Conecte-se agora

Marcus Alexandre promete, mas não cumpre construção de canal na lagoa da dengue; promessa foi feita há quase quatro meses

Publicado

em

Luciano Tavares, da redação de ac24horas
[email protected]

Conhecida como “lagoa dengue” o córrego que passa atrás do complexo de lojas do Terminal Urbano de Rio Branco, ainda não recebeu intervenção do governo do estado, como prometeu no mês de outubro do ano passado durante uma reunião com centenas de camelôs, no auditório do Colégio Acreano, o Coordenador do Programa Ruas do Povo e Diretor do Deracre, Marcus Alexandre.

As obras teriam início no mês de dezembro, mas devido o Natal, para não prejudicar as vendas dos comerciantes, que seriam removidos do local, o serviço foi adiado para janeiro.

O mês de fevereiro chegou, mas até agora não há sinal de quando os trabalhos de construção do canal prometido vai começar.

O córrego deveria ser uma extensão das obras do Parque da Maternidade, construído durante o primeiro governo de Jorge Viana (1999-2002), mas nunca recebeu investimentos.

Na teoria, Marcus Alexandre, que também é pré-candidato do PT à prefeitura de Rio Branco, diz que os trabalhos de intervenção no córrego consistem na construção de uma canal. Ele justifica que os trabalhos até agora não começaram “por causa das chuvas, e que tão logo as chuvas cessem os trabalhos terão inicio”.

Por outro lado, enquanto os trabalhos não iniciam, comerciantes e consumidores reclamam do matagal e dos riscos que há de contaminação por várias doenças, como dengue, leptospirose e hepatites.

Acre

Promotor diz que existe pretensão de tirá-lo do caso Jonhliane

Publicado

em

Nesta semana, o Cipódcast – programa do canal do YouTube Na Ponta do Cipó – teve como convidado o promotor de justiça Efrain Mendoza, que está à frente da acusação no julgamento dos acusados da morte de Jonhliane Paiva, caso de repercussão que irá a júri popular a partir da terça-feira (18) da próxima semana no Fórum Criminal situado na Cidade da Justiça, em Rio Branco.

Mesmo com o caso jurídico de grande repercussão não tendo sido considerado como a principal pauta da conversa ocorrida neste sábado (14), o assunto terminou por ter grande espaço dentro da entrevista, trazendo ao conhecimento do público alguns detalhes ainda desconhecidos a respeito da sessão do júri que é aguardada com expectativa.

Inicialmente, o representante do Ministério Público se referiu a uma altercação ocorrida por meio de matérias jornalísticas publicadas pelo ac24horas entre ele e a defesa de um dos acusados do caso Jonhliane. Efrain havia rebatido afirmações dos advogados de que o inquérito policial conduzido pelo delegado Alex Danny foi tendencioso.

Ao dizer que os advogados Helane Christina e Carlos Venícius Ribeiro, que representam o acusado Alan Araújo, difamaram e caluniaram o delegado com suas afirmações, Efrain tanto foi respondido pelos defensores quanto motivou uma nota pública veiculada pela Seccional Acre da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AC).

“Qualquer estudante de direito do segundo ano sabe muito bem o que é uma calúnia e uma difamação. Se não sabe é melhor ler (…). Agora se chega alguém para chamar o trabalho de um delegado de vergonhoso, tendencioso e imparcial está chamando ele de quê?”, questionou.

Sem dar detalhes muito claros, Efrain também disse durante o programa que imagina haver a intenção de parte da defesa de tirá-lo do caso. Segundo ele, um dos advogados “desonrou” seu pai em uma das audiências, fazendo perguntas a um dos réus sobre o passado do genitor do promotor, que foi um médico muito conhecido no Acre.

“Fazer referências a um familiar do promotor de justiça, ofender a honra. A honra do meu pai foi ofendida, está nos autos e eu espero não ter que utilizar isso. Talvez seja um meio de me desestabilizar ou procurar com que eu saia do caso. Se eu sair do caso, vai entrar outro melhor, com toda certeza”, advertiu.

Em mais de duas horas de conversa, Efrain lembrou da sua infância em Xapuri, falou sobre a missão de promover justiça, explicou detalhes de como funciona o júri, rememorou casos de crimes marcantes e bizarros nos quais atuou e disse que já chegou a chorar durante uma exposição oral, mas garantiu que nunca fez teatro durante um julgamento.

Confira, a seguir, o Cipódcast desta semana.

video

Continuar lendo

Acre

Motociclista tenta fugir da PM e acaba preso com droga na capital

Publicado

em

Uma ação rápida dos Policiais Militares da Força Tática do 1° Batalhão resultou na prisão de Jerry Messias de Araújo, de 47 anos, na noite deste sábado, 14, pelo crime de tráfico de drogas, desobediência e direção perigosa. A prisão aconteceu na Avenida Ceará, no Centro de Rio Branco.

