Conecte-se agora

Promotora que cometeu suicídio vinha sofrendo com depressão, diz MP

Publicado

em

A promotora de Justiça Nicole Gonzales vinha sofrendo uma depressão profunda, conforme relatou na manhã de hoje, o chefe do Ministério Público do Acre, procurador Oswaldo D’Albuquerque, durante coletiva na sede da Procuradoria do órgão. O quadro depressivo teria levado a promotora a cometer suicídio. Nicole morava sozinha num apartamento em um condomínio de luxo em Rio Branco.

b365a105-bd08-4fa6-ade8-2290d468a74b

 

O procurador Oswaldo D’Albuquerque fez um relato sobre o que de fato aconteceu e condenou os boatos sobre a morte da promotora que circularam pelos grupos de WhatsApp.

LEIA MAIS:
>>>Promotora de Justiça do Acre é encontrada morta dentro de apartamento
>>> Policia confirma que morte de promotora foi suicidio

Antes de disparar a arma contra a própria cabeça, ela ligou para sua mãe avisando que iria cometer o suicídio. Desesperada, a mãe dela ligou para um promotor, amigo de Nicole, que se dirigiu junto com outros colegas promotores ao apartamento, porém não conseguiram evitar que o pior acontecesse.

“Alguns colegas promotores, a pedido da mãe dela que fez uma ligação, se dirigiram ao local, chegaram inclusive a conversar com ela e disseram que iriam arrombar a porta. Os colegas que arrombaram a porta do apartamento na tentativa de evitar que uma tragédia viesse a acontecer. Quando conseguiram arrombar a porta, os colegas promotores de Justiça encontraram a colega, nossa amiga Nicole agonizando. Ainda tiveram a oportunidade de ligar para o Samu, que prontamente foi ao local. Foram feitas as devidas tentativas de ressuscitar, massagens cardíacas, todos os procedimentos foram adotados, mas infelizmente devido ao ferimento a nossa colega veio a óbito”, informou o procurador geral.

Natural da cidade de Araraquara, interior de São Paulo, a promotora Nicole Gonzales Colombo Arnoldi, 35 anos, tomou posse em 2009 no MPE do Acre. Atuou em Tarauacá, e em Rio Branco ocupou funções nas promotorias de Violência Doméstica e de Defesa do Consumidor. Ultimamente, ela vinha respondendo pela Promotoria do Bujari.

Com fala quase embargada, Oswaldo D’Albuquerque disse que a promotora era uma pessoa dedicada e tinha amor pelo que fazia.

“Sempre foi uma colega bastante dedicada e de uma extrema correção. Muito amável e vai fazer muita falta”, disse o procurador.

O corpo de Nicole Gonzales será velado até as 15h no Centro de Atendimento ao Cidadão do MP, antiga sede do órgão. Depois será trasladado para Araraquara para ser velado e sepultado pela família.

 

Na rede

Carro despenca de barranco e quase cai em cima de casa em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Na noite desta sexta-feira, 23, um carro despencou de um barranco na Estrada Nova Olinda, no Bairro Boca da Alemanha em Cruzeiro do Sul e por pouco não cai em cima de uma casa. O veículo ficou totalmente na vertical mas nem o condutor, enfermeiro Helinton Lopes do Nascimento, nem moradores da residência ficaram feridos e não foram levados para atendimento médico.

Segundo o chefe da 1° Circunscrição Regional de Trânsito- Ciretran, Izaías Queiroz, o motorista perdeu o controle do veículo. “O condutor transitava sentido cemitério/Cidade da Justiça e perdeu o controle do carro”, citou

Uma guarnição do corpo de bombeiros foi acionada para fazer a remoção do veículo.

Continuar lendo

Acre 01

Em programa eleitoral, ex-flamengo Léo Moura pede voto para Alan Rick

Publicado

em

O programa em que o ex-lateral do Flamengo, Léo Moura, pede que o Acre eleja Alan Rick Senador começou a circular no horário eleitoral gratuito das TVs e rádios nesta sexta-feira, 23. O candidato replicou a peça em suas redes sociais.

Léo Moura esteve no Acre na última quarta-feira, 21, para visitar o núcleo da escolinha de futebol Passaporte para Vitória, na Cidade do Povo, em Rio Branco. O Acre ganhou dois núcleos da escolinha com emenda destinada por Alan Rick e já contempla 600 crianças e adolescentes gratuitamente. O segundo funciona em Cruzeiro do Sul.

No programa eleitoral gravado no campo da Cidade do Povo, construído com emenda de Alan Rick, Léo agradeceu a destinação dos recursos para instalação dos núcleos. “Graças a você esse projeto chegou aqui no Acre, fruto de emenda sua. Estou muito feliz por essas crianças estarem sendo beneficiadas por esse projeto. Então, quero fazer um pedido a população: no dia 2 de outubro, para o Senado, é Alan Rick 444”, disse.

