Conecte-se agora

Despedida de Dom Moacyr é registrada pelo deputado Padre Ton em plenário

Publicado

em

A despedida de Dom Moacyr Grechi do cargo de Arcebispo de Porto Velho mereceu hoje (30) no plenário registro do deputado federal Padre Ton (PT-RO), que prestou homenagem ao religioso pela longa atuação na Igreja Católica, com destaque pela defesa dos direitos humanos, pela busca da justiça e da igualdade.

“Dom Moacir deixou marcas profundas em todos os cargos que ocupou na Igreja. Ele deixa suas funções em Porto Velho, mas não se trata de uma despedida, porque Dom Moacyr continuará contribuindo irrenunciável tarefa de construir uma sociedade mais justa, onde todos terão igualdade de oportunidade”, declarou Padre Ton.

Conhecido por suas posições sólidas de combate à corrupção e defesa dos direitos da pessoa humana, Dom Moacyr se afasta por razão de idade, 75 anos, em conformidade com o cânon 401.1, do Código do Direito Canônico.

A partir deste 1º de dezembro, quinta-feira, passa a sucedê-lo Dom Esmeraldo Barreto de Farias, 62 anos, natural da Bahia, que foi transferido da Diocese de Santarém (PA).

Dom Moacyr  foi membro da Comissão Episcopal de Pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, a CNBB, de 1975 a 1978. Presidente da Comissão Pastoral da Terra, a CPT, por oito anos, e Presidente do Regional Norte I, da CNBB, por dois períodos.

O deputado Padre Ton lembrou que o religioso teve a coragem de denunciar o grupo de extermínio que atuava no Estado do Acre, na década de 90, sob a liderança do ex-deputado Hildebrando Pascoal, conhecido nacionalmente como o ‘deputado da motosserra’.

Também mereceu registro do deputado os dois acidentes automobilísticos  sofridos por Dom Moacyr, em 2001 e 2004, na BR-364. “Em ambos sofreu traumas físicos profundos, restringindo a sua mobilidade, mas não o entusiasmo com que se dedica às obras religiosas e sociais”, disse.

“Vascaíno de coração como eu, Dom Moacir nunca mudou suas convicções. É um farol aceso a nos ensinar o caminho da justiça e da santidade”, concluiu o deputado Padre Ton.

Fonte: www.rondonoticias.com.br

Acre

Forte chuva em Rio Branco alaga ruas do bairro 15 e no Rui Lino

Publicado

em

A forte chuva que atinge Rio Branco, desde as primeiras horas desta sexta-feira, 02, alagou diversas ruas da cidade, gerando transtorno a população.

Um desses casos é na rua Aripuana, no bairro Rui Lino 3. O volumoso nível de água ultrapassou os acessos e quase chega às casas. A mesma situação também ocorre no Bairro 15. Vídeos das inundações na localidade foram enviados pelos moradores.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta amarelo e outro laranja, para todo o Estado, em que são esperadas chuvas entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, além de ventos intensos, que podem chegar de 60 a 100 km/h.

Com a previsão de chuvas intensas e temporais tanto nesta sexta, quanto no sábado, 03, a Defesa Civil do município se mantém em estado de atenção.

Em caso de emergência, é possível acionar as equipes pelos pelo telefone 199 e também do Corpo de Bombeiros, no 193.

Continuar lendo

Cotidiano

Prêmio Mude o Mundo Como uma Menina tem finalistas do Acre e cerimônia é amanhã (3)

Publicado

em

Neste sábado, 3 de dezembro, a plataforma educacional Força Meninas anuncia as vencedoras da quarta edição do prêmio Mude O Mundo Como Uma Menina. A seleção das ganhadoras foi feita por mulheres profissionais, que são referência nas áreas de STEM (sigla em inglês para ciência, tecnologia, engenharia e matemática).

Com o objetivo de premiar soluções transformadoras elaboradas por meninas de 13 a 21 anos de todo o Brasil, o projeto incentiva iniciativas desenvolvidas inicialmente para as comunidades das candidatas e consequentemente para todo o mundo.

Foram indicadas cinco concorrentes em cada uma das categorias: criativa, líder, determinada, pioneira, visionária, mobilizadora (categoria nova, a ser disputada apenas por ex-premiadas).

Para a categoria Juntas Somos Força, que premiará seis projetos de coletivos com potencial de crescimento e impacto, foram selecionadas dez finalistas, sendo que cinco ganhadoras serão escolhidas pelo júri e uma pelo voto popular.

