Conecte-se agora

Agentes penitenciários do Acre denunciam superlotação e precariedade de presídios

Publicado

em

O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Acre (SINDAP/AC), Adriano Marques, denunciou na manhã desta quinta-feira, 10, que os presídios estaduais de Rio Branco estariam superlotados e em precárias condições. De acordo com Marques, estariam passando por uma séria crise, causando insegurança para os agentes penitenciários e os presos.

“As Unidades prisionais do Estado do Acre estão superlotadas, agravando a situação de quem se encontra sob tutela do estado e causando ainda mais insegurança. Agentes Penitenciários e presos estão no mesmo “barco”, que afunda a cada dia, sofrendo, adoecendo e morrendo. O governo faz vistas grossas para este problema”, diz Adriano Marques.

Segundo o sindicalista, as negociações do Governo do Acre com a categoria não avançaram. “Lamentavelmente no Acre, o agente penitenciário tem sido sacrificado a ser, às vezes médico, advogado, assistente social, psicólogo, dentista, enfermeiro e farmacêutico. Por outro lado o governo tem feito vista grossas as precárias condições dos agentes e dos presídios”.

Para Adriano Marques, o presídio de Rio Branco pode ser comparado a um barril de pólvora prestas a explodir. Um dos fatores que contribui para a situação, segundo Marques é a falta de estrutura para os agentes penitenciários desempenharem suas funções. As negociações com o governo não teriam avançado, expondo os agentes ao perigo de uma possível rebelião.

 

“Sem o trabalho do agente penitenciário não existe prisão, justiça e muito menos segurança aos próprios presos e a sociedade em geral. Serviços de assistência jurídica; médica; social; odontológica; psicológica; religiosa e material não podem ser prestados. O respeito ao preso  passa pelo reconhecimento e valorização do agente penitenciário”, destaca Marques.

Para aumentar a segurança dos agentes e pessoas que visitam os presídios, o sindicato está lançando uma campanha intitulada para alertar a sociedade e as autoridades das necessidades dos agentes penitenciários que são os responsáveis pela manutenção da ordem dentro dos presídios do Estado.

As principais reivindicações são as seguintes: I.Proibição da entrada de dinheiro nos dias de visita; II.Contratações de novos AGEPENS; III.Isonomia do valor da etapa alimentação em relação aos demais Operadores de Segurança Pública (PC, PM e BM); IV.Escala de serviço 24×72 em todas as Unidades Prisionais sendo asseguradas três permutas; V.Seguro de vida; VI.Construções de locais dignos para descanso e alimentação; VII.Aquisição de equipamentos de segurança e proteção para todos os AGEPENS; VIII.Aposentadoria Especial; IX.Atividade penitenciária exclusiva de servidores de carreira; X.Capacitação continua para todos os AGEPENS; XI.Sistema de monitoramento de vídeo em todas as Unidades Prisionais; XII.Nível superior como requisito para o cargo de AGEPEN; XIII.Novamente sermos servidores policiais.

Os agentes penitenciários esperam sensibilizar os gestores do Governo do Acre, para a situação de abandono das unidades prisionais do Estado, além de reivindicar que os canais de negociação sejam reabertos com a equipe técnica da administração Tião Viana (PT).

Ray Melo, da redação de ac24horas – [email protected]

Acre

Golpes por meio eletrônico cresceram 50,9% no Acre na pandemia

Publicado

em

Os golpes pelo celular ou internet é uma das modalidade de crime que mais cresceram no Acre na pandemia, entre 2020 e 2021, segundo se depreende dos dados do novo Anuário de Segurança Pública, uma publicação do Fórum Nacional de Segurança Pública.

Enquanto as mortes violentas intencionais caíram substancialmente e os roubos de celulares cresceram 33,6% a soma dos estelionatos comuns e estelionatos por meio eletrônico saíram de 2.526 casos em 2020 para 3.812 em 2021 -aumento de 50,9% em dois anos. O Anuário estima a evolução desse crime entre os anos de 2018 e 2021, projetando 238,1 golpes por 100 mil habitantes no Estado do Acre.

Produzido anualmente pela consultoria Konduto, o Raio-X da Fraude diz que os golpes nas compras pela internet cresceram 44% no Acre entre 2020 e 2021 -dado que ajudar a corroborar os números do Anuário de Segurança.

Sobretudo, golpes usando o Whatsapp com perfil de autoridades tem sido cada vez mais comuns no Acre e ultimamente os estelionatários tem usado o meio eletrônico para extorquir empresários.

Continuar lendo

Acre

Lula lamenta vandalismo com estátua de Chico Mendes no Acre

Publicado

em

Neste domingo, 3, o ex-presidente Lula publicou em suas redes sociais uma mensagem lamentando a ação criminosa que depredou a estátua do líder seringueiro, Chico Mendes.

Segundo o pré-candidato a presidência, já tentaram matar as ideias do ambientalista e agora buscam apagar suas memórias.

“Assassinaram Chico Mendes e isso não matou suas ideias. Os que vandalizaram sua estátua em Rio Branco também tentam apagar sua memória, mas também não terão sucesso”, apontou.

Continuar lendo

Acre

Acre registra 162 novos casos de Covid-19 neste domingo

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), informa que foram registrados 162 novos casos de coronavírus neste domingo, 3, de julho. O número de infectados é de 127. 066 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 332.831 notificações de contaminação pela doença, sendo que 205.740 casos foram descartados e 25 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen).

Pelo menos 123.159 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 6 seguiam internadas até o fechamento deste boletim.

Nenhum óbito foi notificado neste domingo, 3, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça em 2.004 em todo o estado.

Continuar lendo

Acre

Mais de 11 mil pessoas assistem shows de Araketu, Margareth Menezes e os Cobras Dance no Carnavale

Publicado

em

Em comemoração aos 112 anos de Brasileia, a segunda noite do Carnavale 2022, foi repleta de atrações como Araketu, Os Cobras Dance, Margareth Menezes e Álamo Kário.

Segundo a prefeitura do município, mais de 11 mil foliões participaram da festividade, vindo de várias cidades do Estado, além da Bolívia e Rondônia.

Com uma grande estrutura montada na praça Hugo Polli, com palco, iluminação, estandes personalizados para a venda de bebidas e comida e forte esquema de segurança, o evento encerra neste domingo, 3.

A festa começa às 16h, com o tradicional desfile do bloco “as rolinhas do coronel”, e vai ser comandada por artistas locais, bandas e djs.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!