Conecte-se agora

Secretaria de Agropecuária apresenta novidade para plantio de milho a agricultores

Publicado

em

Expor soluções e novas técnicas de produção agropecuária é uma das funções da Secretaria de Estado de Agropecuária (Seap). Por isso, foi realizado no último fim de semana um encontro entre produtores rurais para apresentar uma novidade que pode ajudar a fortalecer a produção de milho em todo o Estado uma nova semente, geneticamente modificada e que apresenta inúmeras vantagens para o produtor.

O encontro foi realizado durante todo o sábado, 5, em uma propriedade rural no quilômetro 79 da BR-317, que reuniu produtores de milho das linhas 4 e 9 da Vila Caquetá. Foi apresentada a semente de milho YieldgardVTPro2. A semente transgênica é resistente à “lagarta do cartuxo”, maior praga que ataca plantações de milho, além de 10% a mais de produtividade. “Essa semente de milho traz uma tranquilidade e segurança maior para o produtor, além de uma facilidade maior do manejo”, conta Nilton Souza, engenheiro agrônomo da Seap.

A apresentação da semente YieldgardVTPro2 é uma das formas que a Seap tem conseguido de expor alternativas para os produtores e acompanhar o que está sendo feito em outros Estados.  Reginaldo Pinheiro é o primeiro produtor acreano a utilizar a semente modificada. Com 13 hectares já plantados de milho transgênico, ele só deve colhê-lo em 2012, mas já nota as diferenças. “Ele está se saindo muito bem e aceita bem o veneno contra pragas e ervas daninhas.”

Mecanização

A Seap realizou a apresentação em parceria com a Boa Safra, que distribui a Agroceres Sementes. Além da palestra sobre a semente, o encontro serviu para dar maiores explicações e retirar dúvidas do Mecaniza, programa de recuperação de áreas degradadas para a agricultura através de máquinas. Uma das prioridades do governo do Acre é a mecanização agrícola com base no desenvolvimento sustentável da agricultura familiar.

O governo Tião Viana está investindo na aquisição de máquinas e implementos agrícolas. São R$ 50 milhões para a compra de tratores, caminhões e implementos. A ação de mecanizar a terra tem como meta levar à zona rural novas tecnologias, mais adequadas à produção familiar, aumentando a produtividade e reduzindo os danos ambientais.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

 

Acre

Agrônomo é novo presidente do Instituto de Mudanças Climáticas

Publicado

em

O governador Gladson Cameli nomeou o engenheiro agrônomo Raul Vargas Torrico para a presidência do Instituto de Mudanças Climáticas do Acre (IMC). Formado pela UFAC, adquiriu sua experiência profissional na Amazônia, especificamente no Acre, onde trabalha desde 1986.

Trabalhou na Cooperativa Agroextrativista de Xapuri – CAEX como Coordenador e Executor de Programas Alternativos de Produção para os Seringueiros e, como Assessor na área de Cooperativismo, Associativismo e Organização social . No mesmo período, foi assessor técnico do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Xapuri, para programas de Desenvolvimento Econômico e de Organização Comunitária para produção. Neste período, também atuou como Consultor Autônomo do PNUD/PLANAFLORO, elaborando um Zoneamento Econômico-Ecológico e Plano de Manejo Florestal de Uso Múltiplo para oito áreas Indígenas de Rondônia e; da Associação de Cooperação Rural para América Latina e Caribe  – ACRA, Elaboração de uma metodologia de formação dentro de um programa de alternativas econômicas para comunidades rurais.

Foi representante do CTA na Diretoria Executiva do Grupo de Trabalho Amazônico GTA e membro da comissão Executiva julgadora dos projetos submetidos ao Projeto Demonstrativo, do Programa Piloto para Proteção das Florestas Tropicais do Brasil.

Uma outra atividade desenvolvida por Raul foi consultoria para o SEBRAE/AC na área de negócios para micro e pequenas empresas. Coordenador do Projeto de Implantação da Unidade Operacional do Estado do Acre, tendo como objetivo realizar cursos de Empreendedores Sociais na Microrregião de Tarauacá (Feijó, Tarauacá e Jordão), ligado ao Projeto Alvorada do Governo Federal.

Continuar lendo

Acre

Adolescente que matou a tia no Acre é internada em pousada

Publicado

em

Escoltada por investigadores comandados pelo delegado Railson Ferreira, da Delegacia Geral de Polícia, a adolescente M.K, de 14 anos, foi conduzida na tarde desta quarta-feira, 26, para Rio Branco, onde já se encontra em regime de internato na Pousada Mocinha Magalhães, à disposição da justiça.

Ela foi apreendida depois de matar a facadas a própria tia, Maria Antonieta Abreu de Souza, de 39 anos, na casa onde morava, no bairro Esperança, na cidade de Feijó, interior do Acre.

O delegado Railson fez questão de descartar que o crime tenha relação com rituais satânicos. “Foi um crime passional, previamente planejado”, disse a autoridade.

Depois ter matado a tia, a jovem teria trocado de roupas e saído para tomar sorvete na praça da cidade. Em seguida, se entregou no quartel da PM.

Levada para a Delegacia Geral de Polícia, foi interrogada e relatou tudo com riquezas de detalhes ao delegado Railson Ferreira, que ficou surpreso diante da frieza da garota.

Durante as investigações e buscas, a polícia encontrou um caderno de anotações, onde M.K tinha feito várias anotações sobre morte. Depois de interrogar a acusada, o delegado representou pela internação da menor infratora, cujo mandado só saiu no início da tarde desta quarta, sendo imediatamente transferida para a Pousada Mocinha Magalhães, na capital. “A Polícia Judiciária praticamente já concluiu os trabalhos, faltando apenas alguns pequenos detalhes”, concluiu Railson Ferreira.

Continuar lendo

Acre

Duarte é contra suspensão de sessões: “Não há justificativa”

Publicado

em

O deputado estadual Roberto Duarte (MDB) declarou ao ac24horas, na tarde desta quarta-feira, 26, que é contra a resolução da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac) que decidiu suspender as sessões presenciais em decorrência do surto de Covid-19 e H3N2.

De acordo com o parlamentar, a resolução assinada pelos membros do parlamento acreano é arbitrária, haja vista que não houve uma consulta aos demais deputados. “Sou extremamente contrário. A gente ver o pessoal da saúde, educação, segurança e a Aleac tá retroagindo. O Deputado tem que tá trabalhando e ouvindo as reivindicações da população, essa foi uma uma decisão da Mesa Diretora da casa”, explicou.

Duarte considera que a medida deveria ter sido tomada em consenso com os demais parlamentares. Além disso, o emedebista acredita que o aumento no número de casos não justifica a suspensão das sessões plenárias. “Essa decisão deveria ser tomada em plenário. Não existe justificativa no momento, existe um grande número de infectados, mas os hospitalizados são poucos. Os que estão vacinados precisam fazer o estado avançar. Sou contra o fechamento das instituições públicas e das iniciativas privadas, precisamos fortalecer a economia”, comentou.

Por fim, o parlamentar adiantou que realizará as sessões remotas no hall da Assembleia Legislativa. “Quem quiser ficar em casa que fique”, encerrou.

Continuar lendo

Acre

Aleac suspende sessões presenciais e retorna trabalho remoto

Publicado

em

Nesta quarta-feira, 26, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), baixou a Resolução n° 33/2022, que altera o plano de retorno às atividades presenciais da Casa, suspendendo as sessões presenciais e retomando as remotas em decorrência do aumento no número de infectados tanto pela Covid-19, como pela H3N2.

De acordo com o artigo 2° da Resolução, ficam determinados que o retorno dos trabalhos das sessões ordinárias, extraordinárias, reuniões das comissões permanentes e temporárias, serão feitas em formato remoto (home office), em horários regimentais, às terças-feiras e quartas-feiras.

O trabalho remoto já se inicia após o recesso parlamentar, no caso, dia 1° de fevereiro e vai até o dia 28 do mesmo mês, podendo ser ampliado por um período maior caso o número de infectados siga aumentando.

A Mesa Diretora destaca que o presente ato tem por objetivo estabelecer medidas para fins de prevenção à infecção e à propagação da Covid-19 na Aleac, de modo a preservar a saúde dos deputados, servidores, colaboradores e visitantes. “Será assegurado o funcionamento das atividades parlamentares e legislativas para garantir o exercício das competências constitucionais da Assembleia Legislativa, em atendimento das demandas da Instituição”, diz trecho da nota.

Atualmente, o Acre tem confirmado diariamente mais de 500 casos por dia, tendo registrado 938 novos casos de Covid-19 e 3 mortes em decorrência da doença. Somente em 2022, já morreram 9 pessoas em todo o território acreano.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Content is protected !!