O Acre tem finalista em duas categorias, Karen Loiane Silva de Souza, de Cruzeiro do Sul, na categoria Criativa; e Larissa Cunha Borges, Rio Branco, na categoria Determinada.

Premiação

Por meio do apoio institucional do consulado do Canadá e das empresas ERM Consultoria em Sustentabilidade e Banco Original, além do apoio da Secretaria Municipal de Juventude de Fortaleza e da Unidade de Educação Básica (UNIEB) Santa Maria Distrito Federal, a ação premiará as ganhadoras das categorias individuais com a quantia de R$ 5 mil, para ser investida em sua liderança, e a participação em um programa de doze semanas que engloba curso e mentoria.

Força Meninas é uma plataforma de impacto social cuja missão é fortalecer o potencial das meninas, capacitando-as com as habilidades necessárias para que sejam protagonistas das oportunidades futuras.

Com esse propósito, fomenta a transformação na vida das meninas brasileiras, apoiando a construção de um novo futuro para elas. Desde sua criação em 2016 já são mais de 52 mil meninas sensibilizadas em 23 estados e 29 cidades no Brasil.

Com informações da Agência Lema – Assessoria de Comunicação.

Continuar lendo

Cotidiano

Técnicos da Sepa e Emater participam de intercâmbio sobre produção de café em Rondônia

Publicado

em

O crescimento da cultura cafeeira no Acre passa pela melhoria das técnicas de produção, o que só é possível graças a uma assistência técnica de qualidade. Por isso, cerca de 17 técnicos da Secretaria de Produção e Agronegócio do Acre (SEPA) e da Emater/AC, participaram nos últimos três dias de uma excursão técnica da cadeia produtiva do café no estado de Rondônia.

A escolha do estado vizinho não é à toa, pois Rondônia tem a quinta maior produção de café do país. Outro dado que comprova a força da cultura cafeeira é o município de São Miguel do Guaporé, que foi o terceiro maior produtor do Brasil, com 44 mil toneladas na safra deste ano.

A capacitação dos técnicos acreanos, que começou na última terça feira, 29, incluiu visitas a áreas produtivas, campos experimentais da Embrapa, viveiristas e agroindústrias de café da agricultura familiar nos municípios de Ouro Preto do Oeste, Alta Floresta do Oeste, Rolim de Moura e Cacoal.

“Devido ao crescente aumento da cadeia cafeeira, nós precisamos ainda mais de qualificação. Esse intercâmbio foi de extrema importância para que possamos conduzir os processos produtivos que envolvem qualidade no cultivo, pós-cultivo e comercialização. Agora, vamos conseguir agregar ainda mais qualidade aos nossos produtores de café”, afirma Michelma Lima, agrônoma da SEPA.

A cultura cafeeira no Acre tem apresentado expressivo crescimento ao longo dos últimos anos, apesar de ainda ser considerada extremamente pequena em relação ao potencial acreano para o café. Em 2022, a produção total ainda não foi divulgada pelo IBGE. No ano passado, a produção foi de 2.141 toneladas, o que representou cerca de 36 mil sacas de café beneficiadas.

Continuar lendo

Na rede

Acreano torce contra a Seleção Brasileira desde 1998

Publicado

em

O funcionário público Marcos Barboza, o Marcão do IML, de Cruzeiro do Sul, foi ao Mercado Municipal e comprou três quilos de camarão para comer enquanto torce pela seleção de Camarões e contra o Brasil, nesta sexta-feira, 2, na Copa do Mundo 2022.

Ele conta que desde 1994 perdeu o gosto em torcer pela seleção brasileira de futebol por causa do jogador Ronaldo, o fenômeno e do narrador de futebol, da rede globo de televisão, Galvão Bueno.

“Desde aquela copa, que o Ronaldinho disse que estava doente e desmaiando e era o melhor do mundo, e ele estava era comprado pra não jogar mais e enganou milhões de torcedores. Desde aquele dia que torço contra. Outro é aquele Galvão Bueno, ô homem falso, me fez criar ódio da seleção também”, relata Marcão.

Marcão destaca que, nos lugares onde assiste aos jogos, às vezes, as pessoas se revoltam contra ele, mas nada que o faça mudar de ideia. Bem humorado, Marcão reafirma ser “do contra”.

“Sempre fui do contra. Quando eu morrer afogado podem procurar de rio acima porque sou do contra”, concluiu.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.