Menu

MP/AC cria grupo de atuação especial permanente para atender vítimas da enchente

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

A Procuradora-Geral de Justiça Patrícia de Amorim Rêgo visitou ontem, 24, no Parque de Exposições Castelo Branco, os desabrigados no Parque de Exposições Castelo Branco. Acompanhada do Procurador de Justiça Oswaldo Lima D’Albuquerque, ela anunciou a criação de um grupo de atuação especial do Ministério Público do Estado do Acre (MP/AC) composto de três promotores e um procurador para ficar diuturnamente dentro do Parque. “Já temos um posto avançado aqui com três promotores atuando nas questões relacionadas à infância e adolescência e um rodízio de servidores que presta atendimento junto ao pessoal da justiça comunitária. Conversamos com a coordenação, com o Coronel Gilvan, para prestar  o nosso apoio integral. E a partir de segunda-feira o MP/AC estará presente aqui dentro do Parque também com esse grupo de atuação especial”.


Para a procuradora, a situação em que vive hoje inúmeras famílias no Estado requer que as instituições estejam mobilizadas. “Existe questões relacionadas à infância e juventude. Crianças em situação de risco, vulneráveis. Têm demandas relacionadas à habitação e moradia, questões de segurança. Não há dúvida da necessidade do Ministério Público estar presente aqui, com promotores de justiça atuando nessas áreas para acompanhar de perto tudo isso” ressaltou. O MP/AC também está apoiando a Campanha Acre Solidário arrecadando dinheiro para a compra fraldas, leite e mingau. “O MP está atento e de portas abertas para receber todas as demandas que forem necessárias de serem encaminhadas na nossa área de atribuição” disse ela.


O Procurador de Justiça, Oswaldo Lima D’Albuquerque, que fez visita também a outros abrigos, ressaltou que a instituição está solidária, não só na sua prestação de serviço, mas com o ser humano. “Estamos sensibilizados com a situação. Visitamos, por exemplo, a Associação dos moradores do bairro da Bahia e lá deixamos nosso apoio, nossa ajuda. Vamos manter essas visitas também aos outros abrigos”, disse. O Procurador falou ainda que além do horário normal, os telefones dos procuradores e promotores da instituição estarão ligados dia e noite e a disposição de qualquer emergência, nesse e em outro momento, quando as águas começarem a baixar.

Publicidade

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido