Conecte-se agora

Multas diárias não inibem estacionamento irregular em frente à igreja evangélica

Publicado

em

“Todos os dias é a mesma, a igreja nos aciona para poder desobstruir a garagem”, a frase é do agente de trânsito Degeane Soares que afirma ser rotina à aplicação diária de multa a motociclistas que estacionam impedido a entrada e saída de veículos da Primeira Igreja Baptista Regular, no Centro da cidade.

Nesta quinta-feira (22) os veículos de placas MZU 1782, NAA 1080 e NAC 1230 foram autuados. O local, de fato, é uma tentação para os motoristas apressados e desatentos, fica próximo aos Bancos Itaú, Caixa Econômica, Bradesco e do mais movimento centro comercial do Estado, o Calçadão da Benjamim Constant.

A multa considerada infração média com perda de quatro pontos na carteira, custa R$ 85,13 acrescido de taxas de remoção do veículo.

Edmilson Alves, de Rio Branco-Ac
[email protected]
Redação de ac24horas

Acre

Acre registrou 3.085 focos de incêndios em setembro, diz Inpe

Publicado

em

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) apontam que o Estado do Acre registrou, somente nos primeiros 20 dias de setembro, 3.085 focos de incêndio. Já os números desde o dia 1° de janeiro mostram que foram registrados 6805 focos nos 22 municípios acreanos.

Segundo os dados do Inpe, o total é o maior dos últimos 16 anos. O instituto mostrou que os municípios que realizaram maiores índices de queimadas, nos últimos 9 meses, foram Feijó e Tarauacá.

Já na região norte, foram contabilizados mais de 11 mil focos de calor. A Amazônia brasileira registrou em agosto de 2021 mais de 28 mil focos de queimadas —o terceiro pior resultado para o período nos últimos 11 anos. Os números, disponibilizados pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), só ficaram atrás dos registrados em 2019 e 2020, os dois primeiros anos do governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

Os incêndios no bioma costumam estar associados ao desmatamento. O fogo é usado para queimar a vegetação derrubada — e que foi deixada secando— e para limpar pastos.

O recorde de incêndios para agosto aconteceu há dois anos, quando foram mais de 30 mil focos de queimadas na região.

Continuar lendo

Acre

Seme quer dispensar licitação para contratar 180 agentes de portaria

Publicado

em

O gerente do Departamento de Gestão Administrativa, Lucas Tavares de Figueiredo, da Secretaria Municipal de Educação (Seme) publicou nesta quinta-feira, 23, no Diário Oficial do Estado (DOE) uma cotação de preço, com o intuito de dispensa de licitação, para contratação de serviços de agente de portaria diurno, para atender as demandas das dependências das unidades escolares municipais.

A Seme prevê a contratação de 180 agentes de portaria diurno com jornada de trabalho de 12 x 36 horas de segunda a domingo 6h às 18h. As aulas na rede pública municipal estão suspensas devido a falta de agentes de portaria.

As empresas interessadas deverão solicitar o Termo de Referência e seus anexos, assim como o formulário de pesquisa de preços, e ainda tirar suas dúvidas, pelos e-mails [email protected] e [email protected] a partir da publicação da coleta no DOE até o dia 27 de setembro às 12:00, mencionando que trata-se da dispensa de licitação.

As propostas deverão ser entregues até o dia 28 de setembro no período de 07:30 às 17:30 no protocolo da SEME, na rua Quintino Bocaiúva, 1.833, Bosque, com toda a documentação solicitada no Termo de Referência.

A prestação dos serviços está estimada para iniciar até dia 15/10/2021 com vigência final em 31/12/2021, podendo ser prorrogada conforme previsão legal de forma que não ultrapasse 180 dias.

Continuar lendo

Acre

Líder do táxi compartilhado pede regulamentação do serviço

Publicado

em

O líder dos taxistas que atuam no modo de táxi compartilhado, Esperidião Teixeira, cobrou nesta quinta-feira, 23, na Tribuna Popular da Câmara de Rio Branco, que a prefeitura de Rio Branco envie um projeto de lei (PL) que garanta a legalidade dos serviços na capital.

Segundo Esperidião, o transporte coletivo na cidade se encontra em estado precário e que a regulamentação do táxi-compartilhado, que já vem atuando na cidade, vai suprir essa deficiência. De acordo com ele, os motoristas vêm pagando estacionamento privado para atuarem na capital, já que sem a regulamentação eles não podem trabalhar nas praças públicas.

“Se é PL ou portaria tem que ser regulamentado porque não podemos ficar nesse bate e volta entre prefeitura e  câmara. A gente fica muito feliz porque a Câmara concorda com o serviço e esse serviço emprega mais de 200 motoristas. Esse serviço não compete com o transporte coletivo porque são preços diferentes e quem decide o transporte que quer usar é o usuário”, afirmou Esperidião.

Em resposta à reivindicação, o presidente da Câmara de Vereadores de Rio Branco, N. Lima (Progressistas), cobrou da gestão do prefeito, Tião Bocalom, o envio do projeto de lei que regulamenta os serviços de táxi compartilhado na capital. Segundo N. Lima, na legislação federal existe apenas táxi-lotação que é diferente de táxi compartilhado

“Eu já avisei ao prefeito que envie o projeto de lei que regulamente esse serviço de táxi compartilhado aos moldes de Porto Velho, Curitiba e outras capitais, já que no âmbito do município não existe Lei desse tipo, apenas a Lei de táxi-lotação que é federal e a gente tem que fazer tudo dentro lei. Os vereadores estão dispostos a aprovar o PL, mas é necessário que o Executivo envie o projeto”, salientou.

Continuar lendo

Acre

Oito cidades do Acre não tem mortes por Covid-19 desde agosto

Publicado

em

Um levantamento mostra Capixaba, Manoel Urbano, Jordão, Assis Brasil, Santa Rosa do Purus, Xapuri, Porto Acre e Senador Guiomard entre as cidades sem mortes por Covid-19 desde agosto no Brasil.

A cidade de Senador Guiomard acumula 42 óbitos desde o início da pandemia e faz parte do grupo de 30% há dois meses sem vítimas fatais da doença.

Jordão registrou duas mortes na pandemia.

Os dados foram compilados pelo drive de estatística do Metrópoles, o (M)Dados, com base em informações do Ministério da Saúde.

Segundo o Metrópoles, a maior parte desses locais está em Minas Gerais. Por lá, 314 cidades estão nessa situação.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas