Conecte-se agora

Promotora que cometeu suicídio vinha sofrendo com depressão, diz MP

Publicado

em

A promotora de Justiça Nicole Gonzales vinha sofrendo uma depressão profunda, conforme relatou na manhã de hoje, o chefe do Ministério Público do Acre, procurador Oswaldo D’Albuquerque, durante coletiva na sede da Procuradoria do órgão. O quadro depressivo teria levado a promotora a cometer suicídio. Nicole morava sozinha num apartamento em um condomínio de luxo em Rio Branco.

b365a105-bd08-4fa6-ade8-2290d468a74b

 

O procurador Oswaldo D’Albuquerque fez um relato sobre o que de fato aconteceu e condenou os boatos sobre a morte da promotora que circularam pelos grupos de WhatsApp.

LEIA MAIS:
>>>Promotora de Justiça do Acre é encontrada morta dentro de apartamento
>>> Policia confirma que morte de promotora foi suicidio

Antes de disparar a arma contra a própria cabeça, ela ligou para sua mãe avisando que iria cometer o suicídio. Desesperada, a mãe dela ligou para um promotor, amigo de Nicole, que se dirigiu junto com outros colegas promotores ao apartamento, porém não conseguiram evitar que o pior acontecesse.

“Alguns colegas promotores, a pedido da mãe dela que fez uma ligação, se dirigiram ao local, chegaram inclusive a conversar com ela e disseram que iriam arrombar a porta. Os colegas que arrombaram a porta do apartamento na tentativa de evitar que uma tragédia viesse a acontecer. Quando conseguiram arrombar a porta, os colegas promotores de Justiça encontraram a colega, nossa amiga Nicole agonizando. Ainda tiveram a oportunidade de ligar para o Samu, que prontamente foi ao local. Foram feitas as devidas tentativas de ressuscitar, massagens cardíacas, todos os procedimentos foram adotados, mas infelizmente devido ao ferimento a nossa colega veio a óbito”, informou o procurador geral.

Natural da cidade de Araraquara, interior de São Paulo, a promotora Nicole Gonzales Colombo Arnoldi, 35 anos, tomou posse em 2009 no MPE do Acre. Atuou em Tarauacá, e em Rio Branco ocupou funções nas promotorias de Violência Doméstica e de Defesa do Consumidor. Ultimamente, ela vinha respondendo pela Promotoria do Bujari.

Com fala quase embargada, Oswaldo D’Albuquerque disse que a promotora era uma pessoa dedicada e tinha amor pelo que fazia.

“Sempre foi uma colega bastante dedicada e de uma extrema correção. Muito amável e vai fazer muita falta”, disse o procurador.

O corpo de Nicole Gonzales será velado até as 15h no Centro de Atendimento ao Cidadão do MP, antiga sede do órgão. Depois será trasladado para Araraquara para ser velado e sepultado pela família.

 

Cotidiano

Pastor que pregou no Acre é preso no Pará por estuprar enteadas

Publicado

em

A Polícia Rodoviária Federal prendeu na manhã desta terça-feira, 6, Jacundá, ao oeste do Pará, o pastor Gilmar Monteiro Marcelino, de 55 anos, por acusação de estupro de duas enteadas em Porto Velho (RO).

De acordo com a PRF, o Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) da PRF recebeu uma denúncia anônima, de que um foragido da justiça estaria na condição de passageiro em um ônibus interestadual com rota pela rodovia BR-230.

A ação ocorreu devido a queda de uma ponte que liga o município de Marabá (PA) a Novo Repartimento (PA), o ônibus seguia pela PA-150 no município de Jacundá (PA), momento em que foi abordado pela equipe para a averiguação da denúncia. O ônibus realizava o itinerário São Luís (MA) – Santarém (PA).

Durante os procedimentos de fiscalização, a equipe localizou um mandado de prisão pendente de cumprimento em desfavor de um dos passageiros, expedido no estado de Rondônia.

Em seguida, o passageiro foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Jacundá (PA) para a realização das medidas cabíveis. A prisão teve o apoio da Polícia Penal de Sena Madureira (AC).

O mandado de prisão havia sido expedido em 19 de dezembro de 2019. O evangélico ficou bastante conhecido em Sena Madureira pelas pregações que fazia em via pública. Este ano, foi descoberto que o suposto pastor tinha um mandado de prisão expedido em dezembro de 2019 pela acusação de estuprar duas enteadas.

Continuar lendo

Acre 01

Governo homologa licitação de viaduto no cruzamento da Av. Ceará com a Getúlio Vargas

Publicado

em

O governo do Acre avançou mais um passo para melhorar a mobilidade urbana na capital Rio Branco. A Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) homologou nesta terça-feira, 6, o processo licitatório, na modalidade concorrência, n° 002/2022, para que seja iniciada a execução da obra do primeiro viaduto do estado do Acre, no cruzamento das avenidas Ceará e Getúlio Vargas. Desta forma, a ordem de serviço será assinada em breve.

A implantação do complexo viário visa promover investimento em infraestrutura de transporte para criar melhores condições de mobilidade urbana no Centro de Rio Branco.

De acordo com o titular da Seinfra, Cirleudo Alencar, os investimentos são provenientes de emenda parlamentar do deputado federal Alan Rick de mais de R$ 17 milhões, e contrapartida do Estado, no valor superior a R$ 4 milhões, totalizando aproximadamente R$ 22 milhões.

“O viaduto irá desafogar e melhorar o fluxo do trânsito na região central da cidade, onde estão diversos órgãos públicos, estudantes e empresas privadas”, ressaltou.

O viaduto é fruto do convênio entre o governo do Acre, por intermédio da Seinfra, e o governo federal, por meio da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) – vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

“Além de promover melhorias na mobilidade urbana, a obra gerará mais de trezentos empregos diretos durante todo o processo de construção do viaduto, fortalecendo a economia do estado e beneficiando toda a população de Rio Branco “, frisou Alencar.

Continuar lendo

Acre

Ludmila grava video xingando seguidores e depois apaga

Publicado

em

Em um vídeo publicado nas redes sociais, nesta terça-feira, 6, a Influenciadora digital, Ludmilla Cavalcante desabafou e chegou a xingar alguns de seus seguidores.

Completamente abalada, a blogueira inicia a gravação dizendo não aguenta mais todo mundo falando mal de tudo o que faz, dessa vez se referindo ao cabelo, que por ter mudado o visual, estaria recebendo opiniões negativas.

“Não quero saber de ninguém falando do car*lh* do meu cabelo. Eu não pedi a opinião de ninguém, não sou obrigado a ficar aguentando gente escrota o dia inteiro. Eu vou mandar para put* que pariu, tomar no c*, não sou mais obrigada a aguentar”, expressou.

Por estar em São Paulo, ela afirma que algumas pessoas estão cobrando uma visita à filha Antonella, que mora no estado com o pai e se desespera por não querer que falem de sua maternidade.

“Eu estou em São Paulo há 5 dias trabalhando, se eu pudesse ir naquela cidade, eu já tinha ido. Estou gastando o dinheiro que eu tenho com advogado, me matando dentro de um processo judicial e eu não admito gente vir falar que eu sou uma mãe isso ou aquilo”, esclareceu.

Em diversos momentos Ludmilla afirma que está cansada, exausta e irritada e mantém o diálogo com várias palavras obscenas. Após poucos minutos, a publicação foi excluída.

ASSISTA AO VÍDEO EXCLUÍDO NA ÍNTEGRA:

video
play-rounded-fill
Continuar lendo

Cotidiano

Governo e empresários debatem ações para implantar polo logístico em Rio Branco

Publicado

em

Proposto em 2014, o Polo Logístico de Rio Branco parecia ser, devido a questões jurídicas, uma promoção que não sairia do papel. Mas o governo do Acre, por meio da Comissão de Política de Incentivo às Atividades Comerciais e de Logística de Distribuição no Estado do Acre (Copal), que é coordenada pela Secretaria de Estado de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seitc), vem trabalhando juntamente à Associação Comercial, Industrial, de Serviço e Agrícola do Acre (Acisa) na reformulação do modelo operacional, funcional e legal do polo.

O Polo Logístico consiste em uma importante política de incentivo ao setor comercial acreano, proporcionando um espaço dotado de infraestrutura destinado a disponibilizar terrenos para a implantação de serviços de logística e transportes, como centros de distribuição, depósitos, transportadoras e atacadistas.

O principal entrave era a insegurança jurídica que os empresários tinham em relação à legislação que rege a atividade do espaço. O governo do Estado, desde o início da atual gestão, vem trabalhando para superar essas incertezas e gerar segurança e confiança ao setor.

O presidente da Acisa, Marcello Moura, destaca o trabalho que o governo vem desenvolvendo para regular as atividades no polo. “O governo tem demonstrado interesse em resolver as fragilidades na lei”, afirma.

“Estamos trabalhando para encaminhar à Assembleia Legislativa um projeto de lei que vá ao encontro dos interesses dos empresários, oferecendo segurança jurídica para investir no polo e gerando mais postos de trabalho, renda e aumento da competitividade entre as empresas do Acre, que poderão ter maior leque de variedade de produtos e marcas para o consumidor final”, destaca o titular da Seict, Assurbanipal Barbary.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.