Conecte-se agora

Governo do Acre pede solução emprestada a hospital de Porto Velho para manter funcionamento de hemodiálise

Publicado

em

Ray Melo,
da redação de ac24horas
raymelo.ac@gmail.com

O setor de nefrologia do Hospital das Clínicas do Acre esteve temporariamente paralisado por falta de uma solução para atender os pacientes que precisam de hemodiálise. A denúncia foi apresentada por um funcionário do setor na noite de sexta-feira, 06.

A secretária de Saúde, Suely Melo confirmou a falta do produto, na manhã deste sábado, 07. Para solucionar o problema, o governador Tião Viana (PT), foi obrigado a recorrer a um empréstimo emergencial do insumo em um hospital de Porto Velho (RO).

Mesmo fazendo severas críticas ao Governo do Rondônia em outras oportunidades, taxando de “rondonização” o processo de desenvolvimento do Estado vizinho, o governador petista, pediu socorro para atender a saúde pública do Acre.

Segundo pessoas que esperavam no setor de nefrologia, na manhã de hoje, a terceira e quarta sessão de hemodiálise de ontem, foram suspensas por falta das Soluções Ácida e Alcalina para Hemodiálise. Os pacientes foram enviados para casa.

Destacando que estaria cuidando do problema pessoalmente, Suely Melo informou que a falta do insumo seria motivado por um atraso do fornecedor. A secretária disse ainda, que será instaurado um processo administrativo para verificar responsabilidades.

De acordo com Suely, os responsáveis pelo setor não atentaram para o fim dos estoques. A secretária teria enviado o helicóptero do Governo do Acre para tentar interceptar o caminhão que trazia os produtos, mas a tentativa não obteve sucesso.

Recorrendo a um hospital de Porto Velho (RO), o governador Tião Viana conseguiu um empréstimo dos produtos em falta. O governo enviou um avião às 6h de hoje, para buscar as Soluções Ácida e Alcalina. A aeronave retornou por volta de 10h.

A nefrologia voltou a funcionar às 11h30m de hoje. Pacientes reclamavam da demora. A secretária informou que não haverá prejuízos aos pacientes que ficaram sem o tratamento. “O médico garantiu que os pacientes podem esperar 24 horas, sem o tratamento”.

NOVAS DENÚNCIAS

A reportagem esteve no setor de nefrologia do Hospital das Clínicas. Na oportunidade, novas denúncias foram apresentadas por funcionários e pacientes. A principal reclamação dos servidores seria em relação a alguns equipamentos que estariam quebrados.

Segundo os servidores, o setor teria 34 máquinas de hemodiálise em funcionamento, mas das duas Osmoses que tratam a água para o processo de desintoxicação do sangue, apenas uma estaria funcionando. Das quatro bombas d’água, duas estariam paradas.

Suely Melo disse que seria feita uma verificação geral nos equipamentos, para aferir os problemas denunciados pelos funcionários do setor de Nefrologia.

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas