Conecte-se agora

Quem é o padrinho de Klinger, o homem que é acusado de articular um desvio de R$ 1,2 milhão do Proacre?

Publicado

em

Ray Melo,
da redação de ac24horas
raymelo.ac@gmail.com

Quem é o padrinho de Márcio Klinger nas administrações do PT?

O homem acusado de chefiar a quadrilha que se apossou de R$ 1,2 milhão do Programa de Inclusão Social e Desenvolvimento Econômico Sustentável (Proacre) participou integralmente do governo Binho Marques (PT) por decisão pessoal do próprio governador. Eles eram amigos íntimos, conta os mais próximos.

Mas Klinger também foi aproveitado na administração do medico Tião Viana [PT] por ser, na avaliação governamental, um homem de conduta ilibada e de bons resultados.

Segundo informações disponibilizadas no Diário Oficial do Acre, o governador Tião Viana teria nomeado Klinger no primeiro mês de sua administração e o exonerado no mês de junho deste ano. Viana nomeou Klinger para exercer cargo em comissão, referência CEC-3, na Secretaria de Estado de Educação (SEE), com salário de R$ 3.360,00.

Na administração do ex-governador Binho Marques, a esposa de Klinger, Roberta Rocha, atuava na Secretaria de Educação e controlava a execução de obras do governo estadual. A poderosa assessora de Marques não fez parte dos nomeados do primeiro escalão de Viana, que incluiu apenas o ex-coordenador no Proacre no Vale do Juruá.

A exoneração de Márcio Klinger coincide com o período do início das investigações da Polícia Civil, dos desvios de recursos do Proacre nos municípios de Marechal Thaumaturgo e Porto Walter, que de acordo com o secretário da pasta, Emylson Farias teria sido iniciada há mais de sete meses, em cinco cidades do Acre.

O questionamento que muitas pessoas fazem nos bastidores políticos é quem seria o padrinho de Márcio Klinger, no alto clero petista? E, como um esquema de desvio de dinheiro público teria perdurado por tanto tempo sem ser denunciado? O dono da indicação do coordenador estaria enfraquecido e desprestigiado dentro do PT?

Nos bastidores os boatos são de que Márcio Klinger teria sido indicado a Tião pelo candidato derrotado ao senado, Edvaldo Magalhães, que hoje ocupa grande espaço na administração estadual. Klinger seria da cota pessoal do comunista.

Abaixo o decreto de nomeação e exoneração de Márcio Klinger, assinado por Tião Viana:

DRECRETO DE NOMEAÇÃO
ESTADO DO ACRE
DECRETO Nº 930 DE 16 DE FEVEIRO DE 2011

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE, no uso da atribuição que lhe confere o art. 78, inciso VI, da Constituição Estadual,

RESOLVE:

Art. 1° Nomear MARCIO KLINGER LIMA FERREIRA para exercer cargo em comissão, referência CEC-3, na Secretaria de Estado de Educação – SEE.

Art. 2°Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos a contar de 1º de janeiro de 2011.

Rio Branco-Acre, 16 de fevereiro de 2011, 123° da República, 109° do Tratado de Petrópolis e 50° do Estado do Acre.

Tião Viana
Governador do Estado do Acre

 

DECRETO DE EXONERAÇÃO
ESTADO DO ACRE
DECRETO Nº 2.306 DE 25 DE JULHO DE 2011

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE, no uso da atribuição que lhe confere o art. 78, inciso VI, da Constituição Estadual,

RESOLVE:

Art. 1º Exonerar, a pedido, MARCIO KLINGER LIMA FERREIRA, do cargo em comissão, referência CEC-3, na Secretaria de Estado de Educação – SEE, nomeado através do Decreto nº 930 de 16 de fevereiro de 2011.

Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos a contar de 21 de junho de 2011.

Rio Branco-Acre, 25 de julho de 2011, 123° da República, 109º do Tratado de Petrópolis e 50º do Estado do Acre.

Tião Viana
Governador do Estado do Acre

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas