Conecte-se agora

Tião Viana diz que opositores teriam embriagado vereadores para evitar reversão do Saerb

Publicado

em

Ray Melo,
da redação de ac24horas
raymelo.ac@gmail.com

O governador Tião Viana (PT) não poupou criticas aos vereadores de oposição, durante entrevista, nesta terça-feira, 27, numa emissora de TV local, para fazer um balanço de seu primeiro ano de gestão. De acordo com Viana, a oposição estaria fazendo manobras contra a população de Rio Branco, na tentativa de impedir a reversão do Saerb, na sessão extraordinária que ocorreu durante a noite de ontem.

Demonstrando que a situação seria uma questão de honra para a sua administração, Tião Viana revelou o aparato que envolveu as articulações para conseguir o número necessário de votos para devolver o sistema de tratamento de água e saneamento da capital para o Governo do Acre. Até mesmo monitoramento dos passos dos vereadores de oposição foi feito, de acordo com as afirmações do governador.

Questionado pelo apresentado se teria acontecido alguma irregularidade na votação e, por uma possível contestação jurídica da oposição, Tião Viana foi enfático:

“Houve irregularidade por parte deles da oposição. Você acredita que eles pegaram um vereador e levaram para um bar, colocaram muita cerveja para o vereador, depois colocaram o vereador numa espécie de seqüestro e sumiram com ele, da Câmara Municipal para ele não votar. Imagina que atitude é essa contra a população de Rio Branco. Água é primeira necessidade, é vida, é redução de internações hospitalares e diminuição da mortalidade infantil. Então, que oposição é essa que pensa pequeno? Todos Tinham assinado em votar a favor e ontem por causa de uma disputa voto. Não se mistura voto, com saúde, nunca”.

Sobre os problemas de gestão da autarquia, o governador disse a questão estaria fazendo ele e o prefeito Angelim sofrer, nas para sanar as irregularidades. Tião Viana fez duras observações as administrações de oposição, mas não comentou o fato de as duas últimas gestões pertencerem ao PT e a Frente Popular, coligação que sempre levanta a questão das administrações estadual e municipal pertenceram ao mesmo partido para que a população seja beneficiada.

“Quando inventaram as maquininhas de fazer água, por questões políticas, para ganhar eleição, enganaram as pessoas e municipalizaram a água, não resolveram o problema e deixaram uma situação dramática para o Angelim, nós tivemos que nós unir para resolver isso de uma forma definitiva”, diz Tião Viana.

Sem explicar porque a situação delicada do Saerb só foi percebida depois de oito anos de administração do PT, na capital e em seguida a passagem de Semmy Ferraz, indicado pelo PT nacional, que administrou os primeiros repasses milionários do PAC I, sem desenvolver trabalhos expressivos no abastecimento ou saneamento, o governador culpou os opositores que estão longe do poder há duas administrações consecutivas.

Depois de quase 13 anos, a frente do Governo do Acre e, oito com a prefeitura da capital, nas mãos da FPA, Tião Viana voltou a prometer que irá resolver o problema de abastecimento em apenas um ano. “Eu estou pedindo apenas um ano, para que Rio Branco sinta uma enorme diferença”, enfatiza o governador.

Leia também:
“Cães de Guarda do Tião Viana aprovaram esse projeto usando todo tipo de manobra possível”.

 

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas