Conecte-se agora

Filho de Roberto Duarte emite nota de agradecimento pelo apoio que o pai recebeu durante carreira de advogado no Acre

Publicado

em

O advogado Roberto Duarte Júnior encaminhou nota as redações dos veículos de comunicação Acre, agradecendo o apoio que seu pai, Roberto Duarte sempre recebeu da imprensa acreana.

“Inicialmente gostaria de agradecer de coração as atenções e o apoio que sempre foram dispensados por todos os meios de comunicação e jornalistas do Estado do Acre ao meu PAPAI ROBERTO DUARTE que fez sua passagem na última quinta-feira dia 27 de outubro de 2.011. Vocês contribuíram em muito para o crescimento da pessoa, do profissional e do cidadão que foi ROBERTO DUARTE”, disse ele. [CLIQUE SOBRE A FOTO]

Leia nota:

NOTA DE AGRADECIMENTO

 “E ouviu uma voz do céu, que me dizia: Escreve: Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem dos seus trabalhos, e as suas obras os sigam.” Apocalipse 14:13.

Querida sociedade Acreana, podemos supor que a grande maioria de vocês nunca foi a São Jerônimo, localizada nos pampas gaúchos, é uma cidade de mineradores de carvão, de homens corpulentos, fortes, seráficos, provados pelas intempéries do frio vento minuano, não surpreende que diante destas origens o nosso pai tenha procurado e achado o “CALOR” por estas partes. “CALOR”, este, que ele recebeu da mulher acriana SARAH ASSIS FELICIO que ele apoiou e amou até o final de sua vida e de um povo que ele ostentava como seu, de direito e propriedade.

O velório e o sepultamento do nosso querido pai foi uma alegoria de suas escolhas, de sua vida, de suas paixões e do homem que ele se descobriu e se moldou no convívio de cada um que lhe prestou homenagem. Recebemos o “calor” de toda equipe que compõe o HUERB o qual agradecemos de coração em nome da médica MARCIA VASCONCELOS e do enfermeiro ROSICLAY DE SOUZA e de toda equipe do SAMU na qual agradecemos em nome da enfermeira LÚCIA LUNA que dedicaram a ele um carinho muito além de qualquer protocolo médico, das enfermeiras, fisioterapeutas e técnicos que ele alcunhava de “filhas e filhos” e aos médicos que sempre receitaram amor em primeiro lugar.

“CALOR” que ele sempre recebeu da classe dos Juristas, ADVOGADOS, Defensores Públicos, Promotores, Procuradores, Juízes Estaduais, Federais e Desembargadores que ladeavam a lareira que acalorava os sentimentos de amizade e respeito.

Nosso Papai, nosso irmão e nosso amigo, foi e começou a trabalhar cedo ainda menor de idade como Office-boy, durante o serviço militar foi da policia do exército, foi servidor público estadual, montou uma fábrica de sapatos e quando veio para o nosso Acre chegou como vendedor de ovos antes de entrar na advocacia. Talvez tenha sido por isso que ele dava suprema importância ao caminhar sempre reto na fiel perseguição de seus objetivos e a cuidar com amor e dedicação das sementes que ele levava em cada juízo, em cada tribunal, em cada processo com uma dedicação de corpo e alma. Tinha que se formar em direito no Acre para levar o “CALOR”, que o Colega SANDERSON MOURA descreveu, em seu blog, com a precisão cirúrgica de quem viu, as suas defesas e conquistas profissionais.

“CALOR” que ele recebeu da classe política que compareceu. Papai participou da política no Rio Grande do Sul, quando foi Secretário Geral da ARENA JOVEM na década de 70, tentou entrar na política acriana. Nos panfletos, após o seu nome, comparecia o mote “uma questão de justiça”. Resumia, com “CALOR” o seu maior credo. Resume com “calor” o Senador SÉRGIO PETECÃO, a deputada federal ANTÔNIA LÚCIA e o deputado estadual MANOEL MORAES, alguns dos que ontem estiveram conosco depositando palavras de conforto.

“CALOR” que ele recebeu de seus funcionários de casa, do seu escritório e, principalmente, de seus clientes que lhe permitiram morrer com o nome no auge da sua projeção profissional.

“CALOR” que sempre veiculou e vociferou, através da imprensa e jornalismo acriano ao qual agradecemos “calorosamente” o valor que ele mais prezava: a reputação!

Certa feita lemos que a pessoa que parte é como um barco que zarpa para além do horizonte. Não o vemos, mas ele está lá em algum lugar singrando mares mais tranqüilos. Rogamos a todos os supracitados e aos outros que infelizmente não mencionamos, por questões de espaço, que enquanto nosso pai cuida do leme de sua nova embarcação, que cuidem do nosso porto ACRE e da nossa família com o mesmo “CALOR” com o qual vocês cuidaram do Papai!

Temos a certeza que nosso guerreiro PAPAI está descansando em paz ao lado dos seus pais, da esposa, dos seus familiares, dos amigos que sempre prezou ao longo de sua vida e principalmente de JESUS.

Ficam para todos nós, o seu legado os ensinamentos, o amor, a conduta, a honestidade, a ética, a boa-fé, o labor e principalmente o que devemos ter à frente de todos os nossos atos: Deus.

Nossos mais sinceros e calorosos agradecimentos, do fundo dos nossos corações.

Roberto Duarte Júnior, Roberta Duarte Coelho de Souza e seus familiares

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas