milhão/mês.

LEIA TAMBÉM:

Retrato do abandono: Escola Rural de Epitaciolândia

Inusitado: Boi morre eletrocutado em escola de Brasileia

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Presidente do BNDES trará comitiva ao Acre para discutir parcerias

Publicado

em

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, desembarca no Acre nesta segunda-feira, 26, para discutir parcerias e projetos com o governo do Acre e os municípios.

Montezano e sua equipe farão uma série de visitas não apenas Rio Branco, mas Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves, Assis Brasil, entre outras cidades do Acre oferecendo parcerias para iniciativas de desenvolvimento em diversos setores, como, por exemplo, agropecuária sustentável e saneamento básico.

Segundo informações, a visita do presidente do BNDES durará até sexta-feira, 30, e tem como principal motivo as concessões de saneamento em diversos Estados brasileiros, inclusive nas regiões Norte e Nordeste, atraindo investimentos e recursos aos municípios.

Continuar lendo

Acre

Comitê mantém as três regionais do Acre na bandeira amarela

Publicado

em

Em nova avaliação, o Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 do Estado do Acre decidiu, nesta sexta-feira, 23, manter as três regionais de saúde do Estado do Acre em Nível de Atenção (Bandeira Amarela).

A decisão, assinada pela secretária de saúde, Paula Mariano, se baseia no relatório e análises técnicas do Grupo de Apoio ao Pacto Acre Sem Covid (GAPASC) acerca do cenário Epidemiológico e Assistencial, que levou em conta o baixo número de óbitos e de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Com a nova avaliação, permanecem todas as medidas já em vigor desde a classificação anterior. Na bandeira amarela é permitido competições de futebol profissional, amistosos e treinamentos no âmbito das entidades vinculadas à Federação de Futebol do Acre; além de escolinhas de futebol para o público infantil e atividades do atletismo. Teatros, cinemas e apresentações culturais também poderão retomar, mas com os devidos cuidados.

Além disso, está liberado eventos corporativos, acadêmicos, técnicos e científicos, bem como eventos comemorativos e sociais, tais como casamentos, aniversários e outros tipos de confraternizações realizados em igrejas, cerimoniais, restaurantes e buffets podem retomar com capacidade limitada a 50% dos espaços.

Continuar lendo

Acre

Acre registra morte de três mulheres em decorrência da Covid-19

Publicado

em

Em boletim divulgado na tarde desta sexta-feira, 23, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) registrou 11 novos casos de infecção por coronavírus, sendo todos confirmados por exames RT-PCR, fazendo com que o número de infectados salte para 86.855 nas últimas 24 horas.

Segundo o boletim, o Estado do Acre registrou mais três mortes, sendo todas do sexo feminino, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 1.796 em todo o estado. Das três, apenas uma era do grupo de risco da doença, ou seja, acima de 60 anos.

Até o momento, o Acre registra 236.576 notificações de contaminação pela doença, sendo que 149.689 casos foram descartados e 32 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 83.022 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 33 seguem internadas até o fechamento deste boletim.

Continuar lendo

Acre

Duarte visita municípios do Juruá para prestar conta do mandato

Publicado

em

Desde o início da semana, o deputado estadual Roberto Duarte cumpre agenda nos municípios do Vale do Juruá. O objetivo é prestar contas do seu mandato, apresentando as suas principais ações e como isso está contribuindo com as demandas dos municípios.

“Estou aproveitando o recesso parlamentar para visitar os municípios. Estou em Cruzeiro do Sul, hoje, e retornarei para Rio Branco na semana que vem. Vamos parando nas cidades para prestar contas do mandato e mostrar tudo que estamos fazendo pelo Acre”, comentou Roberto Duarte.

Ao longo desta semana, o parlamentar utilizou as suas redes sociais para apresentar algumas reivindicações, como, por exemplo, a necessidade de contratação de médicos para a Unidade Básica de Saúde de Rodrigues Alves. “Eles estão há dois meses sem médicos aos domingos e terças-feiras, à noite, causando transtornos para a população”, disse Roberto Duarte.

Em uma das suas agendas em Cruzeiro do Sul, o parlamentar visitou o Loteamento Terças e denunciou o abandono do local. “Simplesmente falta tudo. Os moradores convivem com esgoto a céu aberto, matagal e muito lixo. Eles não querem nenhum privilégio, apenas o que é de direito. Vamos levar esse assunto aos gestores para tomada de providências”, destacou Duarte sem suas redes sociais.

Seguindo o planejamento, o deputado estadual Roberto Duarte visitará os municípios do Baixo e Alto Acre ainda durante o recesso parlamentar da Assembleia Legislativa do Estado do Acre.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas