Conecte-se agora

Muito claro

Publicado

em

Ao defender ontem no programa do jornalista e deputado Astério Moreira (PRP), na TV-RIO BRANCO que, a forma da FPA buscar reconquistar os espaços perdidos no eleitorado, pela fadiga de material, detectados na última eleição é lançar uma cara nova para disputar a PMRB, o governador Tião Viana deixou claro que, o seu candidato à PMRB é Marcus Alexandre (PT).

Eleitor maior

E outras correntes queiram ou não, Tião Viana é hoje disparado o maior eleitor na FPA.

Questão fechada

Ontem, troquei idéia com importante figura do PT e ouvi sobre a candidatura da deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) à PMRB: “o PT não abre mão de indicar a cabeça de chapa”.

Não é isolado

E colocou ainda na conversa que a tese tem o apoio (fora o PCdoB) de todos os partidos aliados da FPA, o que deixaria a candidatura Marcus Alexandre sendo da ampla maioria.

Também não vejo

Eu também não consigo vislumbrar como prosperar a candidatura de Perpétua Almeida  neste contexto de forças contrárias e, por isso, não creio que ela sairá candidata à revelia da FPA.

Situação clara

E caso ainda assim, se o PCdoB resolvesse bancar uma segunda candidatura a prefeito na FPA, isso significaria um rompimento político com o PT, com quem faz um governo compartilhado.

Não acredito

E por isso não acredito que o PCdoB abriria mão de todos os espaços no governo em troca de uma candidatura à PMRB, e sem uma garantia real que vai vencer a eleição para prefeitura.

Com todo respeito

Perpétua é uma boa deputada, justifica o mandato, mas pelo apoio ao movimento LGTB tem sérias restrições no meio evangélico, e com todo respeito, isso tem peso negativo na eleição.

Fontes diárias

O comentário acima foi baseado no que ouço diariamente na Aleac de deputados evangélicos.

Alguns pontos

Pelo seu passado de lutas na FPA acho que a Perpétua tem todo direito de colocar seu nome no debate á PMRB, mas, pela minha experiência, não jogo as fichas que emplaque seu nome.

Novo aliado

O vereador Cabide (PTC) é o mais novo aliado do deputado federal Gladson Cameli (PP) e da oposição, com quem se manteve unido contra a reversão do SAERB ao Estado.

Líder da oposição

O vereador Alisson Bestene (PP) praticamente se transformou numa espécie de líder da oposição na Câmara Municipal de Rio Branco depois do rompimento do PP com o PT.

Pressão familiar

A cúpula da família Araújo tem boas relações com o governo. Então não foi surpresa a pressão sobre o familiar vereador Luiz Anute (PPS) para votar a favor do projeto de reversão do SAERB.

Pirão primeiro

Entre ser leal ao bloco da oposição na Câmara e o pedido da família, na base do meu pirão primeiro, Anute  mandou a ideologia e a oposição às favas e deu o voto decisivo ao governo.

Expulsão discutida

Já se fala nos bastidores do PP, que por conta do presidente da Câmara Municipal, vereador Juracy Magalhães (PP,) ter colocado o projeto em voto sem ouvir o partido, em sua expulsão.

No mérito

Bem melhor que o SAERB passe à gerência do governo, pois, neste quesito o prefeito Angelim, com poucos recursos, falhou na sua promessa de colocar água ininterrupta nas torneiras.

Nome consolidado

Embora estejamos há meses da eleição para prefeito da Capital não consigo ver Tião Bocalon (PSDB) fora de um eventual segundo turno, por ter nas pesquisas uma liderança consolidada.

Volta a artilharia

O ex-deputado federal João Correia (PMDB) diz que vai cumprir neste final de ano um período de meditação, com um silencio de monge, mas volta ao ataque a partir de janeiro de 2012.

Questão de honra

E é questão de honra disputar a convenção municipal do PMDB pela candidatura a prefeito.

Bom exemplo

O vereador Gilvan (PMDB-Cruzeiro do Sul) deu um belo exemplo ao fazer aprovar um projeto que limita as férias dos vereadores do município em um mês, igual a todo trabalhador.

 

Era uma mamata

Até então era uma mamata, cada vereador tinha direito a três meses de férias.

Bom ano

O deputado Eber Machado (PSDC), noviço no parlamento, cumpriu um primeiro ano de mandato que pode ser considerado bom, e não formou na “bancada dos mudinhos”.

Lei do murici

A oposição está dividida na próxima eleição de prefeito: DEM-PSDB-PTdoB-PPS apoiarão Tião Bocalon (PSDB), o PMDB e PSD Fernando Melo; e, o PTC-PSC-PRB não definiram posição.

Carreira solo

E o PSL vai de carreira solo com a candidatura de Luiz Calixto (PSL).

Valea quase nada

A imprensa deu com estardalhaço que, com seu novo PIB o Brasil passou a ser a sexta economia do mundo, superando a Inglaterra. Isso vale pouco ou quase nada para a população. Na América do Sul, na distribuição de renda perdemos para Chile, Uruguai e Argentina, e comparado a outras Nações do mundo estamos na rabada, ou seja, o Brasil pode até ter ficado mais rico, mas a sua população continua miserável e a renda mal distribuída.

Por luis Carlos Moreira Jorge

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.