Conecte-se agora

Rio Branco já tem pré-candidaturas definidas para as eleições de 2012

Publicado

em

Jairo Carioca,
da redação de ac24horas
[email protected]

Com a baixa no volume das águas do Rio Acre a temperatura subiu no cenário político. Na sexta-feira, não se falou em outra coisa senão na sucessão municipal. As reuniões da Frente Popular do Acre e as prévias do PMDB suplantatam até o lançamento da operação de limpeza da cidade [mega evento organizado pelo governador Tião Viana]. As atenções de jornalistas e colunistas políticos estiveram voltadas para o auditório da Aleac e para a sede do PMDB, na Avenida Antônio da Rocha Viana, de onde duas pré-candidaturas à Prefeitura de Rio Branco foram definidas: Marcus Alexandre, pela FPA e Fernando Melo, do PMDB. Ao lado de Tião Bocalom [PSDB], esses são os três nomes da sucessão de Raimundo Angelim.

Entre os concorrentes o único que já foi deputado estadual, federal e secretário de estado é Fernando Melo. O advogado surge na oposição com a missão de trazer o número 15 do PMDB de volta às ruas. Mas tem outros desafios pela frente. A homologação de seu nome nas prévias da sexta-feira (2), não encobriu a cizânia com João Correia, que vem se apresentando como seu principal adversário dentro do próprio partido. Correia tem dito nos quatro cantos de Rio Branco que Fernando Melo é um enviado da Frente Popular do Acre com o apoio de Sérgio Petecão. Dando sinais de que esse papo faz parte do passado, após as prévias, Melo disse à jornalistas que a missão agora é cuidar de seu plano de governo.

O segundo candidato da oposição, Tião Bocalom, do PSDB, está em São Paulo desde sexta-feira (02). Além do encontro com Geraldo Alckmin e José Serra, Bocalom se reúne com marqueteiros de sua campanha, presente que ganhou de lideranças tucanas. Figurando como a coqueluche do momento, Bocalom sofre pressões iguais a de seus adversários. Com 46% das intenções de votos apontadas na última pesquisa [dezembro de 2011], o matemático estuda a fórmula certa para manter a memória eleitoral.

Além dessa equação, Bocalom precisa resistir às pressões dos partidos parceiros: DEM, PPS e PTdoB, sendo que os dois primeiros se dizem donos da vaga de vice na chapa do tucano. Como não conta com o poder midiático, o tempo de rádio e televisão é o grande trunfo buscado pelos tucanos que precisarão de muito jogo de cintura para conquistar novos aliados, entre eles, o PP do deputado federal Gladson Cameli. Como acomodar essa onda ao estilo político de Bocalom, só o tempo vai dizer.

O terceiro candidato à sucessão de Angelim, o engenheiro Marcus Alexandre, teve seu nome homologado nesta sexta-feira (2). Com a máquina pública como aliada, e com o cacife político dado pelo governador Tião Viana, Marcus Alexandre pode até surpreender, mas terá enormes obstáculos para se consolidar como um candidato viável, capaz de representar a nova corrente política da Frente Popular do Acre, como deseja a cúpula petista. Além de densidade eleitoral, o maior desafio está dentro da própria casa: saber até onde poderá contar com o apoio da aguerrida militância do PCdoB. A saída embrutecida de Perpétua Almeida da reunião que definiu a candidatura da Frente Popular mostra que a chaga não foi curada. Além disso, Marcus conta como ponto negativo, a extensa ficha que aponta “rolos” nos contratos licitados na construção da BR 364 e ainda, nos contratos herdados de Nakamura, na administração do ex-governador Jorge Viana. Sobre ele pairam muitas suspeitas de irregularidades como gestor.

Acre

Petecão já levou plano de governo a mais de dez instituições

Publicado

em

O candidato a governador pela coligação “Com a Força do Povo”, Sérgio Petecão (PSD), mantém uma intensa agenda de trabalho desde que registrou sua chapa no Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), na semana passada. Ao lado do projeto de Petecão ao governo está o advogado João Tota Filho (PSD) como candidato a vice-governador, e a deputada federal Vanda Milani (Pros), candidata ao Senado Federal. A agenda do candidato sempre tem início nas primeiras horas da manhã e se estende até tarde da noite.

Nesta quarta-feira (10), Petecão se reuniu pela manhã com líderes evangélicos que integram a Associação de Ministros Evangélicos do Acre (Ameacre). Foram discutidas questões ligadas às políticas públicas voltadas ao bem estar da população. Uma das propostas de governo de Petecão é aproximar as organizações religiosas do governo, no sentido de melhorar a assistência social à população. “Torcemos para que de fato ele possa concretizar esse projeto, e que isso possa se converter em melhores condições de vida para a população”, afirma Eldo Gama, presidente da Ameacre.

Petecão também se reuniu com dirigentes do Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo do Acre – CAU/AC para apresentar a proposta do plano de governo e discutir questões ligadas à infraestrutura, obras públicas e à situação dos profissionais da arquitetura que integram o quadro de servidores públicos do Estado, e que estão com salários defasados há quase uma década.

“Ele se mostrou muito aberto para colocar em pauta as questões que dizem respeito à nossa atividade profissional, então ficamos muito honrados com a visita e desejamos boa sorte a ele”, declara a presidente do Conselho, Dandara Lima.

Na última terça-feira. Petecão foi recebido pela diretoria da Federação das Indústrias do Estado do Acre. O candidato apresentou a proposta de plano de governo e discutiu as medidas que irá implementar para alavancar o desenvolvimento do estado, caso seja eleito. O plano de governo do candidato, elogiado pela direção da entidade, também traz em suas diretrizes o incentivo à atividade econômica por meio do fomento à indústria.

No início desta semana, Petecão se reuniu com a diretoria da Associação de Delegados da Polícia Civil do Acre (Adepol), para mostrar o plano de governo e discutir questões ligadas à Segurança Pública, como as políticas de prevenção e combate à violência. O candidato também recebeu representas dos oficiais e praças da Polícia Militar do Acre, que expressaram ao candidato insatisfação com a atual situação da corporação em relação às condições de trabalho.

Na semana passada, Petecão visitou também as instituições representativas dos trabalhadores da área da saúde. Em visitas que fez ao Conselho Regional de Enfermagem – Coren-AC, e ao Sindicatos dos Médicos – Sindmed-AC, o candidato apresentou a proposta de plano de governo e debateu questões ligadas à melhoria da oferta dos serviços públicos de saúde em todo o estado.

A primeira instituição visitada pelo candidato, logo após efetivar o registro de candidatura, foi a Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/AC. O convite partiu do próprio candidato a vice-governador Tota Filho (PSD), que também é advogado, onde foram tratados temas ligados ao fortalecimento da democracia e à atuação dos órgãos de controle externo da gestão pública.

Na última semana, Petecão já se reuniu com dirigentes de 12 instituições representativas da sociedade organizada para apresentar as propostas de plano de governo e discutir os principais problemas que o Acre enfrenta. “Todas as entidades tem se mostrado receptivas à nossa visita, tenho sido muito bem recebido e essa será uma marca de nosso governo. Vamos governar ouvindo a sociedade”, diz Petecão.

Continuar lendo

Acre

Presidiário é encontrado morto dentro de cela na FOC

Publicado

em

O presidiário Erik Bascio Braga, 26 anos, foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira, 10, dentro de uma cela do pavilhão Q (pavilhão de triagem), do Complexo Penitenciário Francisco D’Oliveira Conde, em Rio Branco.

Segundo informações do Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN), Erick deu entrada na unidade na tarde no dia 09, após passar pelo exame de corpo de delito na Polícia Civil que constatou que o detento estava com lesões pelo corpo. O detento, que foi preso pelo crime de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, dividia a cela com outros três presidiários e pela manhã os presos tentaram acordar Erick e perceberam que ele estava morto.

Policiais Penais foram chamados pelos detentos e quando chegaram na cela encontraram Erick sem vida. Policiais Penais informaram a reportagem do ac24horas que o detento não foi agredido na cela pelos outros presidiários.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e o Médico atestou a morte do detento.

A área foi isolada para os trabalhos do Perito em criminalística. O corpo do presidiário foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

O caso será investigado pela Polícia Civil.

Continuar lendo

Acre

Acre tem mais de 300 casos e uma nova morte por Covid-19

Publicado

em

O estado do Acre voltou a registrar óbito em decorrência de complicações da infecção pelo novo coronavírus nesta quarta-feira (10). Além disso, foram registrados 313 novos casos da doença. O número de infectados notificados é de 146.883 em todo o estado.

O número oficial de mortes por covid-19 suba para 2.022 em todo o estado. O paciente P. J. B, de 40 anos, morador de Rio Branco, faleceu no dia 26 de julho em uma unidade hospitalar da capital.

Até o momento, o Acre registra 352.723 notificações de contaminação pela doença, sendo que 205.833 casos foram descartados e 7 exames de RT-PCR aguardam análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 129.179 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 19 continuavam internadas até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS) e estão sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Continuar lendo

Acre

Casa que desabou não tinha permissão para construção

Publicado

em

A capital acreana contabilizou três ocorrências devido ao vendaval que acometeu em vários bairros de Rio Branco no final da tarde dessa terça-feira (9). Segundo o Corpo de Bombeiros, a edificação que desabou e acabou ferindo um cachorro não tinha permissão para ser construída.

“Foi por má construção da uma edificação. O proprietário foi notificado de que não poderia construir e mesmo assim continuou e ela acabou caindo”, informou o coronel Cassiano.

Outra ocorrência foi no bairro Mocinha Magalhães, onde o vendaval destelhou casas e provocou danos materiais. Outra ocorrência grave foi a queda de uma árvore sobre uma residência. A família teve de retirada para outro local.

“Quando acionado, o Corpo de Bombeiros vai ao local, faz o corte da árvore e dá suporte à família. A gente aciona a secretaria de assistência social, consegue o caminhão e assim faz a mudança da família para o aluguel social, através da prefeitura de rio Branco”, detalhou o coronel.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!