Alan Rick tem dito em entrevistas que deseja expandir o projeto. “Esse é um trabalho social muito importante, ocupa parte do contraturno escolar das crianças e adolescentes, ensina valores, forma cidadãos, além de criar a oportunidade de desenvolver talentos. Quem sabe surjam novos craques como o goleiro Weverton, acreano, como o próprio Léo, que nasceram em famílias sem condições financeiras de matricula-los em uma escolinha de futebol particular. Se Deus quiser, poderemos instalar núcleos do Passaporte para Vitória em outros municípios acreanos”, disse em entrevista ao jornalista José Alex.

Continuar lendo

Destaque 4

Obra causa destruição no Tropical e moradores exigem que prefeitura assuma prejuízos

Publicado

em

Uma obra de melhoria na tubulação executada pela prefeitura de Rio Branco tem tirado o sono e a paciência dos moradores da rua Travessa da Serra, no bairro Tropical.

Ocorre que a obra tem provocado diversas reclamações, principalmente em relação a demora e os danos que tem provocado. O primeiro fato questionado pelos moradores é que não há placa de identificação da obra que forneça dados como custo e prazo para o término.

Uma outra denúncia grave feita pelos moradores é por conta dos danos causados em calçadas e muros das residências. Ao longo da semana, um poste de energia por pouco não desabou em cima de uma residência.

A comerciante Aida Macambira procurou a prefeitura para reclamar. “Fomos notificados pela SEINFRA que passaríamos por mudanças na tubulação da nossa rua e que este processo duraria em torno de 40 dias. Ocorre que nada aconteceu como previsto. Resultado disso são comércios sofrendo prejuízos em suas vendas e a rua um caos. Percebemos que a obra tem provocado prejuízo estrutural em muro e calçada e até agora não recebemos nenhuma garantia de que teremos esse ressarcimento por parte do poder público. Outra coisa é que queríamos que a rua fosse molhada pelo menos duas vezes por dia. A poeira tem prejudicado a saúde das crianças e pessoas idosas da rua”, afirma.

O ac24horas procurou a prefeitura de Rio Branco. O secretário de Infraestrutura do município, Cid Ferreira. O gestor admitiu problemas na obra, mas garantiu que a prefeitura vai conversar com a empresa responsável para garantir uma resposta à comunidade.

“O trabalho que estamos fazendo nessa região é de drenagem. Ocorre que é uma área arenosa, de deslizamento. Toda vez que se faz uma escavação a terra desliza totalmente e aí há a necessidade de fazer encosta para fazer o serviço. Por conta disso, a obra tem sofrido atraso. Com relação aos prejuízos, é uma discussão que teremos com a empresa para ver como é que vamos alinhar. É uma discussão técnica/jurídica que não temos como debitar tudo na conta da empresa por conta do terreno, mas vamos alinhar e ver como vamos proceder para ajustar possíveis indenizações. Podemos já ter uma posição na próxima semana”, afirma Cid.

Os moradores prometem interditar a obra e impedir o acesso dos trabalhadores caso não tenham uma resposta concreta sobre suas reivindicações.

Continuar lendo

Destaque 3

No Acre, quase 2,7 mil contribuintes caíram na malha fina do imposto de renda

Publicado

em

Entre março e setembro de 2022, a Receita Federal recebeu 38.188.642 declarações em todo o País. Destas, 1.032.279 declarações foram retidas em malha. No Acre estão retidas em malha 2.671 declarações no mesmo período. Já na Amazônia (2ª Região Fiscal) o total é de 49.248 declarações.

No País, do total retido são 811.782 declarações com Imposto a Restituir (IAR), representando 78,6% do total em malha; 198.541 declarações, ou 19,2% do total em malha, com Imposto a Pagar (IAP) e 21.956, com saldo zero, representando 2,1% do total em malha.

Os principais motivos para ter caído na malha em 2022: 41,9% omitem rendimentos sujeitos ao ajuste anual (de titulares e dependentes declarados); 28,6% apresentam deduções da base de cálculo (principal motivo de dedução – despesas médicas); 21,9% tem divergências no valor de IRRF entre o que consta em Dirf e o que foi declarado pela pessoa física – entre outros, falta de informação do beneficiário em Dirf, e divergência entre o valor informado entre a DIRPF e a Dirf.

Já os outros 7,6% são motivados por deduções do imposto devido, recebimento de rendimentos acumulados, e divergência de informação sobre pagamento de carnê-leão e/ ou imposto complementar.

Neste mês de setembro a Receita Federal está emitindo 444 mil correspondências para contribuintes em todo o Brasil com declarações na malha fina. O objetivo é avisar aos contribuintes que, em caso de erro na declaração apresentada, este é o momento para providenciar a sua correção, apresentando declaração retificadora.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.