Os Policiais Militares estavam fazendo patrulhamento tático pela avenida quando avistaram um homem em fuga em uma motocicleta Yamaha YS 150 Fazer, de cor preta, aparentando está com uma arma de fogo. Quando o homem avistou os policiais, acelerou a moto, entrou na pista contraria na tentativa de fugir, porém o motociclista perdeu o controle da direção colidiu contra um outro motociclista e caiu da moto.

Foi feito a abordagem e em posse de Jerry foi encontrado 4 tabletes de skunk. Foi dada voz de prisão e Jerry foi encaminhado à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os devidos procedimentos.

Continuar lendo

Acre

Marido revela que trai esposa e é ferido a golpes de terçado

Publicado

em

Uma bebedeira entre casal terminou com Nilsomar Melo, de 44 anos, ferido a golpes de terçado na noite deste sábado, 14, dentro de um residência localizada na Vila Manoel Marques, no km 14, da rodovia AC-90, Transacreana, na zona rural de Rio Branco.

Segundo informações da Polícia, a esposa Marluce Lopes Ferreira, de 45 anos, e o esposo estava bebendo na casa, quando Nilsomar revelou que tinha a traído com outra mulher e começaram uma discussão. Nilsomar deu dois tapas no rosto de Marluce, que se irritou, tomou posse de um terçado e desferiu dois golpes que atingiram o ombro de seu marido.

Após ferir Nilsomar, Marluce pediu ajuda em um vizinho que acionou a ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos e encaminharam Nilsomar ao Pronto-Socorro de Rio Branco em estado de saúde estável.

A Polícia Militar esteve no local e encaminhou Marluce à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os devidos procedimentos.

Continuar lendo

Acre

Mundo France: confira a nova Honda CB 1000R & Black Edition

Publicado

em

video

A CB1000R 2022 tem linhas mais agressivas e avançadas, com novos detalhes como o subchassi em alumínio prateado e molduras do radiador e tampas da caixa do filtro do ar com design mais dinâmico. O formato do farol evoluiu e agora está mais inclinado para trás, idem quanto às rodas, de desenho elaborado e atraente.

A parte ciclística não foi alvo de alterações; já o motor teve o sistema PGM-FI reprogramado, o que resultou em melhor entrega de potência. O inédito painel de instrumentos TFT colorido inclui conectividade Honda RoadSync com a tecnologia HSVCS – Honda Smartphone Voice Control System, que permite ao condutor controlar através de sua voz smartphones e diversos aplicativos nele instalados. Uma porta USB-tipo C situada sob o banco do passageiro permite a recarga de smartphones.

Atraente e atemporal, a CB 1000R ganhou nesta versão 2022 uma exclusiva versão Black Edition. O visual personalizado – uma customização de fábrica! – garante a exclusividade da versão, que se caracteriza pelo extenso uso do preto em praticamente todas as superfícies. Além do aspecto cromático, a CB 1000R Black Edition traz acessórios exclusivos de série.

No aspecto técnico, a Honda CB 1000R Black Edition se diferencia da versão standard por ter o sistema quickshifter, que permite mudanças de marchas mais rápidas por eliminar a necessidade de acionamento da alavanca de embreagem.

• Posição de pilotagem avançada e agressiva
• Novas rodas de alumínio fundido
• Sistema HSVCS – Honda Smartphone Voice Control System
• Painel TFT colorido de 5 polegadas]

• Quatro cilindros em linha, derivado do motor da CBR 1000RR
• Potência de 142,8 cv e torque de 10,2 kgf.m
• Sistema de acelerador eletrônico TBW – Throttle By Wire
• Injeção eletrônica PGM-FI reprogramada, melhor resposta ao acelerador

O motor DOHC quatro cilindros em linha de 998 cc da CB 1000R tem sua origem na CBR 1000RR Fireblade. Adaptado para o uso na naked, a faixa vermelha do contagiros começa a 11.500 rpm, com o limitador de rotação entrando em ação às 12.000 rpm. A CB 1000R 2022 recebeu afinações otimizadas no sistema PGM-FI, o que resultou em entrega de potência mais progressiva e melhores respostas ao acelerador.

O elevado torque, que é sentido especialmente na faixa entre 6.000 e 8.000 rpm.

• Três modos de pilotagem padrão mais um personalizável
• Três níveis de potência, freio-motor e controle de tração HSTC
• Quickshifter (exclusivo Black Edition)

• Chassi monotrave tipo Diamond de aço
• Suspensão dianteira Showa SFF-BP regulável
• Suspensão traseira monobraço, monoamortecida, regulável
• Freio dianteiro com pinças radiais

Seus valores no site:
CB 1000R: A partir de
R$ 71.900*
Preço público sugerido. Frete não incluso.

CB 1000R Black Edition:
A partir de
R$ 79.970*
Preço público sugerido. Frete não incluso.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!