Conecte-se agora

Seminário discute qualidade da farinha de Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Os resultados e desafios do processo de Indicação Geográfica da farinha de mandioca produzida na região no Juruá serão tema de um seminário realizado pela Embrapa Acre, no dia 18 de outubro, no Teatro dos Náuas, em Cruzeiro do Sul, a partir das 8 horas. O evento faz parte da programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

Produzida artesalnamente em centenas de comunidades rurais, a farinha de mandioca de Cruzeiro do Sul conquistou o paladar dos acreanos desde a década de 1980 e ganhou fama Brasil a fora. O próximo passo é ter a origem deste alimento certificada pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). “Queremos dialogar com agricultores familiares, estudantes, extensionistas e profissionais ligados a cadeia produtiva da mandioca para identificar as principais demandas tecnológicas  e, principalmente, incentivar os produtores rurais para o cumprimento de exigências legais e normas que regulam a produção de alimentos, como forma de contribuir para o processo de Indicação Geográfica, mantendo a qualidade do produto”, afirma a pesquisadora Virgínia Álvares.

Durante o seminário serão apresentados resultados de pesquisas realizadas pela Embrapa Acre, em parceria com outras instituições, junto a produtores de farinha no Território da Cidadania do Vale do Juruá. A equipe da Embrapa Acre georreferenciou 900 casas de farinha e realizou um diagnóstico da produção, avaliando o modo de fabricação, a classificação, a qualidade, a variabilidade e o potencial de uso de resíduos da fabricação da farinha para alimentação animal e adubação.

A programação também contará com apresentações sobre o potencial da região para obtenção do selo de Indicação Geográfica para a farinha de mandioca, bem como sobre a adequação desse produto à legislação. “A intenção é que o produto mantenha a qualidade e esteja de acordo com as boas práticas de fabricação exigidas pela legislação”, afirma Virgínia.

O Seminário é realizado com apoio do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), Instituto Federal de Educação do Acre (IFAC), Universidade Federal do Acre (Ufac, Campus da Floresta), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/AC), Governo do Estado, por meio do Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar, Instituto de Mudanças Climáticas e prefeitura de Cruzeiro do Sul, e financiado pelo Fundo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico por meio da Fundação Tecnologia do Estado do Acre (Funtac), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e de emenda parlamentar proposta pelo deputado federal Henrique Afonso (PV/AC).

Conservação do Solo

Na quarta e quinta-feira (19 e 20 de outubro) será realizado curso sobre manejo e conservação do solo. O objetivo é estimular o uso de técnicas de baixo custo para o manejo dos solos da região. “Neste momento em que o Governo Federal investe no Programa Agricultura de Baixo Carbono, com linhas de créditos específicas, vamos estimular a utilização de alternativas viáveis, como o uso de microtratores para limpeza e preparo de áreas para plantio e, principalmente, para recuperação de áreas degradadas, problema recorrente nas áreas de cultivo de mandioca do Juruá”, afirma o pesquisador Falbarni Costa.

A etapa teórica, no dia 19 de outubro, acontece no Escritório da Embrapa Acre, em Cruzeiro do Sul (Avenida 25 de agosto, nº 45) e as atividades práticas serão realizadas na propriedade do agricultor Sebastião de Oliveira, no ramal Pentecostes, em Mâncio Lima (AC). O curso é voltado para agricultores familiares e extensionistas.

(Texto: Priscila Viudes/Embrapa Acre).

Acre

Cadastro reserva se acorrenta e cobra “palavra” de Gladson

Publicado

em

Durante protesto, o integrante do cadastro de reserva da Polícia Civil, Jorge Souza Pequeno, de 24 anos, natural de Cruzeiro do Sul, se acorrentou nas primeiras horas desta quarta-feira, 1°, em frente ao Palácio Rio Branco, para cobrar um posicionamento do governador Gladson Cameli (Progressistas).

Ao ac24horas, Jorge disse que o foco de seu protesto é chamar a atenção do chefe do executivo. Segundo ele, é necessário que o governo faça um ato concreto sobre o assunto. “Minha reivindicação é um ato concreto do Governador como uma nota no diário oficial, pois, a palavra dele ele já vem dando durante quase 4 anos, só quero ser chamado para a última etapa do concurso, que é a academia de polícia”, declarou.

Recentemente, Gladson convocou 17 candidatos aprovados para o curso de formação policial. No entanto, para o grupo, esse número ficou muito abaixo do esperado, uma vez que cerca de 500 pessoas aguardavam pelo chamamento do governo.

O certame foi realizado em 2017, na época, o concurso da Polícia Civil era para preenchimento de 250 vagas. Os salários variavam de de R$ 3.007,78 a R$ 15.378,00. O processo seletivo teve 7.652 pessoas inscritas, segundo a Secretaria de Gestão Administrativa (SGA).

Continuar lendo

Acre

Prefeitura decreta medidas para contenção de despesas

Publicado

em

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas), publicou um decreto nesta quarta-feira, 1, que estabelece medidas administrativas para contenção e otimização de despesas, no âmbito do Poder Executivo.

No decreto, ficam suspensas as ações relativas a pessoal que causem impacto financeiro na Folha de Pagamento, especificamente, a concessão de férias em pecúnia.

“Havendo necessidade premente da realização das referidas despesas, deverá ser encaminhada justificativa fundamentada pelo ordenador de despesa, acompanhada do respectivo demonstrativo financeiro, ao chefe do Poder Executivo Municipal para apreciação e autorização”, afirmou.

Por fim, o prefeito afirmou que cabe aos Secretários Municipais e equivalente das Indiretas promoverem e acompanharem o disposto neste Decreto, no âmbito de atuação de suas respectivas Unidades Administrativas.

Continuar lendo

Acre

Infarto fulminante mata Capitão Moreira, do Corpo de Bombeiros

Publicado

em

O capitão do Corpo de Bombeiros do Acre, Antônio José Moreira, de 62 anos, morreu no início da manhã desta quarta-feira, 1º, em Rio Branco.

O militar foi vítima de infarto fulminante em sua própria residência por volta das 5 horas da manhã. Como quase todos os bombeiros mais antigos do Acre, Capitão Moreira ingressou na Polícia Militar em 1979 e só anos depois foi transferido para o Corpo de Bombeiros. Passou por todos os postos, desde soldado, indo para reserva como capitão.

Parte do velório acontece no Comando do Corpo de Bombeiros do Acre no período de 10 da manhã ao meio-dia. A expectativa, ainda não confirmada pela família, é que o corpo seja transferido no período da tarde para Sena Madureira, município onde nasceu e onde deve ser sepultado.

Continuar lendo

Acre

Bocalom sanciona PLC que institui Ouvidoria na Câmara

Publicado

em

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas) sancionou nesta quarta-feira, 1, o Projeto de Lei Complementar (PLC) que institui a Ouvidoria da Câmara Municipal de Rio Branco, que servirá como meio de interlocução com a sociedade.

O canal será aberto para o recebimento de solicitações, informações, reclamações, sugestões, críticas, elogios e quaisquer outros encaminhamentos relacionados às suas atribuições e competências.

A Ouvidoria da Câmara Municipal, será diretamente vinculada à Presidência, sendo dirigida por um Ouvidor designado pelo presidente entre os servidores de carreira da Câmara Municipal de Rio Branco e que tenham formação preferencialmente nas áreas de Gestão Pública, Administração e Direito.

O prazo de resposta às demandas encaminhadas à Ouvidoria será de até 20 dias, prorrogável por mais 10 (dez) dias, havendo justificativa expressa e notificada do demandante.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas