Conecte-se agora

NOTA DE REPÚDIO

Publicado

em

NOTA DE REPÚDIO

A diretoria do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC), a Associação Médica do Acre e a Sociedade Acreana de Pediatria vêm a público manifestar repúdio e revolta contra as afirmações feitas, em tom de sarcasmo, pela secretária Estadual de Saúde, a bióloga Suely Melo, que chamou os médicos de mercenários em entrevista ao programa Tribuna Livre, veiculado na TV Rio Branco, no dia 21 de janeiro.

A acusação, feita por uma gestora pública, secretária de Estado, de que os médicos priorizam o fator econômico chega a ser uma ofensa grave para toda a sociedade, demonstrando a falta de seriedade com que trata a saúde pública, além de demonstrar a falta de qualificação dela para administrar uma pasta que cuida da vida dos acreanos.

Suely Melo tenta desqualificar a categoria da qual faz parte o próprio governador Tião Viana, demonstrando insubordinação e quebra de confiança. Uma gestora que recebe um salário mensal de R$ 19.294,09, uma remuneração altíssima para um Estado que precisa de tantos profissionais de saúde chamados por ela de mercenários e que só buscam o enriquecimento.

Quando a secretária de saúde diz que a maioria prioriza a situação econômica passa uma sensação de temor para toda a população e desqualifica todo o trabalho de salvar vidas, desqualifica toda uma dedicação no ensino da medicina, fere a dignidade pessoal daqueles que exercem com amor a profissão que abraçaram, e, mais grave, a nosso ver, coloca em dúvida, de forma leviana, o próprio sistema público sustentado pelo Estado.

A falta de pediatras e outras especialidades no Estado não é apenas por mero interesse econômico, mas decorrentes de políticas públicas na área de saúde de âmbito federal, estadual e municipal. Oferecer soluções às causas dos problemas é obrigação de toda a sociedade e do governo executar medidas saneadoras. Como entidade de classe, o Sindmed/AC, sempre se colocou a disposição em colaborar com o governo do Estado, como já o fez em várias ocasiões. Portanto, não é ética a postura da secretária de saúde, verberar impropérios à classe médica do Estado do Acre.

Diante do exposto, solicitamos ao médico e governador Tião Viana que determine a Suely Melo, secretária de saúde, sua subordinada, que faça uma retratação pública da dessas injúrias proferidas à Classe Médica do Estado do Acre.

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas