Conecte-se agora

Acordo político para evitar demolição da torre de transmissão da RBN pode ter selado a paz entra o prefeito Angelim (PT) e a deputada federal Antônia Lúcia (PSC)

Publicado

em

Da redação de ac24horas

O milagre da conversão aconteceu. Em clima amistoso o prefeito de Rio Branco, Raimundo Angelim (PT), que anteriormente chegou a ser taxado de “enviado do demônio”, nos microfones da Rádio Boas Novas (RBN), no episódio da ação pública de demolição da torre de transmissão da emissora foi sabatinado pela missionária e deputada federal, Antônia Lúcia (PSC), na manhã desta quinta-feira, 12.

Na manhã de hoje [12], Angelim foi recebido como o “homem de Deus”, pela radialista e pastora, Vânia Mendonça. O encontro do prefeito e da missionária, nada lembrou o período em que o imbróglio da demolição da torre de transmissão da RBN, chegou a ser manchete de primeira página em jornais ligados as administrações da Frente Popular.

Segundo Antônia Lúcia, o convite para a entrevista de Angelim teria surgido de uma visita ao gabinete do prefeito, para falar sobre a denúncia movida pela vizinha da rádio RBN, que teria entrado com o pedido de remoção da torre de transmissão da emissora, com base no plano diretor da capital, que vetaria novas edificações de antenas no perímetro urbano a partir de 2006.

Antônia Lúcia salientou que não houve nenhum tipo de negociata e atribui a Deus, a paz celebrada entre o gestor municipal e os dirigentes da RBN. Nos bastidores políticos, pessoas ligadas aos dois lados da questão afirmam que pode ter acontecido um acordo político que poderá envolver inclusive troca de apoio nas eleições municipais deste ano.

Durante mais de uma hora, Angelim usou o espaço do programa Blitz Boas Novas, para prestar contas de seu mandato. A locutora do programa, Vânia Mendonça afirmou por várias vezes que, esta seria a primeira vez em sete anos de vida da RBN, que um gestor de cargo executivo usava os microfones da emissora para falar de sua administração.

Enfatizando que Rio Branco seria uma cidade de pessoas abençoadas, o prefeito disse que estava feliz no mandato e se sentia como se estivesse no primeiro dia de mandato. Angelim aproveitou a oportunidade para falar de inaugurações e entregas de aparelhos médicos em postos de saúde e construção de centros de saúde e creches nos bairros.

“Gostaria que a marca de meu governo tocasse o coração das pessoas. Quero ser lembrado como o prefeito que respeitou que foi acolhedor e que humanizou a cidade, porque asfalto e prédio é coisa tangível, o que vale é acolhimento, a autoestima e o respeito à pessoa humana”, disse o prefeito.

A deputada Antônia Lúcia chegou a espetar o prefeito quando ele falou na questão da educação. A parlamentar lembrou que apenas um aluno do Acre teria sido aprovado para curso de medicina da Ufac, questionando a qualidade de ensino oferecida pelas administrações petistas do Acre.

Depois do desconforto do questionamento sobre a qualidade na educação, a missionária e o prefeito dividiram os microfones da RBN, para responder perguntas dos ouvintes da emissora.

CASO DA DEMOLIÇÃO DA TORRE DA RBN

“Quando se tem Deus no coração tudo é possível”, enfatizou o prefeito Angelim, quando o assunto da demolição da torre de transmissão da RBN entrou na pauta da entrevista. “Nós chegamos à conclusão que para chegar à solução o caminho melhor é a Justiça. O que não podemos admitir é que uma questão eminentemente técnica afaste as pessoas”.

Cogitando com a possibilidade de um entendimento político, o prefeito acrescentou que líderes políticos de responsabilidade com a comunidade têm que está cada vez mais próximo em defesa dos interesses da comunidade. Mesmo não admitindo a existência de um acordo, Angelim lembrou várias vezes o encontro com Antônia Lúcia.

Segundo a deputada Antônia Lúcia, o Ministério Público Estadual (MPE) teria intercedido na questão e, no próximo dia 19, acontecerá uma audiência de conciliação entra os representantes da RBN e a autora da ação de demolição, Risoleta Cruz.

A conciliação poderá ser a saída honrosa para o prefeito, que durante entrevistas anteriores negou a possibilidade de modificar o plano diretor da cidade em detrimento da questão.

De um lado, para negar a existência de um acordo político, o prefeito diz que não existe espaço para mágoa em seu coração, na outra ponta da questão a missionária, sem negar que procurou Angelim, diz que não houve nenhum tipo de negociata, “apenas o compromisso de pessoas públicas que trabalham pela população.

Ao final da entrevista, o prefeito admitindo a nova simpatia com a RBN, afirmou: “É fenomenal. É mágica essa emissora de rádio”.

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas